Correio de Carajás

Lixo é reutilizado em feira do conhecimento

Foto: Evangelista Rocha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nesta terça-feira (27) a Escola Estadual de Ensino Médio Doutor Gabriel Sales Pimenta realizou a XVIII Feira do Conhecimento que teve como tema “Divisão social do trabalho, meio ambiente e tecnologia”. A escola, que fica localizada no Núcleo Morada Nova, tem cerca de 760 alunos e está ativa desde 1982.

Os projetos foram desenvolvidos pelos alunos com a supervisão dos professores e o apoio da comunidade. Os resultados dos trabalhos desenvolvidos e pesquisas em andamento foram expostos na culminância do evento.

Segundo o coordenador dos projetos, professor Rafael Felix da Silva, o tema da XVIII Feira do Conhecimento da escola é muito pertinente, pois, segundo ele, “sustentabilidade” é um assunto que já vem sendo trabalhado e a feira é a oportunidade de os alunos colocarem em prática na escola tudo que que foi aprendido ao longo do ano e completa.

Leia mais:

“São os alunos que botam a mão na massa, são eles que buscam novas fontes de pesquisa, de melhoramento pra alguma área, alguma problemática que eles visualizaram e que agora eles precisam resolver, então quem brilha na verdade são os alunos”.

O evento, que envolveu todas as turmas da escola, demandou além de interesse dos alunos, o apoio da própria comunidade que auxiliou doando os materiais para a confecção dos projetos. Foram garrafas pet, galões, canos de pvc, entre outros materiais que são considerados lixo, mas que foram utilizados por alunos como a Luyane Sousa de Jesus, aluna do 1º ano, que junto com os colegas fez uma pracinha dentro da escola com pneus e outros itens.

Um dos objetivos, além da reciclagem, era aproveitar o espaço que não era usado pelos alunos. “A feira traz uma consciência sobre o meio ambiente, de que você pode reutilizar coisas jogadas fora e consideradas sem nenhuma utilidade para as outras pessoas, diminuindo a poluição da nossa sociedade”, diz Luyane.

A estudante, que tem 15 anos e mora no Residencial Tiradentes, localizado às margens da BR-222, acha importante que os projetos continuem sendo desenvolvidos depois da feira e ressalta a ajuda da comunidade.

“Nós tivemos doações, ajuda da comunidade, principalmente daquilo que a gente não poderia comprar, como as tintas, mas os outros materiais foram fáceis de achar, até porque você os encontra jogados na rua”. (Adriana Oliveira)

 

Comentários

Mais

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) requereu à farmacêutica estadunidense Janssen e a sua representante no Brasil Cilag a…
Vídeo omite ações de governos anteriores para exaltar obras de Bolsonaro na Transamazônica

Vídeo omite ações de governos anteriores para exaltar obras de Bolsonaro na Transamazônica

Enganoso UOL Poder360 Correio do Estado A Gazeta (ES) Folha GZH CORREIO (BA) BandNews FM EstadãoVídeo engana ao indicar que…
Luiza Trajano entra na lista de 100 pessoas mais influentes da Time

Luiza Trajano entra na lista de 100 pessoas mais influentes da Time

A presidente do conselho de administração da rede varejista Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, entrou para a lista das 100…
Produtores celebram safra e doam melancias à merenda escolar

Produtores celebram safra e doam melancias à merenda escolar

A Associação de Hortifrutigranjeiros, Pescadores e Ribeirinhos de Marabá, localizada na comunidade Boa Esperança, distante 15 quilômetros, próximo à região…
MEC autoriza escolas a usarem verbas do PDDE para aulas presenciais

MEC autoriza escolas a usarem verbas do PDDE para aulas presenciais

Uma resolução do Ministério da Educação publicada no Diário Oficial da União de hoje (17) autoriza os gestores das escolas públicas de educação básica…
Fiocruz avalia efetividade da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Fiocruz avalia efetividade da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com dados colhidos entre 17 de janeiro e 19 de julho reforçou que…