Correio de Carajás

Furtou paciente com câncer e gastou com uísque e droga

Um assaltante preso em flagrante na quarta-feira (2) na cidade de Cametá é acusado de invadir uma residência e furtar a quantia de R$ 3 mil em dinheiro e gastar parte desse numerário com bebida alcoólica e drogas. Os recursos furtados seriam para custear tratamento de uma paciente com câncer.

Gian Carlos da Silva Moreira, de 27 anos, foi preso por uma guarnição da Polícia Militar do município de Cametá, região nordeste do Pará, acusado pelo crime de invasão de domicílio, furto e tráfico de drogas. Ele está à disposição do Poder Judiciário.

Na madrugada do dia 2, ele entrou numa residência localizada no Bairro Baixa Verde, periferia da cidade, e furtou R$ 3 mil em dinheiro e outros itens. Após o registro de Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, policiais saíram à procura do suspeito.

Leia mais:

Segundo o repórter Márcio Mendes, foi montada uma guarnição de busca e apreensão que logrou êxito ao localizar o ladrão que estava de posse de duas petecas de óxi de cocaína, cinco carteiras de cigarro, um relógio dourado da marca Technos e R$ 1.723, dos R$ 3 mil furtados. A operação se deu por volta das 15h30 nas proximidades da Avenida Perimetral com a Travessa Santa Clara, Bairro Matinha.

Os policiais conseguiram recuperar parte do dinheiro furtado

Após ser preso, o acusado confessou que gastou em torno de R$ 1.300 reais com uísque e drogas, e direcionou a PM até a BR-422 no conjunto Cametá, onde lá estaria sua companheira de posse da quantia em dinheiro e mais cinco carteiras de cigarro produto do furto.

A quantia furtada era reservada para custear parte de tratamento de uma paciente diagnosticada com câncer. (Antonio Barroso, com informações do Repórter Márcio Mendes)