Ads

A Coordenação da Biblioteca Municipal Orlando Lima Lobo, por meio da Prefeitura Municipal de Marabá, vem ao longo do mês de março trazendo uma ampla programação relacionada ao incentivo à leitura proposta para a cidade e ao público leitor. Recentemente, compartilharam a programação construída para a segunda quinzena do mês em vigor.

Ads

“A vasta programação da biblioteca ocorre no objetivo de democratizar o acesso a informação utilizando-se de diferentes linguagens artísticas culturais pensando em um público diverso que frequenta esse espaço”, informa a pedagoga Tatiana Mendes, que atua na biblioteca.

Hoje, quarta-feira (14), acontece uma “Roda de Conversa”, às 19h30, com o Guardião da Memória do Município, valorizando histórias, patrimônios e saberes. Entre os convidados pessoas ligadas à Lendária Negra Maravilha.

Já amanhã, quinta-feira (15), teremos mais uma edição do Clube do Livro com a continuação da leitura discursiva do livro “Mulheres que correm com lobos”, mediada também por Tatiana Mendes. A leitura coletiva da obra teve início em fevereiro.

A literatura de Clarissa Pinkola Estés apresenta a interpretação de 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, Patinho Feio, Sapatinhos Vermelhos e La Llorona. A autora procura identificar o arquétipo da Mulher Selvagem ou a essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda. E propõe o resgate desse passado longínquo, como forma de atingir a verdadeira libertação.  

Para Tatiana, “as bibliotecas públicas se colocam como o local do saber, onde guarda-se um saber. E nos interrogando, qual saber está guardado? Qual foi escolhido? Quantas literaturas sobre a história do município estão nas prateleiras da Biblioteca? Qual a representatividade e influência de literatura feita por mulheres temos acesso? São indagações que contribuem para um entendimento e desdobramentos sobre memória, patrimônio cultural, narrativa que buscamos desenvolver nesses projetos”, enfatiza.

No dia 15 também temos o projeto ‘Ler no Ninho’ que acontece no período da manhã e tarde e tem como objetivo a realização de brincadeiras de incentivo à leitura para crianças de 3 a 5 anos. No dia 17, sábado, a Orlando Lima Lobo apresenta o lançamento do livro “Eles Foram Eu Fiquei” de autoria de Silvio dos Anjos. Escritor residente em Nova Ipixuna, membro da Academia de Letras de Rondon do Pará e da Academia de Letras do Brasil. Silvio dos Anjos lança seu livro em Marabá neste sábado com grande entusiasmo.

Mais para o final do mês, no dia 22, a programação é referente ao ‘Dia do Contador de Histórias’, com um espetáculo produzido pela Trupé Historiar-te para crianças da rede municipal de ensino público de Marabá. Uma parceria realizada entre a turma da Orlando Lima Lobo, Instituto Hozana Lopes, Fundação Casa da Cultura de Marabá, Marabá Leitora e Secretaria de Educação do Município.

Trata-se de programação variada e intensa de leitura até o final do mês. Você que é leitor e valoriza o incentivo à leitura não pode ficar fora desta.

Te vejo no próximo encontro!

 

A Coordenação da Biblioteca Municipal Orlando Lima Lobo, por meio da Prefeitura Municipal de Marabá, vem ao longo do mês de março trazendo uma ampla programação relacionada ao incentivo à leitura proposta para a cidade e ao público leitor. Recentemente, compartilharam a programação construída para a segunda quinzena do mês em vigor.

“A vasta programação da biblioteca ocorre no objetivo de democratizar o acesso a informação utilizando-se de diferentes linguagens artísticas culturais pensando em um público diverso que frequenta esse espaço”, informa a pedagoga Tatiana Mendes, que atua na biblioteca.

Hoje, quarta-feira (14), acontece uma “Roda de Conversa”, às 19h30, com o Guardião da Memória do Município, valorizando histórias, patrimônios e saberes. Entre os convidados pessoas ligadas à Lendária Negra Maravilha.

Já amanhã, quinta-feira (15), teremos mais uma edição do Clube do Livro com a continuação da leitura discursiva do livro “Mulheres que correm com lobos”, mediada também por Tatiana Mendes. A leitura coletiva da obra teve início em fevereiro.

A literatura de Clarissa Pinkola Estés apresenta a interpretação de 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, Patinho Feio, Sapatinhos Vermelhos e La Llorona. A autora procura identificar o arquétipo da Mulher Selvagem ou a essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda. E propõe o resgate desse passado longínquo, como forma de atingir a verdadeira libertação.  

Para Tatiana, “as bibliotecas públicas se colocam como o local do saber, onde guarda-se um saber. E nos interrogando, qual saber está guardado? Qual foi escolhido? Quantas literaturas sobre a história do município estão nas prateleiras da Biblioteca? Qual a representatividade e influência de literatura feita por mulheres temos acesso? São indagações que contribuem para um entendimento e desdobramentos sobre memória, patrimônio cultural, narrativa que buscamos desenvolver nesses projetos”, enfatiza.

No dia 15 também temos o projeto ‘Ler no Ninho’ que acontece no período da manhã e tarde e tem como objetivo a realização de brincadeiras de incentivo à leitura para crianças de 3 a 5 anos. No dia 17, sábado, a Orlando Lima Lobo apresenta o lançamento do livro “Eles Foram Eu Fiquei” de autoria de Silvio dos Anjos. Escritor residente em Nova Ipixuna, membro da Academia de Letras de Rondon do Pará e da Academia de Letras do Brasil. Silvio dos Anjos lança seu livro em Marabá neste sábado com grande entusiasmo.

Mais para o final do mês, no dia 22, a programação é referente ao ‘Dia do Contador de Histórias’, com um espetáculo produzido pela Trupé Historiar-te para crianças da rede municipal de ensino público de Marabá. Uma parceria realizada entre a turma da Orlando Lima Lobo, Instituto Hozana Lopes, Fundação Casa da Cultura de Marabá, Marabá Leitora e Secretaria de Educação do Município.

Trata-se de programação variada e intensa de leitura até o final do mês. Você que é leitor e valoriza o incentivo à leitura não pode ficar fora desta.

Te vejo no próximo encontro!

 

Ads