Correio de Carajás

Fumaça tóxica incomoda moradores

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nathália Viegas

 

A fumaça proveniente de uma usina de asfalto em funcionamento no núcleo São Félix, em Marabá, está atrapalhando a vida de moradores do bairro. Eles alegam estarem vivendo em situação insalubre e afirmam que a fumaça tem prejudicado a saúde de dezenas de pessoas sempre que a usina entra em operação. Os relatos dão conta de que o problema ocorre há cerca de dois meses.

Leia mais:

“As minhas crianças estão aqui todas adoecendo por causa dessa fumaça, e ela baixa bem aqui atrás. Isso faz muito mal para o pulmão”, reclama Batista José de Souza, um dos moradores que defendem a saída da usina da região.

Outro prejudicado, Wichas Silau Leão, afirma que a fumaça começa a tomar conta do bairro por volta das 15 horas. “Todo mundo já começa a reclamar, ainda mais quem tem problema de asma, já começa a tossir”, diz, acrescentando que a fábrica está muito próxima da área urbana.

A usina apontada pelos moradores está localizada próxima ao pé da ponte rodoferroviária, à esquerda, e pertence a uma construtora sediada em Marabá. O Correio de Carajás procurou o responsável pela empresa, Reinaldo Zucatelli, mas ele afirmou que vai se pronunciar em entrevista na próxima semana, com horário e dia ainda a serem definidos.

Já o secretário Municipal de Meio Ambiente, Valber Araújo, também procurado, afirmou que irá verificado a situação. Frisou, contudo, que mesmo existindo licenciamento da empresa para funcionamento, se ela estiver atuando fora da legislação ambiental serão tomadas medidas pertinentes ao caso. “Inclusive, até a suspensão da licença”, resumiu.

 

Nathália Viegas

 

A fumaça proveniente de uma usina de asfalto em funcionamento no núcleo São Félix, em Marabá, está atrapalhando a vida de moradores do bairro. Eles alegam estarem vivendo em situação insalubre e afirmam que a fumaça tem prejudicado a saúde de dezenas de pessoas sempre que a usina entra em operação. Os relatos dão conta de que o problema ocorre há cerca de dois meses.

“As minhas crianças estão aqui todas adoecendo por causa dessa fumaça, e ela baixa bem aqui atrás. Isso faz muito mal para o pulmão”, reclama Batista José de Souza, um dos moradores que defendem a saída da usina da região.

Outro prejudicado, Wichas Silau Leão, afirma que a fumaça começa a tomar conta do bairro por volta das 15 horas. “Todo mundo já começa a reclamar, ainda mais quem tem problema de asma, já começa a tossir”, diz, acrescentando que a fábrica está muito próxima da área urbana.

A usina apontada pelos moradores está localizada próxima ao pé da ponte rodoferroviária, à esquerda, e pertence a uma construtora sediada em Marabá. O Correio de Carajás procurou o responsável pela empresa, Reinaldo Zucatelli, mas ele afirmou que vai se pronunciar em entrevista na próxima semana, com horário e dia ainda a serem definidos.

Já o secretário Municipal de Meio Ambiente, Valber Araújo, também procurado, afirmou que irá verificado a situação. Frisou, contudo, que mesmo existindo licenciamento da empresa para funcionamento, se ela estiver atuando fora da legislação ambiental serão tomadas medidas pertinentes ao caso. “Inclusive, até a suspensão da licença”, resumiu.

 

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…