Correio de Carajás

Marabá: Ministério Público quer concursados em 70% dos cargos comissionados

Foto: Arquivo Correio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Após analisar em Inquérito Civil a existência de excessivo quadro de servidores comissionados na Prefeitura Municipal de Marabá, o que acarreta “ônus assombroso” para a folha de pagamento municipal, o promotor Julio Cesar Sousa Costa, responsável pela Defesa da Probidade Administrativa, expediu recomendação para que o prefeito Sebastião Miranda Filho reduza o número de cargos.

No documento, recomenda a adoção imediata de medida administrativas pertinentes para que se corrija as irregularidades no prazo de 60 dias. O promotor quer que o prefeito determine a completa reformulação da lotação dos cargos comissionados, obedecendo à Lei Municipal Nº 17.369/2009 no que tange ao quantitativo mínimo exigido a ser preenchido por servidores efetivos. Conforme a legislação, do total de cargos em comissão, ao menos 70% devem ser ocupados por servidores pertencentes ao quadro de provimento efetivo, ou seja, concursados.

Recomendou, ainda, que o administrador adote providências para disciplinar um limite máximo de cargos de Direção, Chefia e Assessoramento, determinando que o Ministério Público seja informado, em até 10 dias após o término do prazo, sobre o acatamento da recomendação.

Leia mais:

O documento considera, além da legislação, a existência de excessivo quadro de servidores comissionados na Prefeitura Municipal de Marabá, detectado após análise de informações prestadas pela Secretaria Municipal de Administração (Semad) e pela Procuradoria Geral do Município (Progem).

O Inquérito Civil concluiu que o quantitativo de cargos comissionados ocupados por servidores efetivos não alcança o mínimo legal, além de destacara que a Promotoria em questão recebeu diversas denúncias acerca da criação desmesurada de cargos em comissão ou funções gratificadas.

A assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Marabá informou que a Progem foi notificada sobre o assunto e está tomando as providências legais. (Luciana Marschall)

Mais

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei complementar que estende até o fim de 2021 a autorização concedida a estados,…
Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Os senadores avaliaram de forma positiva a primeira semana de oitivas da CPI da Pandemia. Foram ouvidos os ex-ministros da…
Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (6) em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia…
Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Em depoimento nesta quinta-feira (6) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo…
Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5) em depoimento à CPI da Pandemia que deixou o governo…
Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Em discurso hoje (5) em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as manifestações ocorridas no 1º de…