Correio de Carajás

Liquida Geral Marabá movimenta o comércio a partir de amanhã

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cento e vinte e cinco empresas aderiram à segunda edição do Liquida Geral Marabá que acontece amanhã, sexta-feira (6), e no sábado (7), trazendo descontos, facilitações e abatimento de dívidas para consumidores de Marabá. A ação tem início a partir das 7 horas, conforme o presidente do Conselho de Jovens Empresários de Marabá, Caetano Reis.

De acordo com ele, a entidade passou a promover desde julho cinco reuniões para sensibilização dos empresários do comércio e prestadores de serviço de grande e pequeno porte. No último ano, 74 estabelecimentos participaram da ação, sendo registrado aumento de quase 60% agora em 2017.

“A nossa meta era 125 então conseguimos 100% de êxito – algumas empresas adquiriram mais de um quite para distribuí-los às filiais – e agora a responsabilidade é fazer com que haja rendimento”, comenta, acrescentando que ao aderirem as empresas receberam acesso a seminários e palestras voltadas à capacitação dos vendedores que vão atuar nos dois dias de evento.

Leia mais:

Na tarde de hoje, quinta-feira (5), será feita a entrega dos quites, que contam com camisetas, bandeirolas e banner, para os estabelecimentos participantes, além de realizada uma carreata, às 16 horas, com saída a partir da Associação Comercial e Industrial de Marabá (ACIM), na Marabá Pioneira, com o intuito de divulgar a ação.

“Amanhã (sexta) todo mundo já vai estar saindo para vender as coisas que estão sendo anunciadas desde a última segunda-feira. Vai haver lojas praticando 50% de desconto em toda a loja, algumas vão praticar até 70% de desconto, empresas que vão fazer repactuação e operações para limpar o nome de cliente, não é apenas a venda”, explica.

Ele destaca, ainda, que estão participando empresas dos mais variados segmentos. “A gente tem lojas de brinquedo, de enxoval para beber, ótica, informática, escolas, cursinho pré-vestibular, curso profissionalizante, grandes magazines, supermercados, lojas de eletroeletrônicos, indústria, comunicação visual, gráfica, entre vários outros”.

Mais uma facilidade para o consumidor é o horário que será administrado nestes dois dias, a partir de acordo firmado entre o Sindicato do Comércio de Marabá (Sindicom) e o Sindicato dos Empregados do Comércio do Município de Marabá (Sindecomar), que autoriza as empresas que aderiram à ação a permanecerem abertas entre 7 e 20 horas, em ambos os dias.

“Quem se sentir à vontade de funcionar neste horário pode porque ficou estabelecida norma para que as empresas reorganizem a escala de folga ou banco de horas dos funcionários que trabalharam nestes dois dias. Vai haver a proteção do sindicato patronal para privilegiar também os comerciários, para que possam vender mais. São dois dias atípicos, eles acabam vendendo mais que no Natal”, destaca Reis.

O setor espera que o Liquida Geral aqueça o comércio da cidade.  “É uma ação importante para que os empresários consigam vender aquilo que ficou parado no estoque a preço mais barato e renovando os itens. Os colaboradores vão poder vender muito mais nestes dias e, automaticamente, a faixa salarial também vai ser significativamente maior e o consumidor vai também estar podendo economizar e, quem sabe, até antecipar compras de Natal”.

CUIDADO

Reis aproveita para alertar que algumas empresas que não aderiram à ação estão “pegando carona” e utilizando o nome do evento para fazerem propaganda. “Foram convidadas, não quiseram aderir e estão usando o nome do Liquida de forma equivocada. Pedimos para que as pessoas comprem apenas nas lojas participantes e que estarão identificadas com a marca ‘Liquida Geral Marabá’. Essa é uma campanha do comércio”, diz.

O acordo firmado entre o sindicato patronal e o sindicato dos comerciários, inclusive, vale apenas para as empresas participantes da ação. “Os estabelecimentos que estão por fora não podem fazer isso porque o Sindecomar vai estar fiscalizando nas ruas e vai estar autuando”.

A ação é organizada pelo Conjove, mas também desenvolvida pela ACIM, o Sindicom, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Mineração (Sicom). Tem, ainda, patrocínio do Serviço Apoio Micro e Pequena Empresa (Sebrae), do SPC Brasil e também do Grupo Zucatelli. (Luciana Marschall)

Cento e vinte e cinco empresas aderiram à segunda edição do Liquida Geral Marabá que acontece amanhã, sexta-feira (6), e no sábado (7), trazendo descontos, facilitações e abatimento de dívidas para consumidores de Marabá. A ação tem início a partir das 7 horas, conforme o presidente do Conselho de Jovens Empresários de Marabá, Caetano Reis.

De acordo com ele, a entidade passou a promover desde julho cinco reuniões para sensibilização dos empresários do comércio e prestadores de serviço de grande e pequeno porte. No último ano, 74 estabelecimentos participaram da ação, sendo registrado aumento de quase 60% agora em 2017.

