Ads

O Hemopa de Marabá encaminhou ao Portal Correio de Carajás comunicado acerca da necessidade de o doador estar portando documento de identificação com foto quando procurar o serviço. Ontem, quarta-feira (31), um doador gravou vídeo indignado porque havia estado no prédio, localizado às margens da Rodovia Transamazônica, e foi impedido de fazer a doação.

Ads

Ele reclamava por ter apresentado a versão digital da Carteira Nacional de Habilitação, que não foi aceita. Conforme o Hemopa, isso se deu por exigência legal, conforme Portaria Consolidada N°5, que exige que a o doador voluntário de sangue apresente documento oficial com foto.

Conforme o órgão, podem ser apresentados Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por Classe, inclusive sendo aceitas fotocópias, desde que autenticadas e que as fotos e inscrições estejam elegíveis e que as imagens permitam a identificação do portador.

Ressalta, ainda, que cabe ao Hemopa garantir por todos os meios a maior segurança possível dos produtos: sangue, hemocomponentes e hemoderivados.

Ads