Correio de Carajás

Hospital Regional estimula o descarte correto de medicamentos

Foto: Ascom / HRSP
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP) lança, na quinta-feira (19), o projeto “Descartômetro”, que tem como objetivo conscientizar colaboradores, pacientes e acompanhantes, sobre o uso racional e descarte correto de medicamentos.

Pertencente ao Governo do Pará, a unidade, localizada em Marabá, irá disponibilizar pontos de coleta na recepção da instituição, para que seus usuários possam se desfazer de remédios vencidos, alterados ou não utilizados, evitando assim o despejo incorreto no meio ambiente.

A iniciativa é da Comissão de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde (CGRSS) da unidade, que atua regularmente no monitoramento e orientação para que, de forma segura, todos os tipos de resíduos gerados diariamente dentro da instituição recebam a destinação correta.

Leia mais:

“O descarte incorreto deste tipo de resíduo é prejudicial ao meio ambiente, podendo contaminar o solo e até mesmo os lençóis freáticos e a água. Nossa iniciativa visa orientar a população e oferecer uma opção de fácil acesso para efetuarem a destinação adequada dos medicamentos que não serão mais utilizados”, ressalta Paula Rafael, colaboradora do HRSP.

Para Izailson Alves, gerente de apoio do HRSP, a iniciativa pretende contribuir para minimizar os impactos ambientais que ocorrem com o descarte inadequado de fármacos e substâncias, presentes nos medicamentos.

“Após o descarte nos pontos de coleta do HRSP, uma empresa especializada irá recolher mensalmente e dar a destinação correta aos medicamentos. A cada quilo recolhido, estima-se que deixamos de contaminar 450 mil litros de água”, explica o gerente.

O Hospital Regional do Sudeste do Pará presta atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), sendo referência para mais de 1 milhão de pessoas no Pará.

Hospital Verde

Por dois anos consecutivos (2018 e 2019), o Regional do Sudeste do Pará recebeu, da Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis, menções honrosas por boas práticas sustentáveis, que vem contribuindo para garantir o bem-estar das gerações futuras.

Dentre as ações reconhecidas, estão as medidas para redução das emissões de gases que contribuem para o efeito estufa. Um dos projetos consiste na utilização de gás ecológico (R410A), que não possui CFCs (clorofluorcarbonos), substâncias prejudiciais à saúde e ao ecossistema. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Covid-19: Anvisa diz que não há estudo conclusivo sobre 3ª dose

Covid-19: Anvisa diz que não há estudo conclusivo sobre 3ª dose

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou em comunicado hoje (23) que ainda não há evidências suficientes para uma…
ONS prevê cenário energético "sensível" até novembro

ONS prevê cenário energético "sensível" até novembro

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou as previsões para o atendimento de energia ao Brasil até novembro e…
DJ Ivis pede perdão a Pamella Holanda em suposta carta lida pelo advogado do cantor

DJ Ivis pede perdão a Pamella Holanda em suposta carta lida pelo advogado do cantor

A cearense Pamella Holanda, vítima de agressões de DJ Ivis, revelou que o cantor enviou uma suposta carta, por meio do advogado, com um pedido de perdão.…
Rede estadual retoma aulas no início de agosto

Rede estadual retoma aulas no início de agosto

A redução do número de novos casos e de óbitos por Covid-19, bem como a adesão à vacinação contra o…
Clarice, a jovem que anda nua em Parauapebas, não está abandonada

Clarice, a jovem que anda nua em Parauapebas, não está abandonada

Uma cena comum em Parauapebas e que choca muita gente é a de uma mulher andando sem roupas pelas ruas…
Mãe pede ajuda para comprar cadeira de banho para o filho

Mãe pede ajuda para comprar cadeira de banho para o filho

Com grande parte do corpo atrofiado, conseguindo movimentar apenas uma das mãos e a cabeça, o jovem Handriw Rafael Vasconcelos…