Correio de Carajás

Homem é condenado a 12 anos de prisão por matar adolescente grávida

Wallisson Patrick mantinha relacionamento com a adolescente/Fotos: Divulgação

XINGUARA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Wallisson Patrick Costa Scarparo, 23 anos, foi condenado a 12 anos de prisão pelo assassinato da estudante Yasmim França Bueno, de 14 anos. O crime ocorreu em março de 2016, em Xinguara, sul do Estado. Segundo testemunhas, ele e a vítima mantinham um relacionamento amoroso e ela estava grávida. O julgamento, que durou cerca de 7 horas, foi realizado na quarta-feira, 14, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Xinguara (ACIAPA).

Yasmin esperava um filho do acusado na época do crime

O delegado José Orimaldo informou à imprensa que Wallisson foi preso um dia após o delito, tendo confessado em depoimento que cometeu o crime durante uma briga entre o casal e devido à gravidez da adolescente. O jovem contou à Polícia Civil que foi até a casa dos avós da adolescente para conversar com ela, que estava sozinha. A vítima o teria pressionado a assumir um filho que estaria esperando. O desentendimento causou a briga e o assassinato.

Segundo a Polícia Civil, familiares receberam mensagem da adolescente durante a madrugada do dia do crime em uma rede social, dizendo que havia um homem desconhecido dentro de casa e pedindo ajuda. Os investigadores acreditam que o pedido tenha sido enviado, na verdade, por Wallisson e que Yasmin já estaria morta. Em uma rede social, antes de ser preso, o rapaz chegou a lamentar a morte da vítima.

Leia mais:

“Sua alegria contagiava muitas pessoas. Como pode? Descanse em paz… Saudade é eterna… ‪#‎Luto Yasmin Amiga”, escreveu Wallisson, em seu perfil no Facebook.

Acusado chegou a lamentar a morte nas redes sociais

O corpo de Yasmim foi encontrado na manhã do dia 22 de março de 2016 por familiares. Ela estava seminua, com duas perfurações no lado esquerdo do peito, lacerações no pescoço e coxas, além de sinais de abuso sexual. O réu confesso, que na época do crime tinha 18 anos, já estava recolhido há anos em um presídio de Marabá, onde deverá permanecer pelos próximos sete anos, cumprindo, assim, a condenação. Ele poderá progredir para o regime semiaberto. (Delmiro Silva)

Comentários

Mais

Procurado pela Justiça do Maranhão, acusado de estupro é preso em Marabá

Procurado pela Justiça do Maranhão, acusado de estupro é preso em Marabá

  Acusado pelo crime de estupro de vulnerável, Cláudio Costa de Morais, 39 anos, foi preso na tarde desta terça-feira,…
PF apreende mais de 8 mil litros de combustível que abasteceria garimpo

PF apreende mais de 8 mil litros de combustível que abasteceria garimpo

A Polícia Federal de Redenção, no sul do Pará, apreendeu na tarde desta terça (3) um caminhão carregado com cerca…
Homem é detido por funcionários após tentar furtar sucata de empresa

Homem é detido por funcionários após tentar furtar sucata de empresa

Com uma caixa carregada de sucata em cima de uma motocicleta e um facão, um homem foi detido por funcionários…
Táxi clandestino é detido na Feira do Produtor de Parauapebas

Táxi clandestino é detido na Feira do Produtor de Parauapebas

Um táxi “lotação”, sem regulação para circular como meio de transporte coletivo, foi autuado pelo Departamento Municipal de Trânsito e…
Após batida, condutor fujão é autuado por embriaguez ao volante

Após batida, condutor fujão é autuado por embriaguez ao volante

Após colidir com um veículo na Folha 32, Nova Marabá, Dejaci Esteves de Barros tentou fugir do local, mas foi…
Sefa e Receita Federal apreendem duas carretas com mercadorias irregulares em Santarém

Sefa e Receita Federal apreendem duas carretas com mercadorias irregulares em Santarém

Duas carretas com mercadoria importada e centenas de peças de veículos e produtos de higiene foram apreendidas nesta terça-feira (3)…