Correio de Carajás

Governo muda bandeiramento e flexibiliza restrições em 3 regiões do Pará

Governador do Pará flexibiliza medidas restritivas contra a Covid-19. — Foto: Reprodução / Agência Pará

FLEXIBILIZAÇÃO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Regiões Metropolitana, Nordeste e Marajó Oriental saem da bandeira vermelha e retornam para a laranja.

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou nesta quinta (22) o fim do toque de recolher e a flexibilização de medidas restritivas contra a Covid-19 nas regiões metropolitana de Belém, nordeste e Marajó oriental.

A mudança de classificação de risco deve começar a partir desta sexta (23), segundo Barbalho.

A decisão veio a partir de uma reunião do comitê da Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), em parceria com a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).

Leia mais:

As classificações, segundo o governador, são definidas a partir da aplicação de inteligência artificial e projeção dos níveis de contágio no estado. Os estudos, no entanto, ainda não foram divulgados.

“Com essas informações atualizadas, quero comunicar a população que estaremos a partir de amanhã, sexta, fazendo mudança de ‘bandeiramento’ em algumas regiões do estado”, anunciou.

 

Principais mudanças:

  • Região metropolitana, nordeste e Marajó Oriental saem da bandeira vermelha e passam para laranja
  • Região do Baixo Amazonas continua em bandeira laranja
  • Continuam na bandeira vermelha as regiões do Xingu, Carajás, Araguaia e Marajó Ocidental.

 

Com a bandeira laranja, não há mais toque de recolher e voltam a funcionar algumas atividades não essenciais que estavam restritas. Veja algumas:

  • Restaurantes passam a poder funcionar até 00h;
  • Estabelecimentos de esportes coletivos, clubes balneários e praias voltam a ter abertura autorizada.

 

O governador informou que o Pará está com 49% dos leitos clínicos ocupados e 79% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva ocupados.

Ele afirmou que os dados apontam “redução importante na ocupação dos leitos clínicos em uma semana e estabilização com tendência de queda no caso dos leitos de UTI”.

(Fonte:G1)

Mais

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Companhia de Trânsito de Tucuruí destrói mais de 100 kadrons

Como parte da programação do Maio Amarelo, mês dedicado à segurança no trânsito, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano…
É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

É falso tuíte afirmando que Pazuello viajou para os EUA com passaporte diplomático

Falso É falso o tuíte que afirma que o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, tenha recebido um passaporte diplomático…
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos autorizou a vacina contra covid-19 da Pfizer e da parceira…
Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Quase 9% das mulheres sofreram alguma violência sexual, diz IBGE

Pelo menos 8,9% das mulheres brasileiras já sofreram algum tipo de violência sexual na vida, segundo dados da Pesquisa Nacional da Saúde…
Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

Pagamentos com cartões crescem 17% no primeiro trimestre

As transações por cartões (crédito e débito) registraram um aumento de 17,3% nos valores movimentados no primeiro trimestre deste ano…
Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Cadáveres não foram violados no Cemitério da Saudade, em Marabá

Circulou nas redes sociais na manhã desta terça-feira (11) a foto de um caixão aberto, que possivelmente seria no Cemitério…