Correio de Carajás

Homem é condenado a mais de 20 anos por matar ex e esconder o corpo

Foto: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Márcio Bazílio Furtado Rocha acabou de ser considerado culpado pela morte e ocultação do cadáver de Eliane de Souza Jorge, ex-companheira dele. Ele foi julgado hoje, terça-feira (21), Fórum Juiz José Elias Monteiro Lopes, em Marabá, por um Conselho de Sentença formado por cinco homens e duas mulheres. O crime aconteceu no ano passado.

A sentença, definida pelo juiz Alexandre Hiroshi Arakaki, presidente do Tribunal do Júri, foi de 21 anos e 30 dias de prisão, que deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado.

Foram 20 anos pelo homicídio, agravado por quatro qualificadoras: razão de gênero (feminicídio), meio cruel, motivo fútil e recurso que dificultou defesa da vítima. O restante da pena se deu em decorrência da ocultação de cadáver.

Leia mais:

O caso teve grande repercussão em Marabá e região, mobilizando protestos contra a violência de gênero. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Estado do Pará, os dois viveram juntos por 21 anos e tiveram quatro filhos.

Na tarde do dia 20 de setembro do ano passado, segundo as investigações, ele encontrou a vítima no local de trabalho dela e, juntos, eles seguiram até um motel. Após uma discussão sobre os filhos, Eliane foi tomar banho, enquanto o acusado foi até o carro, se armou com uma faca, seguiu até o box do banheiro e desferido um golpe próximo do pescoço da ex, enquanto ela estava de costas.

Em seguida, acrescenta a acusação, ambos travaram luta corporal e Eliane conseguiu jogar a faca pela janela do quarto, pedindo para que Márcio Bazílio a levasse ao hospital. O homem então a levou até a cama, a vestiu, lavou o banheiro e colocou a mulher no banco de trás do carro, ainda viva e consciente.

No caminho, entretanto, Eliane teria percebido que não estava sendo levada para o hospital e se jogou do veículo. Márcio é acusado de ter parado o carro, descido e asfixiado a vítima utilizando as mãos e um pedaço de cipó. O corpo dela então foi arrastado para um local mais afastado.

Após ser preso, no dia seguinte, ele acabou confessando na o crime e indicando o local onde escondeu o corpo. (Luciana Marschall – com informações de Chagas Filho)

Mais

Briga de casal resulta em morte de homem na zona rural de Anapu

Briga de casal resulta em morte de homem na zona rural de Anapu

A Vila Acrolina, zona rural do município de Anapu, na região Sudoeste do Pará, registrou um crime de masculinicídio na…
Dupla furta peças de caminhão avaliadas em R$ 120 mil

Dupla furta peças de caminhão avaliadas em R$ 120 mil

Foram presos na manhã desta quinta-feira (13), em Parauapebas, Bismarck da Conceição Cristino e Leandro Santos Cabral pelo furto de…
Servidor é executado em caçamba da Prefeitura de Abel Figueiredo

Servidor é executado em caçamba da Prefeitura de Abel Figueiredo

A Polícia Civil investiga os motivos que levaram à execução do servidor da Prefeitura de Abel Figueiredo, Eduardo de Souza…
Foragido há 22 anos de Redenção é preso no Piauí

Foragido há 22 anos de Redenção é preso no Piauí

Foragido há 22 anos, o paraense José Luiz Maciel de Sousa, um dos presos da operação ‘Ação Integrada’, deflagrada nesta…
Mandado de prisão por furto em Marabá é cumprido em Parauapebas

Mandado de prisão por furto em Marabá é cumprido em Parauapebas

Na tarde desta quarta-feira (12), Thyago de Freitas Mulato, de 29 anos, foi preso em Parauapebas em cumprimento de mandado…
Jardim Canadá presencia homicídio no anoitecer

Jardim Canadá presencia homicídio no anoitecer

No fim da tarde desta quarta-feira (12), dois homens em uma Honda Biz prateada executaram Wellingthon Souza Ferreira, de 24…