Correio de Carajás

Homem está desaparecido no Rio Parauapebas após salvar o filho

Familiares e amigos acompanham as buscas pelo corpo/ Fotos: Ronaldo Modesto

AFOGAMENTO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Corpo de Bombeiros de Parauapebas realiza nesta terça-feira (29) buscas superficiais no Rio Parauapebas, à altura do Bairro Brasília, no Complexo VS-10, pelo corpo de Alex Maciel Soares Alves, de 36 anos. Ele desapareceu nas águas no final da tarde desta segunda-feira (28) enquanto tentava salvar o filho, que se afogava em um balneário.

Alex Maciel está desaparecido no rio desde a tarde de segunda-feira

A vítima estava acompanhada da companheira e dos dois filhos. A família divertia-se com um amigo quando uma das crianças caiu em um buraco e começou a se afogar. O pai teria tentado socorrê-la, empurrando-a para fora da corrente de água, mas começou a ser puxado pela correnteza. A mãe também tentou salvá-los, quase se afogando.

Por fim, o amigo da família conseguiu salvar a crianças e a mãe. Alex acabou sendo arrastado e desapareceu. O Corpo de Bombeiros foi acionado na mesma tarde, mas em Parauapebas não há equipe de mergulhadores que possam atuar à noite. Conforme o major Hugo Ferreira, comandante do 23º Grupamento Bombeiro Militar, a equipe local só pode fazer buscas superficiais, que foram iniciadas na manhã desta terça.

Leia mais:

 

Corpo de Bombeiros iniciou buscas na manhã desta terça

“Fomos acionados por volta das 17h30 e já é um horário complicado porque nos municípios do interior não possuímos posto para estarmos prontamente organizados para sairmos com o barco. Tivemos que preparar a lancha, colocar motor e procurar um ponto para descer, ou seja, já chegaríamos à noite”, explicou.

Civis também dão apoio para encontrar o corpo

Acrescentou, ainda, que apenas em Belém há grupo de mergulhadores – sendo necessários três homens para esse trabalho. Neste caso, o tempo-resposta é de mais de 12 horas. “Infelizmente, ficamos limitados às buscas superficiais, iniciadas cedo (na terça) pela nossa equipe. O corpo submerge em torno de 20 a 24 horas, então achamos mais sensato nos ater à busca superficial. Estamos aguardando ansiosos e tentando resgatá-lo”, declarou.

O Correio de Carajás tentou falar com familiares que acompanham e ajudam nas buscas, mas ninguém quis conceder entrevista. (Luciana Marschall – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Adolescente colide com 4 carros estacionados no HMM

Adolescente colide com 4 carros estacionados no HMM

Vídeos e fotos viralizaram pelas redes sociais mostrando o estrago que uma adolescente causou em pelo menos quatro veículos que…
Morte por esfaqueamento é registrada na Folha 07

Morte por esfaqueamento é registrada na Folha 07

Um homem, ainda não identificado, foi morto por golpes de faca na Quadra 2 da Folha 7, em Marabá, às…
“Bigode” é acusado de esfaquear jovem na Vila Jardim

“Bigode” é acusado de esfaquear jovem na Vila Jardim

Um homem, identificado como Lourival De Jesus Sá, mais conhecido como “Bigode”, é acusado de esfaquear um jovem em um…
Mancipor denuncia que foi ameaçado de morte

Mancipor denuncia que foi ameaçado de morte

A transferência de 63 famílias que ocupam uma área chamada de cone de proteção aeroportuária, no Bairro da Infraero, em…
Mais um acidente grave na Rodovia BR-222

Mais um acidente grave na Rodovia BR-222

Na manhã desta sexta-feira (23), mais um grave acidente se registrou na BR-222, entre os bairros Residencial Tiradentes (São Félix)…
Acusada de execuções em Timon é presa em Marabá

Acusada de execuções em Timon é presa em Marabá

Foi presa esta semana em Marabá uma mulher envolvida no assassinato de duas adolescentes no município de Timon (MA). O…