Correio de Carajás

Justiça Federal paralisa concessão da Ferrogrão, que ligará Pará ao Mato Grosso

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) terá que paralisar o procedimento para concessão da Ferrogrão, projeto de ferrovia que ligará o estado do Pará ao Mato Grosso, por determinação da Justiça Federal de Belém, que acatou pedido do Ministério Público Federal.

O projeto corta áreas que afetam comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas e a determinação foi expedida no último dia 24 pelo juiz Arthur Pinheiro Chaves, da 9ª Vara da Justiça em Belém, que entendeu ser “temerária a continuidade do processo para concessão, diante da possibilidade concreta de que o ‘diagnóstico ambiental’, na forma em que se encontra, sirva de base para outros estudos ou para o próprio licenciamento ambiental, contaminando todo o processo com seus vícios de conteúdo”.

O traçado previsto para a ferrovia atravessa, ainda, o Parque do Jamanxim, uma Unidade de Conservação. De acordo com o MPF, o diagnóstico apresentado tem falhas graves, como omissão de comunidades cópia de outros estudos, feitos para as hidrelétricas da bacia do Tapajós.

Leia mais:

Além disso, o relatório “Diagnóstico Ambiental”, apresentado pela ANTT, utilizou imagens do Google Earth como ferramenta de diagnóstico, deixou de realizar estudos técnicos prévios essenciais, não trouxe entrevistas com moradores e não levantou vestígios culturais e arqueológicos no traçado da ferrovia, conforme ressalta o MPF.

Inicialmente, quem tomou a dianteira de propor a ação foi o Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado do Mato Grosso e o MPF no Pará pediu para integrar o processo no polo ativo. De acordo com a decisão, terá que ser feito novo diagnóstico ambiental na área afetada, entre os municípios de Sinop, no Mato Grosso, e Itaituba, no Pará.

FAZENDEIROS

Em setembro passado, o Estadão divulgou que o empresário Eraí Maggi, considerado o maior produtor de soja do mundo, está articulando produtores para constituírem um fundo para a construção da ferrovia, orçada em R$ 12,7 bilhões.

Conforme o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), do Governo Federal, a EF-170, batizada de Ferrogrão, visa consolidar o novo corredor ferroviário de exportação do Brasil pelo Arco Norte. A extensão da ferrovia é de 933 km, conectando a região produtora de grãos do Centro-Oeste ao Porto de Miritituba, no Pará, de onde a exportação deverá seguir para mercados na Ásia e Europa.

A previsão é de que no primeiro ano de operação a demanda total de carga alocada da ferrovia alcance 13 milhões de toneladas, número que poderá chegar a 42 milhões de toneladas, em 2050. A ferrovia deve desafogar a Rodovia BR-163, também conhecida como rodovia da soja e em constante estado crítico, inclusive com atoleiros que atrapalham a vida dos caminhoneiros.

Na página do PPI (https://www.ppi.gov.br/ef-170-mt-pa-ferrograo ) consta no cronograma que já foi superada a fase de estudos – agora questionada pela Justiça Federal – e os trabalhos estão, atualmente, concentrados nas audiências públicas, o que a determinação judicial também interrompeu por tempo indeterminado. (Luciana Marschall – com informações de Ascom/MPF)

 

Mais

Tião agenda reunião com professores de Marabá para negociar dívida

Tião agenda reunião com professores de Marabá para negociar dívida

Os professores da rede municipal podem, finalmente, ter um encontro cara a cara com o prefeito Tião Miranda, de Marabá.…
Centenas ignoram vírus e aglomeram na Orla de Marabá

Centenas ignoram vírus e aglomeram na Orla de Marabá

Aglomeração, falta de uso de máscara, som alto, consumo de bebidas alcoólicas e desrespeito às medidas de segurança. Foi isso…
Autoescolas reivindicam centro de treinamento em protesto

Autoescolas reivindicam centro de treinamento em protesto

Uma manifestação pacífica tomou conta da entrada da sede da Prefeitura de Parauapebas, promovida pela Associação das Autoescolas de Parauapebas…
Já entregou o IRPF? Prazo acaba dia 31

Já entregou o IRPF? Prazo acaba dia 31

Se você ainda não entregou sua declaração do Imposto de Renda 2021 (IRPF) é melhor se apressar, o prazo acaba…
Cadastro para regularização fundiária do Bairro Liberdade continua

Cadastro para regularização fundiária do Bairro Liberdade continua

As equipes da Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab) e do Instituto de Terras do Pará (Iterpa) retornaram,…
Webinário debate os impactos da pandemia no setor cultural

Webinário debate os impactos da pandemia no setor cultural

Shows cancelados, cinemas fechados e visitação suspensa a museus e espaços culturais. Eis o cenário que o setor cultural vive…