Correio de Carajás

Hospital Regional de Marabá debate segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos

Foto: reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os hospitais gerenciados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar realizam, de 21 a 25 de janeiro, a 1ª Semana da Farmácia Hospitalar. Neste período, os participantes discutirão ações para alcançar o Desafio Global de Segurança do Paciente, lançado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em março de 2017. A ideia é reduzir pela metade os danos evitáveis associados a medicamentos em um período de cinco anos.

No Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, a programação envolverá mais de 600 profissionais e será estendida para pacientes e acompanhantes. Dentre os temas a serem abordados, destacam-se o uso racional de antibióticos, os riscos da automedicação, boas práticas farmacêuticas e a atuação do profissional da Farmácia na assistência à saúde.

Segundo a supervisora de Farmácia da Unidade, Letyce Santiago, o evento reforça práticas já adotadas pelo Hospital por meio do Programa Nacional de Segurança do Paciente, estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Leia mais:

“Situações adversas podem ocorrer em qualquer etapa da assistência, porém podem ser evitadas. Por isso, precisamos adotar práticas que garantam a segurança do paciente e da própria equipe. Além de debater esses mecanismos, o evento também é relevante para integrar a equipe assistencial, sempre levando em consideração que um erro pode ser fatal pra um paciente, e que esses medicamentos precisam ser administrados da forma correta para possibilitar a recuperação do usuário”, afirmou a farmacêutica.

De acordo com a OMS, os incidentes envolvendo medicamentos afetam, aproximadamente, 1,3 milhão de pessoas todos os anos, apenas nos Estados Unidos, país onde essas ocorrências são monitoradas constantemente. Estima-se que em nações de baixa renda os registros de incidentes envolvendo medicamentos sejam o dobro. Segundo a OMS, cálculo do custo associado a esses incidentes pode alcançar 42 bilhões de dólares por ano no mundo.

Programação completa

21/1 (segunda-feira):
8h30: 1ª Abertura com a apresentação da mensagem do Diretor Médico Corporativo, Fernando Paragó. 
9h: 2ª Abertura com a Diretoria Hospitalar, Diretoria Técnica, Diretoria Assistencial e Coordenação de Farmácia. 
10h15: Coffee break.
10h30: Palestra “Os desafios da OMS para evitar erros de medicação”, com Letyce Santiago.
14h: Palestra “Programa Nacional de Segurança do Paciente: Meta 3 – Melhorar a Segurança na Prescrição, no Uso e na Administração dos Medicamentos”, com Letyce Santiago.
15h30: Apresentação de um case de sucesso.

22/1 (terça-feira):
14h: Palestra “O papel do farmacêutico na cirurgia segura como medida de prevenção de erros de medicamentos”, com Jandevan Pereira da Silva Junior.
17h: Palestra “Reconciliação Medicamentosa”, com Thayse Gomes.

23/1 (quarta-feira):
9h: Palestra sobre a Portaria nº 344/98, com Leonardo Mendes.

24/1 (quinta-feira):
Manhã: Ação educativa nas Unidades de Internação, com Letyce Santiago.

25/1 (sexta-feira):
14h: Palestra “Uso racional de antibióticos”, com Andréa Livia.
16h: Cine Farmácia e encerramento.

Sobre a Unidade – Referência em atendimento de média e alta complexidades, o Hospital Regional do Sudeste do Pará possui 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Abrange uma população superior a 1 milhão de habitantes em 22 municípios paraenses. 

Com perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, a Instituição oferece atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia. 

Em 2018, a Unidade realizou 530.302 atendimentos, entre consultas especializadas, exames de imagem e análises clínicas, cirurgias, internações e atendimentos multiprofissionais. 

(Agência Brasil)

Comentários

Mais

Conta de luz continuará em agosto com taxa extra mais elevada, informa Aneel

Conta de luz continuará em agosto com taxa extra mais elevada, informa Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (30) que a conta de luz continuará em agosto com…
Inteligência artificial pode desafogar sistema de saúde na pandemia

Inteligência artificial pode desafogar sistema de saúde na pandemia

Estudo feito em parceria por pesquisadores da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Fundação Getulio Vargas…
Autorização de viagem para menores de 16 anos poderá ser feita online

Autorização de viagem para menores de 16 anos poderá ser feita online

A partir de segunda-feira (2), os pais poderão emitir pela internet uma autorização para que seus filhos menores de 16…
Marabá: Venezuelanos são tirados da rua e já têm casa

Marabá: Venezuelanos são tirados da rua e já têm casa

A nova leva de venezuelanos que chegou nas últimas semanas a Marabá chamou atenção e teve grande visibilidade pela quantidade…
Passageira se recusa a usar máscara e é retirada de voo por policiais federais

Passageira se recusa a usar máscara e é retirada de voo por policiais federais

Uma passageira se recusou a usar máscara de proteção à Covid-19 e provocou atraso de uma aeronave, que saiu de…
Paciente é internado em Belém com suspeita de variante delta

Paciente é internado em Belém com suspeita de variante delta

Duas pessoas com Covid-19, que chegaram dos Estados Unidos a Belém, realizaram exames para identificar se houve a possível contaminação…