Correio de Carajás

Guerra de facções faz nova vítima

Em muitas fotos na rede social, Jholzinho exibia os três dedos fazendo o sinal do PCC/ Foto: reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Tudo leva a crer que o assassinato de Jholzerf William Farias da Silva, o Jholzinho, de 23 anos, foi provocado por causa de uma guerra entre as fações rivais Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC), que vem se intensificando nos últimos tempos em Marabá e região.

Quem afirma é o delegado Ivan Pinto da Silva, do Departamento de Homicídios da Polícia Civil em Marabá. Ele investiga o assassinato, que ocorreu na noite do último sábado (6), na Rua Magalhães Barata, na Marabá Pioneira.

Para a Imprensa de Marabá, o delegado Ivan Pinto da Silva explicou que o crime aconteceu por volta das 20h40. O policial conta que a mãe de Jholzinho foi até a delegacia e relatou que o filho dela foi alvo de tiros. O rapaz ainda chegou a ser levado para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), mas morreu ao chegar à casa de saúde. O corpo dele deu entrada no Instituto Médico Legal (IML) às 22 horas daquele sábado.

Leia mais:

O delegado Ivan contou ainda para a Imprensa que, segundo o relato feito pela mãe da vítima, Jholzinho estava sentado perto da sua residência, quando pistoleiros chegaram em um taxi que havia sido roubado minutos antes da emboscada feita contra Jholzinho. Ainda de acordo com o delegado, os criminosos atiraram de dentro do carro mesmo.

Perguntado sobre qual teria sido a motivação do assassinato, o delegado explicou que Jholzinho foi morto provavelmente porque era simpatizante do PCC. “Acreditamos que grupos rivais tenham matado o Jholzerf”, afirmou o policial, ao acrescentar que o Departamento de Homicídios está colhendo o máximo de informações possíveis sobre o caso.

De fato, no perfil de Jholzinho em uma rede social, ele costumava apresentar os três dedos que simbolizam o PCC e também deixava textos que dialogam com o dialeto dos criminosos, segundo informou a polícia para a Imprensa local ontem.

Saiba mais

Não é de hoje que as facções CV e PCC vem se fortalecendo dentro e fora dos presídios de Marabá. O volume de notícias sobre esse fenômeno tem aumentado nos últimos 12 meses, o que revela o fortalecimento do crime organizado.

(Chagas Filho)

 

Comentários

Mais

Adolescente colide com 4 carros estacionados no HMM

Adolescente colide com 4 carros estacionados no HMM

Vídeos e fotos viralizaram pelas redes sociais mostrando o estrago que uma adolescente causou em pelo menos quatro veículos que…
Morte por esfaqueamento é registrada na Folha 07

Morte por esfaqueamento é registrada na Folha 07

Um homem, ainda não identificado, foi morto por golpes de faca na Quadra 2 da Folha 7, em Marabá, às…
“Bigode” é acusado de esfaquear jovem na Vila Jardim

“Bigode” é acusado de esfaquear jovem na Vila Jardim

Um homem, identificado como Lourival De Jesus Sá, mais conhecido como “Bigode”, é acusado de esfaquear um jovem em um…
Mancipor denuncia que foi ameaçado de morte

Mancipor denuncia que foi ameaçado de morte

A transferência de 63 famílias que ocupam uma área chamada de cone de proteção aeroportuária, no Bairro da Infraero, em…
Mais um acidente grave na Rodovia BR-222

Mais um acidente grave na Rodovia BR-222

Na manhã desta sexta-feira (23), mais um grave acidente se registrou na BR-222, entre os bairros Residencial Tiradentes (São Félix)…
Acusada de execuções em Timon é presa em Marabá

Acusada de execuções em Timon é presa em Marabá

Foi presa esta semana em Marabá uma mulher envolvida no assassinato de duas adolescentes no município de Timon (MA). O…