“A nossa meta era 125 então conseguimos 100% de êxito – algumas empresas adquiriram mais de um quite para distribuí-los às filiais – e agora a responsabilidade é fazer com que haja rendimento”, comenta, acrescentando que ao aderirem as empresas receberam acesso a seminários e palestras voltadas à capacitação dos vendedores que vão atuar nos dois dias de evento.

Na tarde de hoje, quinta-feira (5), será feita a entrega dos quites, que contam com camisetas, bandeirolas e banner, para os estabelecimentos participantes, além de realizada uma carreata, às 16 horas, com saída a partir da Associação Comercial e Industrial de Marabá (ACIM), na Marabá Pioneira, com o intuito de divulgar a ação.

“Amanhã (sexta) todo mundo já vai estar saindo para vender as coisas que estão sendo anunciadas desde a última segunda-feira. Vai haver lojas praticando 50% de desconto em toda a loja, algumas vão praticar até 70% de desconto, empresas que vão fazer repactuação e operações para limpar o nome de cliente, não é apenas a venda”, explica.

Ele destaca, ainda, que estão participando empresas dos mais variados segmentos. “A gente tem lojas de brinquedo, de enxoval para beber, ótica, informática, escolas, cursinho pré-vestibular, curso profissionalizante, grandes magazines, supermercados, lojas de eletroeletrônicos, indústria, comunicação visual, gráfica, entre vários outros”.

Mais uma facilidade para o consumidor é o horário que será administrado nestes dois dias, a partir de acordo firmado entre o Sindicato do Comércio de Marabá (Sindicom) e o Sindicato dos Empregados do Comércio do Município de Marabá (Sindecomar), que autoriza as empresas que aderiram à ação a permanecerem abertas entre 7 e 20 horas, em ambos os dias.

“Quem se sentir à vontade de funcionar neste horário pode porque ficou estabelecida norma para que as empresas reorganizem a escala de folga ou banco de horas dos funcionários que trabalharam nestes dois dias. Vai haver a proteção do sindicato patronal para privilegiar também os comerciários, para que possam vender mais. São dois dias atípicos, eles acabam vendendo mais que no Natal”, destaca Reis.

O setor espera que o Liquida Geral aqueça o comércio da cidade.  “É uma ação importante para que os empresários consigam vender aquilo que ficou parado no estoque a preço mais barato e renovando os itens. Os colaboradores vão poder vender muito mais nestes dias e, automaticamente, a faixa salarial também vai ser significativamente maior e o consumidor vai também estar podendo economizar e, quem sabe, até antecipar compras de Natal”.

CUIDADO

Reis aproveita para alertar que algumas empresas que não aderiram à ação estão “pegando carona” e utilizando o nome do evento para fazerem propaganda. “Foram convidadas, não quiseram aderir e estão usando o nome do Liquida de forma equivocada. Pedimos para que as pessoas comprem apenas nas lojas participantes e que estarão identificadas com a marca ‘Liquida Geral Marabá’. Essa é uma campanha do comércio”, diz.

O acordo firmado entre o sindicato patronal e o sindicato dos comerciários, inclusive, vale apenas para as empresas participantes da ação. “Os estabelecimentos que estão por fora não podem fazer isso porque o Sindecomar vai estar fiscalizando nas ruas e vai estar autuando”.

A ação é organizada pelo Conjove, mas também desenvolvida pela ACIM, o Sindicom, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Mineração (Sicom). Tem, ainda, patrocínio do Serviço Apoio Micro e Pequena Empresa (Sebrae), do SPC Brasil e também do Grupo Zucatelli. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Fiocruz: acordo vai combater transmissão congênita da doença de Chagas

Fiocruz: acordo vai combater transmissão congênita da doença de Chagas

Um convênio assinado hoje (14) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a agência internacional Central Internacional para a Compra de…
Abertura de empresas bate recorde em 2020, diz Serasa

Abertura de empresas bate recorde em 2020, diz Serasa

Em 2020, foram abertas 3,3 milhões de novas empresas, segundo levantamento da Serasa Experian. O número representa um crescimento de…
Covid: saúde mental piorou para 53% dos brasileiros sob pandemia, aponta pesquisa

Covid: saúde mental piorou para 53% dos brasileiros sob pandemia, aponta pesquisa

Mais da metade dos brasileiros entrevistados por uma pesquisa declararam que sua saúde emocional e mental piorou desde o início…
Como escolher um bom café? Mitos e curiosidades sobre a bebida queridinha dos brasileiros

Como escolher um bom café? Mitos e curiosidades sobre a bebida queridinha dos brasileiros

A segunda bebida mais consumida no mundo é também aquela que hoje serve como instrumento para aproximar ainda mais as…
Terminam hoje inscrições para o Sisu do primeiro semestre

Terminam hoje inscrições para o Sisu do primeiro semestre

Termina hoje (14), às 23h59, o prazo de inscrições para o processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre…
Decisão judicial ratifica atuação da Arcon no combate ao transporte clandestino

Decisão judicial ratifica atuação da Arcon no combate ao transporte clandestino

Decisão favorável do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), no final do mês passado, ratifica o poder de…