Correio de Carajás

Justiça autoriza reintegração de posse a favor de sindicato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A juíza Aline Cristina Breia Martins, da 2ª Vara Cível de Tailândia, decidiu pela reintegração de posse de uma área onde está instalado Sindicato das Indústrias Madeireiras de Tailândia, Moju e Região (Sindimata), ocupada na última semana por um grupo de pessoas, em Tailândia, a 298 km de Marabá.

O sindicato, por meio do presidente Clovis Luis Dallagnol e da assessoria jurídica, ajuizou Ação de Reintegração de Posse com Pedido Liminar contra os ocupantes e afirmou no procedimento que a ocupação contou com apoio da prefeitura do município.

O lote está localizado às margens da Rodovia PA 150, no Bairro Industrial de Tailândia, e os representantes do sindicato afirmam que a entidade é proprietária legítima da área, onde inclusive funciona a sede da entidade.

Leia mais:

Conforme o relato, o lote foi ocupado por um grupo de aproximadamente 300 pessoas no último dia 25 de julho, um domingo. Os representantes do sindicato dizem que o esbulho possessório foi definitivamente perpetrado no dia seguinte, segunda-feira (26), quando máquinas da Prefeitura de Tailândia foram vistas entrando no imóvel.

A juíza sentenciou pela reintegração ao verificar que a posse do sindicato foi demonstrada por meio de documentos, principalmente o Estatuto Social apontando que a sede funciona na área ocupada, além da certidão do Registro de Imóveis, segundo a qual a propriedade do bem é do sindicato.

A magistrada destacou que foi comprovada, ainda, a utilização do bem por meio das atas de assembleias realizadas no local, apontando que não se trata de área ociosa. Na decisão, a juíza afirma que o mandado de reintegração de posse deve ser cumprido imediatamente, autorizando – caso a área não seja desocupada de forma espontânea – a expedição de ofício ao Comando da Polícia Militar para que cumpra a decisão, com utilização de equipe especializada.

Procurada pelo Correio de Carajás, a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) informou que tão logo receba o comunicado oficial da Justiça, a Polícia Militar adotará medidas para o cumprimento da reintegração. “O Comando de Missões Especiais (CME) deverá dar apoio ao(s) oficial(is) de justiça no cumprimento da medida”, afirmou em nota.

Na manhã de hoje, quarta-feira (23), a Reportagem diversas vezes telefonou para o número de celular do prefeito do município, Paulo Liberte Jasper, o Macarrão, para questionar acerca da suposta utilização de maquinário público na ocupação, mas o telefone está fora de área.

Ligações foram efetuadas também para o número do procurador do município, Manoel Amaral do Nascimento, que da mesma maneira não foram completadas. O portal entrou em contato com a secretaria do sindicato, que se comprometeu e repassar o contato do presidente da entidade, mas até o momento isso não ocorreu. (Luciana Marschall)

 

A juíza Aline Cristina Breia Martins, da 2ª Vara Cível de Tailândia, decidiu pela reintegração de posse de uma área onde está instalado Sindicato das Indústrias Madeireiras de Tailândia, Moju e Região (Sindimata), ocupada na última semana por um grupo de pessoas, em Tailândia, a 298 km de Marabá.

O sindicato, por meio do presidente Clovis Luis Dallagnol e da assessoria jurídica, ajuizou Ação de Reintegração de Posse com Pedido Liminar contra os ocupantes e afirmou no procedimento que a ocupação contou com apoio da prefeitura do município.

O lote está localizado às margens da Rodovia PA 150, no Bairro Industrial de Tailândia, e os representantes do sindicato afirmam que a entidade é proprietária legítima da área, onde inclusive funciona a sede da entidade.

Conforme o relato, o lote foi ocupado por um grupo de aproximadamente 300 pessoas no último dia 25 de julho, um domingo. Os representantes do sindicato dizem que o esbulho possessório foi definitivamente perpetrado no dia seguinte, segunda-feira (26), quando máquinas da Prefeitura de Tailândia foram vistas entrando no imóvel.

A juíza sentenciou pela reintegração ao verificar que a posse do sindicato foi demonstrada por meio de documentos, principalmente o Estatuto Social apontando que a sede funciona na área ocupada, além da certidão do Registro de Imóveis, segundo a qual a propriedade do bem é do sindicato.

A magistrada destacou que foi comprovada, ainda, a utilização do bem por meio das atas de assembleias realizadas no local, apontando que não se trata de área ociosa. Na decisão, a juíza afirma que o mandado de reintegração de posse deve ser cumprido imediatamente, autorizando – caso a área não seja desocupada de forma espontânea – a expedição de ofício ao Comando da Polícia Militar para que cumpra a decisão, com utilização de equipe especializada.

Procurada pelo Correio de Carajás, a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) informou que tão logo receba o comunicado oficial da Justiça, a Polícia Militar adotará medidas para o cumprimento da reintegração. “O Comando de Missões Especiais (CME) deverá dar apoio ao(s) oficial(is) de justiça no cumprimento da medida”, afirmou em nota.

Na manhã de hoje, quarta-feira (23), a Reportagem diversas vezes telefonou para o número de celular do prefeito do município, Paulo Liberte Jasper, o Macarrão, para questionar acerca da suposta utilização de maquinário público na ocupação, mas o telefone está fora de área.

Ligações foram efetuadas também para o número do procurador do município, Manoel Amaral do Nascimento, que da mesma maneira não foram completadas. O portal entrou em contato com a secretaria do sindicato, que se comprometeu e repassar o contato do presidente da entidade, mas até o momento isso não ocorreu. (Luciana Marschall)

 

Comentários

Mais

Caso Henry: as agressões, segundo a babá

Caso Henry: as agressões, segundo a babá

O novo depoimento de Thayná Ferreira, babá de Henry Borel, sobre supostas agressões de Dr. Jairinho contra o menino, trouxe mais detalhes da…
Homem agride e deixa hematoma na perna da companheira

Homem agride e deixa hematoma na perna da companheira

Mais um caso de violência doméstica foi registrado em Marabá. Na noite desta terça-feira (13), um homem agrediu sua companheira,…
Mulher que matou o marido já está solta

Mulher que matou o marido já está solta

Acredite: Greice Quele Leal dos Santos (27 anos), presa em flagrante pelo assassinato do companheiro dela, Alex Vilarins de Sousa…
Casal morre em acidente de trânsito na Transamazônica

Casal morre em acidente de trânsito na Transamazônica

Um casal morreu em trágico acidente de trânsito na Rodovia BR-230 (Transamazônica) na tarde de domingo (11). As vítimas foram…
Polícia Civil apreende mais de R$ 1 milhão em espécie durante operação contra o tráfico de drogas no Pará

Polícia Civil apreende mais de R$ 1 milhão em espécie durante operação contra o tráfico de drogas no Pará

A Polícia Civil realizou na manhã desta terça-feira (13), a operação ‘Farinha’ que investiga crimes de associação ao tráfico, milícia…
Embriagado, guarda municipal atira em via pública

Embriagado, guarda municipal atira em via pública

Um agente da Guarda Municipal foi preso acusado de estar atirando em via pública, enquanto embriagado e fora de serviço…