Correio de Carajás

Mais duas mulheres são mortas em Marabá

Em três dias, três mulheres foram assassinadas no município de Marabá. Na madrugada de hoje, quarta-feira (13), as amigas Ruth Albuquerque, de 25 anos, e Maria de Nazaré Pinto, de 52 anos, foram encontradas mortas na casa de uma delas, na Folha 28, Nova Marabá. Na noite de segunda-feira (11) foi registrado o brutal homicídio de Francisca Cunha Morgado, de 53 anos, no Núcleo Morada Nova.

Por volta das 3h30 de hoje, vizinhos de Ruth ouviram uma forte discussão e em seguida vários disparos de arma de fogo. Ninguém viu, no entanto, o responsável pelos tiros. De acordo com a Polícia Militar, há a suspeita de envolvimento do companheiro da mulher, uma vez que ele não foi localizado até o momento. As testemunhas também informaram à PM que é grande o fluxo de pessoas na residência e apontam que o local pode ser um ponto de consumo de entorpecentes.

Na cena do crime foram encontrados estojos de pistola calibre 380. Os corpos das duas mulheres foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Marabá e o caso registrado junto ao Departamento de Homicídios da Polícia Civil. Em relação ao caso de Francisca Cunha Morgado, moradores do Núcleo Morada Nova realizam neste momento uma manifestação para pressionar a elucidação do caso. Há a suspeita de que a vítima tenha sido estuprada, o que só poderá ser confirmado quando emitido o laudo do IML. Informações mais detalhadas sobre ambos os casos serão veiculadas na edição de amanhã do Jornal Correio. (Luciana Marschall)

Leia mais:

Em três dias, três mulheres foram assassinadas no município de Marabá. Na madrugada de hoje, quarta-feira (13), as amigas Ruth Albuquerque, de 25 anos, e Maria de Nazaré Pinto, de 52 anos, foram encontradas mortas na casa de uma delas, na Folha 28, Nova Marabá. Na noite de segunda-feira (11) foi registrado o brutal homicídio de Francisca Cunha Morgado, de 53 anos, no Núcleo Morada Nova.

Por volta das 3h30 de hoje, vizinhos de Ruth ouviram uma forte discussão e em seguida vários disparos de arma de fogo. Ninguém viu, no entanto, o responsável pelos tiros. De acordo com a Polícia Militar, há a suspeita de envolvimento do companheiro da mulher, uma vez que ele não foi localizado até o momento. As testemunhas também informaram à PM que é grande o fluxo de pessoas na residência e apontam que o local pode ser um ponto de consumo de entorpecentes.

Na cena do crime foram encontrados estojos de pistola calibre 380. Os corpos das duas mulheres foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Marabá e o caso registrado junto ao Departamento de Homicídios da Polícia Civil. Em relação ao caso de Francisca Cunha Morgado, moradores do Núcleo Morada Nova realizam neste momento uma manifestação para pressionar a elucidação do caso. Há a suspeita de que a vítima tenha sido estuprada, o que só poderá ser confirmado quando emitido o laudo do IML. Informações mais detalhadas sobre ambos os casos serão veiculadas na edição de amanhã do Jornal Correio. (Luciana Marschall)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.