Correio de Carajás

Helder reforça pacto nacional de combate à pandemia

Foto: Marco Santos / Ag. Pará
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O governador do Estado, Helder Barbalho, reforçou nesta segunda-feira (8), que o Pará é favorável à criação de um “pacto nacional” com medidas restritivas e preventivas para diminuir o pico da pandemia de Covid-19 registrado nas últimas semanas. Até o momento, Governadores de 22 estados e do Distrito Federal manifestaram posição favorável às medidas. 

“Nós estamos vivendo um momento preocupante em todo o Brasil, diferente da primeira onde os estados tinham calendários distintos em relação a doença, neste momento o Brasil inteiro está vivendo a pressão no Sistema Único de Saúde. Dos 27 Estados, cerca de 23 estão com fila de espera para leitos de UTI, e graças a Deus o Pará não está nessa situação, portanto isso requer uma atenção redobrada. Nós, governadores, estamos dialogando no intuito de construir uma mensagem nacional de padroninzação de comportamento sanitário e orientação da população, demonstrando a necessidade de entender que o vírus continua circulando e essa segunda onda demonstra uma propagação de infeccção maior, o que requer uma orientação maior para a população”, destacou o governador Helder Barbalho.

De acordo com o chefe do Executivo Estadual, a ideia é que sejam incluídas no pacto algumas iniciativas básicas, que sirvam para todos, e que, a partir disso, cada estado tome outras decisões de acordo com a necessidade local. Mas o principal objetivo é alertar a população de que o momento é crítico e que a circulação de pessoas seja reduzida, sendo a melhor forma de diminuir a ocupação nos hospitais. “Precisamos de uma grande união para que possamos vencer a pandemia enquanto a vacinação não chega a uma escala adequada de imunização”, completou Helder Barbalho. Só para se ter uma ideia, o país aplicou doses em apenas 3,88% da população até o momento.

Leia mais:

Mais vacinas – O Pará deve receber 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 até o dia 30 de março. A informação foi repassada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ao governador Helder Barbalho, durante reunião em fevereiro, em Santarém, no oeste paraense.

O governador anunciou, no dia 23 de fevereiro, que vai comprar 3 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 de laboratórios credenciados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de autorizar a aquisição de doses por estados e municípios.

Mesmo com a nona maior população do Brasil – 8.702.353 habitantes -, o Pará é o estado que recebeu, proporcionalmente, a menor quantidade de vacinas contra a Covid-19. O Governo Federal enviou 481.040 doses, suficientes para imunizar apenas 2,10% da população, o que coloca o Estado em último lugar no ranking nacional da vacinação.

“Há uma decisão do STF, que caso o Ministério da Saúde não ofereça as vacinas, os Estados e municípios estão autorizados a fazer a compra. Mas apenas se o Ministério não o fizer. Mesmo assim, desde o ano passado, nós já distribuímos memorandos de intenções de compras para os laboratórios que tem eficácia comprovada na eficiência das vacinas, mas mesmo havendo recursos e intenção, os calendários não apresentam ofertas adequadas. Além disso, não podemos esquecer que não podemos vacinar sem que a vacina seja liberada pela Anvisa, por isso estamos trabalhando com Fórum de Governadores da Amazônia para fazer com que os laboratórios possam ofertar as doses para o território brasileiro. Aqui no Pará já temos recursos para três milhões de doses de vacinas extras, além daquilo que o Ministério da Saúde tem disponibilizado, além disso, estamos cobrando do Ministério que possa cumprir com sua obrigação como gestor do plano nacional de imunização”, finalizou o governador. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Ricardo Salles pede demissão do governo

Ricardo Salles pede demissão do governo

o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu hoje demissão do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Logo depois, Salles…
STF confirma decisão que considera Moro parcial no caso do tríplex

STF confirma decisão que considera Moro parcial no caso do tríplex

Por 7 votos a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (23) manter a decisão que reconheceu a parcialidade…
CPI vai requisitar proteção policial para deputado Luis Miranda e irmão

CPI vai requisitar proteção policial para deputado Luis Miranda e irmão

O senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, afirmou que vai solicitar proteção policial para…
Deputado diz ter afirmado a Pazuello que iria "explodir na mídia" caso sobre denúncia na compra da Covaxin

Deputado diz ter afirmado a Pazuello que iria "explodir na mídia" caso sobre denúncia na compra da Covaxin

O deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) afirmou na última terça-feira, 22, que o servidor Luís Ricardo Fernandes Miranda, chefe de…
CPI da Vale chega a Marabá e deputados vão às instalações da mineradora

CPI da Vale chega a Marabá e deputados vão às instalações da mineradora

Iniciou por Marabá nesta quarta-feira, 23, uma série de diligências nas instalações da mineradora Vale no Estado. A ação faz…
Sete pretendem disputar prefeitura de Goianésia em 3 de outubro

Sete pretendem disputar prefeitura de Goianésia em 3 de outubro

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) marcou para o dia 3 de outubro deste ano a eleição suplementar para a escolha…