Correio de Carajás

Hospital Regional estimula o descarte correto de medicamentos

Foto: Ascom / HRSP
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP) lança, na quinta-feira (19), o projeto “Descartômetro”, que tem como objetivo conscientizar colaboradores, pacientes e acompanhantes, sobre o uso racional e descarte correto de medicamentos.

Pertencente ao Governo do Pará, a unidade, localizada em Marabá, irá disponibilizar pontos de coleta na recepção da instituição, para que seus usuários possam se desfazer de remédios vencidos, alterados ou não utilizados, evitando assim o despejo incorreto no meio ambiente.

A iniciativa é da Comissão de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde (CGRSS) da unidade, que atua regularmente no monitoramento e orientação para que, de forma segura, todos os tipos de resíduos gerados diariamente dentro da instituição recebam a destinação correta.

Leia mais:

“O descarte incorreto deste tipo de resíduo é prejudicial ao meio ambiente, podendo contaminar o solo e até mesmo os lençóis freáticos e a água. Nossa iniciativa visa orientar a população e oferecer uma opção de fácil acesso para efetuarem a destinação adequada dos medicamentos que não serão mais utilizados”, ressalta Paula Rafael, colaboradora do HRSP.

Para Izailson Alves, gerente de apoio do HRSP, a iniciativa pretende contribuir para minimizar os impactos ambientais que ocorrem com o descarte inadequado de fármacos e substâncias, presentes nos medicamentos.

“Após o descarte nos pontos de coleta do HRSP, uma empresa especializada irá recolher mensalmente e dar a destinação correta aos medicamentos. A cada quilo recolhido, estima-se que deixamos de contaminar 450 mil litros de água”, explica o gerente.

O Hospital Regional do Sudeste do Pará presta atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), sendo referência para mais de 1 milhão de pessoas no Pará.

Hospital Verde

Por dois anos consecutivos (2018 e 2019), o Regional do Sudeste do Pará recebeu, da Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis, menções honrosas por boas práticas sustentáveis, que vem contribuindo para garantir o bem-estar das gerações futuras.

Dentre as ações reconhecidas, estão as medidas para redução das emissões de gases que contribuem para o efeito estufa. Um dos projetos consiste na utilização de gás ecológico (R410A), que não possui CFCs (clorofluorcarbonos), substâncias prejudiciais à saúde e ao ecossistema. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Fiocruz pede inclusão de BioManguinhos como produtor de IFA nacional

Fiocruz pede inclusão de BioManguinhos como produtor de IFA nacional

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), encaminhou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o…
OMS declara a B.1.1.529 como 'variante de preocupação' e dá o nome de 'ômicron'

OMS declara a B.1.1.529 como 'variante de preocupação' e dá o nome de 'ômicron'

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a B.1.1.529 como uma “variante de preocupação” e escolheu como nome “ômicron”. Com essa classificação, a nova…
Prefeitura de Marabá cancela réveillon, mas divulga no mesmo dia grande evento esportivo

Prefeitura de Marabá cancela réveillon, mas divulga no mesmo dia grande evento esportivo

Nesta quinta-feira (25), a Prefeitura Municipal de Marabá, por meio do seu site oficial, divulgou uma nota confirmando o cancelamento…
Folha não publicou tuíte questionando se absolvição de jovem nos EUA pode estimular bolsonaristas a atirarem contra manifestantes no Brasil

Folha não publicou tuíte questionando se absolvição de jovem nos EUA pode estimular bolsonaristas a atirarem contra manifestantes no Brasil

Falso É falsa a montagem que circula no Facebook simulando tuíte do jornal Folha de S.Paulo com o título “A…
Turismo nacional deve encerrar o ano com crescimento de 16%

Turismo nacional deve encerrar o ano com crescimento de 16%

O turismo brasileiro deve terminar o ano com crescimento de 16% e faturamento de R$ 130 bilhões, 22% inferior ao…
Atraso na entrega e propaganda enganosa lideram reclamações na Black Friday

Atraso na entrega e propaganda enganosa lideram reclamações na Black Friday

As reclamações de consumidores devido a atrasos em entregas de produtos lideram o ranking nesta Black Friday, representando 20,94%. Segundo levantamento…