Correio de Carajás

Justiça suspende licitação do Cartão Merenda e famílias seguem desassistidas

PARAUAPEBAS

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Não há data específica para que as famílias dos estudantes matriculados no ensino municipal de Parauapebas voltem a receber os valores referentes ao cartão merenda, suspensos desde agosto deste ano, quando a administração alegou não ser possível recarregar os cartões devido aos “processos burocráticos relacionados à licitação”.

Agora, aparentemente, a situação deve se arrastar ainda mais, isso porque, no último dia 7 de novembro, o juiz Lauro Fontes Junior, titular da Vara da Fazenda Pública e Execução Fiscal da Comarca de Parauapebas, determinou a imediata suspensão do processo de licitação – Pregão de Preços Nº 077/2021.

O magistrado atendeu a um mandado de segurança impetrado pela empresa Trivale Administração Ltda, que é sediada em Uberlândia, Minas Gerais. A firma se coloca contrária à cláusula contida no edital que impôs aos licitantes a condição de possuírem sede em Parauapebas para poderem prosseguir na disputa.

Leia mais:

Ao analisar o pedido de tutela de urgência, o juiz entendeu que em uma perspectiva preliminar a empresa possui razão, uma vez que não se tratando de hipótese da reserva de mercado destinada às micro e pequenas empresas, é inviável a exigência de que o fornecedor do serviço tenha sede ou sucursal em Parauapebas.

Para o juiz, a cláusula do edital tem elevado potencial de patrocinar interesses das empresas locais, em prejuízo da ampla e da irrestrita concorrência, lembrando que o Fundo Municipal de Educação, requerido na ação, detém uma execução orçamentária de mais de R$ 49 milhões.

O documento destaca que o objeto da licitação é o registro de preços para contratação de empresa especializada em arranjo de pagamento em serviço de administração, gerenciamento, emissão e fornecimento de cartão de pagamento que possibilite a aquisição de gêneros alimentícios em rede credenciada para atendimento das necessidades de alimentação escolar.

O intuito seria atender aos alunos da Educação Básica da Rede Pública Municipal de Ensino durante o período de suspensão das aulas em decorrência de medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus.

O juiz, analisa, contudo, que se ensaia o completo retorno presencial das atividades escolares, mas tentando evitar que seja gerado possível dano à coletividade, determinou ao município que informe a urgência da licitação e se os cartões já distribuídos ainda são válidos, visto que aulas presenciais já foram retomadas.

POSICIONAMENTO

O aviso de suspensão do pregão eletrônico foi publicado no Diário Eletrônico da União na semana passada, dia 10 de novembro.

Em nota encaminhada à imprensa na manhã desta terça-feira (16) a assessoria de comunicação afirmou que a Prefeitura de Parauapebas suspendeu o certame em decorrência da ação judicial, alegando que “o protocolo do processo licitatório foi devidamente instruído, ocorreu em tempo hábil e seguiu todos os procedimentos e diretrizes legais, com transparência e lisura”.

Ainda conforme o posicionamento, o município irá “fornecer todas as informações pertinentes à defesa judicial “para que sejam dirimidas as questões suscitadas na decisão de suspensão, para que logo o processo seja julgado e a tramitação regular do certame seja retomada”.

Por fim, a administração afirma ser importante o auxílio para reforçar a alimentação dos estudantes da rede municipal de ensino, que devido à covid-19 estão estudando de forma escalonada, e que fará o que estiver ao seu alcance para que os procedimentos ocorram com o máximo de celeridade e presteza. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Marabá: Salário mínimo começa a ser pago a famílias atingidas pela enchente

Marabá: Salário mínimo começa a ser pago a famílias atingidas pela enchente

Entre as várias iniciativas do governo do Estado para apoiar as famílias atingidas pelas cheias dos rios Tocantins e Itacaiúnas,…
Saúde antecipa entrega de terceiro lote de vacinas pediátricas

Saúde antecipa entrega de terceiro lote de vacinas pediátricas

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (17) que antecipou a data da chegada do terceiro lote das vacinas pediátricas.…
Pará registra 17.249 mortes por Covid-19 e 634.200 casos

Pará registra 17.249 mortes por Covid-19 e 634.200 casos

O Pará contabiliza 17.249 mortes e 634.200 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, segundo os dados divulgados no…
Multidão na orla para curtir enchente preocupa autoridades

Multidão na orla para curtir enchente preocupa autoridades

A via do bambuzal engarrafada, a Avenida Antônio Maia lotada de veículos de um lado e do outro. As transversais,…
Covid: Saúde começa a distribuir 2ª remessa de vacinas para crianças

Covid: Saúde começa a distribuir 2ª remessa de vacinas para crianças

O Ministério da Saúde começou a distribuir a segunda remessa de vacinas contra a covid-19 voltadas para crianças. O lote…
Projeto cicloviário para Marabá nasce na Unifesspa

Projeto cicloviário para Marabá nasce na Unifesspa

A turma de engenharia civil da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) desenvolveu projetos cicloviários para a…