Correio de Carajás

Isolamento pode aumentar violência doméstica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Disque Denúncia Sudeste do Pará acaba de lançar a campanha “Sua Voz Pode Fazer Toda a Diferença”, com objetivo de incentivar as mulheres a denunciarem os casos de violência doméstica, que podem se intensificar durante esse período de isolamento social, devido à pandemia do Coronavírus.

Segundo o DD, no período entre janeiro de 2019 e a primeira quinzena deste mês de abril, o Disque Denúncia Sudeste do Pará recebeu 195 denúncias sobre violência Contra Mulher. O município de Parauapebas se destacou com 105 denúncias, seguido de Marabá com 64.

De acordo com as denúncias anônimas, pode-se traçar o perfil do agressor: em 77% dos casos o autor da violência são os maridos, 13% ex-maridos e 10% estão divididos entre namorados, ex-namorados, filhos, irmãos e pessoas que não foi informado o grau de relacionamento.

Leia mais:

Ainda conforme o relatório enviado ao CORREIO, ao analisar se os agressores estavam sob efeito de álcool ou drogas, em 27% das denúncias a resposta foi positiva, 3% informaram que não e 70% não souberam informar.

Em relação às mulheres agredidas, 40% têm filhos e a maioria deles também sofrem agressão, 46% delas sofrem violência física, 26% agressão verbal, 21% ameaça de morte, 6% dos casos ocorrem há mais de um ano, 39% das agressões são praticadas no período da noite e em 16% dos casos denunciados outras pessoas estavam presentes no momento em que ocorreu a violência.

É importante lembrar que em uma mesma denúncia de violência contra a mulher muitas vezes as agressões são múltiplas, ou seja, ocorre violência física, psicológica, patrimonial e moral.

Criada pelo ex-presidente Lula, a Lei Maria da Penha – Lei nº 11.340/2006 – no seu Artigo 2º deixa claro que “Toda mulher, independentemente de classe, raça, etnia, orientação sexual, renda, cultura, nível educacional, idade e religião, goza dos direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sendo-lhe asseguradas as oportunidades e facilidades para viver sem violência, preservar sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual e social”.

Campanhas

Nessa perspectiva o Disque Denúncia Sudeste do Pará divulga campanhas de marketing incentivando as mulheres que sofrem agressão ou qualquer pessoa que presencie casos de violência doméstica, a denunciar o crime.

Para a coordenadora do Disque Denúncia, Hellen Araújo, “a população precisa denunciar, pois em briga de marido e mulher devemos meter a colher, sim. A participação da população é muito importante para que o índice de violência diminua e as mulheres tenham uma vida livre de agressão”.

As denúncias que chegam a central são enviadas de forma imediata para os órgãos responsáveis pela verificação e apuração dos fatos.

Para denunciar é só ligar no telefone fixo (94) 3312-3350, enviar mensagem pelo WhatsApp (94) 98198-3350 ou pelo APP do Disque Denúncia Sudeste do Pará. O Disque Denúncia garante o anonimato do denunciante. (Chagas Filho – com informações da Ascom/Disque Denúncia)

Comentários

Mais

Bando ataca carro forte que vinha para Marabá

Bando ataca carro forte que vinha para Marabá

Um carro forte da empresa Prosegur foi alvo de um bando de assaltantes na tarde desta quinta-feira, por volta de…
Foragido da justiça há 8 anos é encontrado “de boas” na Velha Marabá

Foragido da justiça há 8 anos é encontrado “de boas” na Velha Marabá

Na noite de quarta-feira (14) o Núcleo Regional de Inteligência da Polícia Militar capturou Anderson Patrick Barbosa Fonseca, foragido da…
Bebê é abandonado em quarto de hotel em Redenção

Bebê é abandonado em quarto de hotel em Redenção

Um bebê foi encontrado abandonado em um quarto de hotel, às proximidades da Rodoviária de Redenção, no sul do Estado.…
DECA é alvo de denúncia dos movimentos sociais

DECA é alvo de denúncia dos movimentos sociais

Documento assinado por 11 entidades que militam na área da luta pela terra e dos direitos humanos denunciam “despejos e…
Mulher é suspeita na morte de mototaxista

Mulher é suspeita na morte de mototaxista

A morte do mototaxista Josiel Mota da Silva gerou comoção e revolta na cidade de Anapu e resultou na destruição…
Furtos em veículos com tecnologia “Chapolin” voltam a acontecer em Marabá

Furtos em veículos com tecnologia “Chapolin” voltam a acontecer em Marabá

A Polícia Civil vem investigando crimes de furtos em veículos que estão sendo praticados com o uso de um mecanismo…