Correio de Carajás

Idoso é sequestrado em São João e libertado em Marabá 8 horas depois

Após ser liberado pelos bandidos, Raimundo Nonato foi até a 21ª Seccional de Polícia Civil registrar um boletim de ocorrência/ Foto: Patrick Roberto - Correio
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Raimundo Nonato Cruz, de 66 anos, foi sequestrado por volta das 13 horas desta terça-feira (7). O idoso estava em sua casa, na Vila Ponta de Pedras, zona rural do município de São João do Araguaia, quando um veículo branco chegou e três indivíduos o abordaram.

Após oito horas nas mãos dos sequestradores, Raimundo foi liberado na altura do KM 6, no Núcleo Nova Marabá, em Marabá, no trecho próximo ao viaduto do trem, nas proximidades do Residencial Morumbi.

Segundo informações repassadas à polícia, a primeira pessoa a ajudar o idoso foi um caminhoneiro que passava pelo local e percebeu que Raimundo estava desorientado. Ao se aproximar, reconheceu o homem, pois havia visto a foto dele nas redes sociais.

Leia mais:

Por volta das 21 horas, o caminhoneiro entrou em contato com o telefone que estava sendo divulgado e pouco tempo depois um dos filhos de Raimundo chegou ao local acompanhado da Polícia Militar.

Em depoimento na sede policial, Raimundo relatou que não foi torturado fisicamente. Contudo, estava abalado psicologicamente.

De acordo com ele, os sequestradores sabiam de muitas informações como seu nome e que sua família havia acabado de vender uma terra rural e que estava com o dinheiro em espécie.

Vendado com uma camisa e uma cueca, Raimundo explicou aos homens que não tinha dinheiro, e que a terra vendida pertencia a sua filha.

Para não perder a viagem, os bandidos falaram ao idoso que iriam usar seus cartões, e disseram que contraíram uma dívida de R$ 10 mil em empréstimos usando o nome dele.

Ao ser liberado em Marabá, os bandidos ordenaram que ele não procurasse a polícia, deixando avisado que sabiam onde ele morava e que se fossem caçados pelas autoridades iriam se vingar. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Leandro Oliveira “cursava” medicina no Paraguai enquanto trabalhava em Marabá

Leandro Oliveira “cursava” medicina no Paraguai enquanto trabalhava em Marabá

Permanece preso nesta manhã de quarta-feira (26) o autointitulado médico Leandro Augusto Alves Oliveira, depois que um paciente, Luiz Ribeiro…
Delegado de Marabá alerta para golpes via mensagem de texto no celular

Delegado de Marabá alerta para golpes via mensagem de texto no celular

Você já percebeu que nos últimos tempos se tornou mais comum receber mensagens de texto – o famoso SMS –…
Polícia Federal cumpre mandados de prisão por desmatamento no Pará

Polícia Federal cumpre mandados de prisão por desmatamento no Pará

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (26) a Operação Hardwood que combate o desmatamento ilegal da Floresta Amazônica…
Polícia prendeu médico durante investigação de exercício ilegal da medicina

Polícia prendeu médico durante investigação de exercício ilegal da medicina

Tão logo a Reportagem do Correio de Carajás divulgou a notícia de que o médico Leandro Augusto Alves Oliveira fora…
Homem ameaça a ex com peixeira em Parauapebas

Homem ameaça a ex com peixeira em Parauapebas

Foi preso por acusação de violência doméstica Francisco Pereira de Araújo, morador do bairro Liberdade, em Parauapebas, na noite desta…
Paciente morre durante endoscopia e médico é preso em flagrante em Marabá

Paciente morre durante endoscopia e médico é preso em flagrante em Marabá

Luiz Ribeiro da Silva, 60 anos, morreu na tarde desta terça-feira (25), após realizar uma endoscopia em uma clínica particular…