Correio de Carajás

Marabá baixa idade de vacinação de covid-19 para 35 anos a partir de hoje

Foto: Fabio Pozzebom

IMUNIZAÇÃO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em função da baixa procura pela primeira dose da vacina contra a covid-19, na 2ª chamada destinada aos grupos prioritários, a campanha de vacinação, em Marabá, para a população em geral (sem comorbidades) acima dos 35 anos de idade, foi antecipada para esta quinta (8), a partir do meio dia (12 horas) até as 17 horas, e continuará na sexta-feira (09), das 8 às 17 horas, no Carajás Centro de Convenções.

Para vacinar, as pessoas com mais de 35 anos precisam levar documento oficial com foto, comprovante de residência, cartão SUS e declaração preenchida, que consta no site da prefeitura.

O município de Marabá recebeu esta semana cerca de 7.600 doses da vacina, destas um pouco mais de cinco mil nesta quarta (08).

Leia mais:

Grupos prioritários

Vale ressaltar que continua aberta a vacinação para os grupos prioritários que ainda não se imunizaram. São eles: professores do ensino fundamental, médio, profissional e superior, profissionais de saúde, trabalhadores da educação, motoristas e cobradores de transporte coletivo municipal e intermunicipal, gestantes e puérperas com comorbidades, idosos, agentes de conservação e limpeza pública (garis), deficientes permanentes e demais comorbidades previstas no plano nacional de Imunização, todos acima de 18 anos, devem comparecer ao Carajás Centro de Convenções.

Pessoas com comorbidade devem levar junto com a documentação (documento oficial com foto, comprovante de residência e cartão SUS) o laudo comprovando a comorbidade, no caso de hipertensão e diabetes, pode ser o cartão de acompanhamento da Unidade Básica de Saúde.

No caso dos demais profissionais é preciso levar declaração assinada pelo gestor do local de trabalho (todas as declarações constam no site da prefeitura).

Já os que precisam tomar a segunda dose da vacina, devem se dirigir às escolas Anísio Teixeira, na Cidade Nova e Jonathas Pontes Athias, na Folha 22, Nova Marabá, com a documentação solicitada. (Fonte: Secom/PMM)

Comentários

Mais

Covid-19: Anvisa diz que não há estudo conclusivo sobre 3ª dose

Covid-19: Anvisa diz que não há estudo conclusivo sobre 3ª dose

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou em comunicado hoje (23) que ainda não há evidências suficientes para uma…
ONS prevê cenário energético "sensível" até novembro

ONS prevê cenário energético "sensível" até novembro

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou as previsões para o atendimento de energia ao Brasil até novembro e…
DJ Ivis pede perdão a Pamella Holanda em suposta carta lida pelo advogado do cantor

DJ Ivis pede perdão a Pamella Holanda em suposta carta lida pelo advogado do cantor

A cearense Pamella Holanda, vítima de agressões de DJ Ivis, revelou que o cantor enviou uma suposta carta, por meio do advogado, com um pedido de perdão.…
Rede estadual retoma aulas no início de agosto

Rede estadual retoma aulas no início de agosto

A redução do número de novos casos e de óbitos por Covid-19, bem como a adesão à vacinação contra o…
Clarice, a jovem que anda nua em Parauapebas, não está abandonada

Clarice, a jovem que anda nua em Parauapebas, não está abandonada

Uma cena comum em Parauapebas e que choca muita gente é a de uma mulher andando sem roupas pelas ruas…
Mãe pede ajuda para comprar cadeira de banho para o filho

Mãe pede ajuda para comprar cadeira de banho para o filho

Com grande parte do corpo atrofiado, conseguindo movimentar apenas uma das mãos e a cabeça, o jovem Handriw Rafael Vasconcelos…