Correio de Carajás

Helder pede e Vale paralisa o trem de passageiros para evitar nova cepa da Índia ao Pará

Trem da Vale traz bastante passageiros para Marabá e Parauapebas três vezes por semana, vindos do Maranhão (Imagem: Vale)

BLOQUEIO SANITÁRIO?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Trem deixa de funcionar a partir desta segunda-feira, dia 24, e não tem data para retorno

No final da manhã deste domingo, 23, o governador do Pará, Helder Barbalho, enviou ofícios à Vale, Companhia das Docas do Pará, diretor presidente da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e ao superintendente do Aeroporto Internacional Val de Cans – Júlio César, em Belém; e à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Pará, para saber quais medidas de segurança estão sendo adotadas para as pessoas que estão entrando no Pará. “, diz o governador em comunicado.

À mineradora Vale, especificamente, Helder pediu para paralisar, de forma temporária, as viagens do trem de passageiros entre São Luís-MA e Parauapebas, no sudeste do Pará.

“Considerando a atual situação do vizinho Estado do Maranhão, que se encontra com registros da nova cepa indiana da covid-19, e que o Brasil é o segundo País da América do Sul com confirmação dessa nova cepa, e com o intuito de resguardar a saúde da população do Pará, solicito com a urgência que o caso requer, a suspensão temporária do trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás, até que a situação epidemiológica permita e autorize a retomada das viagens de passageiros.

Leia mais:

Desde 17 de agosto do ano passado, o trem de passageiros está circulando com redução das vagas disponíveis. Em condições normais, o trem de tem capacidade para transportar 1.300 passageiros por viagem, mas com a diminuição, esse número chega a até 650 pessoas.

A viagem de trem entre São Luís e Parauapebas dura 16 horas, com 15 pontos de paradas (mas 27 municípios atendidos), a maioria deles no Maranhão. O trem sai de São Luís às segundas, quintas-feiras e sábado e retorna terças, sextas-feiras e domingo. “Seguimos avaliando o cenário epidemiológico e trabalhando para conter o avanço da covid-19 em nosso Estado”, disse o governador.

A Reportagem do CORREIO pediu informações à Vale, por volta de 12h40, para saber se a empresa deve atender ao pedido do gestor estadual, já que o trem de passageiros transporta, diariamente, mais passageiros do Maranhão ao Pará do que os ônibus juntos. Os dois principais destinos de passageiros vindos do estado vizinho são, exatamente, Marabá e Parauapebas.

A mineradora respondeu com a seguinte nota>
“O Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Carajás (EFC) terá a circulação temporariamente suspensa a partir desta segunda-feira, 24. A medida atende a requerimento do Governo do Estado do Pará pela interrupção temporária do transporte ferroviário de passageiros, como mais uma medida preventiva no enfrentamento da pandemia da Covid-19 (coronavírus).
Os passageiros que tiverem suas viagens canceladas poderão solicitar o reembolso do bilhete, sem custo adicional ou aguardar o retorno do trem para remarcar no prazo de um ano da data de emissão.
Mais informações podem ser obtidas por meio do canal de atendimento Alô Ferrovias (0800 285 7000).
A Vale continua acompanhando a situação e reitera o seu compromisso com a segurança dos passageiros, de suas operações e das comunidades ao longo da ferrovia. A Vale está em contato com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), órgão federal responsável por regular e fiscalizar a concessão ferroviária.

A Vale manterá a população atualizada sobre o assunto”.

ENTENDA O CASO

Com a Índia sendo assolada pela covid-19, numa forte onda causada pela chamada “variante indiana”, o mundo segue em alerta para conter o avanço da nova cepa. Locais como o Reino Unido, por exemplo, já enxergam riscos à saída do lockdown diante da ameaça, apontada pelos cientistas britânicos como até 50% mais transmissível. Identificada em 50 países, a cepa indiana foi verificada em território brasileiro nesta semana, mas o Brasil segue recebendo voos e embarcações da Índia.

Nesta quinta-feira (20/5), a Secretaria do estado de Saúde do Maranhão (SES/MA) confirmou os primeiros casos da variante indiana. A cepa foi detectada no navio MV Shandong da Zhi, que veio da Malásia para o Brasil em 14 de maio. Enquanto apenas um dos infectados está internado em São Luís, os demais estão em quarentena no navio, que está em alto mar, a mais de 35 km da costa. Segundo a SES, 15 dos 23 tripulantes da embarcação testaram positivo para a covid-19. Além disso, pelo menos 100 pessoas tiveram contato com os tripulantes infectados, e estão sendo monitoradas pelo governo local.

A Prefeitura de Primavera, nordeste do Pará, notificou, no sábado, 22, dois casos suspeitos da variante indiana do coronavírus na cidade. Os quadros ainda são investigados e monitorados, segundo a prefeitura.
Os dois pacientes relataram, ainda de acordo com a Prefeitura de Primavera, que estiveram no Maranhão nos últimos dez dias e tiveram contato indireto com tripulantes do navio MV Sandong da Zhi, que registrou casos da variante indiana do novo coronavírus.

Segundo a nota, os dois pacientes apresentaram síndrome gripal, com relatos de dor de garganta, febre, coriza, tosse e cefaleia e apresentaram resultado positivo para a Covid-19. Eles relataram que trabalham no porto de Itaqui, no Maranhão, e frequentam constantemente o local de trabalho em uma unidade em São Luís. (Ulisses Pompeu – com informações do Correio Brasiliense)

Comentários

Mais

Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas

Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas

Já está disponível na página do Movimenta Pebas, a exposição virtual das três obras produzidas no programa de residência artística…
Estudos fraudados não deslegitimam artigos que comprovam ineficácia da cloroquina contra a covid-19

Estudos fraudados não deslegitimam artigos que comprovam ineficácia da cloroquina contra a covid-19

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:   Leia mais: + Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas + Mutirão, em Marabá,…
Mutirão, em Marabá, vacina mais de 10 mil pessoas acima dos 45 anos

Mutirão, em Marabá, vacina mais de 10 mil pessoas acima dos 45 anos

A partir desta segunda-feira (21), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) retomou a vacinação contra a covid-19 para quem está…
É falso que senadores republicanos tenham descoberto origem da covid-19

É falso que senadores republicanos tenham descoberto origem da covid-19

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:  Conteúdo verificado: Texto publicado em site na internet segundo o qual senadores republicanos revelaram que já…
Temperatura sobe e agita o verão de Parauapebas

Temperatura sobe e agita o verão de Parauapebas

Junho chegou e com ele a onda de calor mais forte do ano na região amazônica. As temperaturas podem superar…
Projeto que cria linhas de ônibus turísticas em Parauapebas será votado nesta terça (22)

Projeto que cria linhas de ônibus turísticas em Parauapebas será votado nesta terça (22)

Consta na pauta da Sessão Ordinária desta terça-feira (22) da Câmara Municipal de Parauapebas o Projeto de Lei Nº 54…