Correio de Carajás

Feirão do Imposto: Dia D supera Expectativas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
1 Visualizações

Na esteira da discussão sobre a imensa carga tributária que pesa no bolso dos brasileiros, provocada pela mobilização dos caminhoneiros que praticamente parou o País, a 8ª edição do Feirão do Imposto em Marabá superou todas as expectativas, alcançando milhares de consumidores e reunindo dezenas de parceiros. O Dia D da iniciativa encabeçada pelo Conselho de Jovens Empresários de Marabá (Conjove), ocorrida no sábado (9), provocou uma verdadeira corrida de consumidores ao comércio, aproveitando a oportunidade para comprar, pelo menos por um dia, produtos e serviços isentos de impostos.

Francisco Ricardo Miranda de Souza chegou às 2 horas da madrugada de sábado (9) ao Posto Tida da rotatória do Bairro Quilômetro Seis, na Nova Marabá. Ele queria ter – e teve – o prazer de ser o primeiro a abastecer seu carro com gasolina sem impostos. Assim como ele, centenas de outros condutores, de carros e motos, madrugaram para aproveitar o fato de o estabelecimento estar vendendo o litro do combustível a R$ 3,30, que, com os impostos, sairia a R$ 4,72.

Como ocorre todos os anos, foram três dias de programação durante os quais empresas que aderem à ação vendem seus produtos e serviços sem a carga tributária imposta pelo governo nas três esferas de poder: federal, estadual e municipal.

Leia mais:

Isso faz com que a sociedade, ao constatar a diferença entre o valor, com e sem impostos, reflita e aumente sua consciência sobre o quanto o poder público arrecada e como aplica mal o dinheiro, devolvendo pouquíssimo em benefícios à população.

Outro que madrugou na fila do Posto Tida, parceiro da ação, foi Constantino Pereira de Oliveira. “Sem imposto ou com o imposto menor é bem melhor, ficaria muito bem sem essa carga toda de tributos”, disse.

O proprietário do posto que vendeu 3 mil litros de gasolina com 30% de desconto no preço, Cyro Tida, que também é vice-presidente do Conjove, disse que a população, a cada dia que passa, está mais consciente do que paga no dia a dia e verificando que não são os empresários, de qualquer que seja o ramo, os vilões nessa história.

“Quem arrecada e ganha muito sempre é o governo, responsável por essa arrecadação. E, depois, responsável por essa má distribuição de recursos na segurança, educação e saúde [por exemplo]. E a cobrança hoje é justamente essa: do bom emprego desse recurso de trilhões de reais que é arrecadado, mas nada é feito pela população”, desabafou ele.

Para o secretário municipal de Indústria e Comércio e também diretor da Acim, Ricardo Pugliese, quem tem o poder de mudar essa situação é o Legislativo brasileiro. “Este ano o brasileiro vai ter, mais uma vez, a oportunidade de votar e mudar essa situação, elegendo políticos mais sérios, que se preocupem menos em gerar mais custos para benefício próprio e trabalhem mais pela população”, declara.

Caetano Reis Neto, presidente do Conjove, disse que sem o excesso de impostos a sociedade tem a dimensão exata do quanto a carga tributária elevada prejudica o País. “Pode ver que tudo é caro porque ela tem de pagar a conta da corrupção e da ineficiência dentro de empresas públicas, como a Petrobras. Então, o poder de conscientização aumenta, esse é o objetivo do Feirão do Imposto”, frisou.

SAIBA MAIS – Ainda no sábado, além da promoção na venda da gasolina, o Shopping do Pão do Posto Tida vendeu pão e buffet com 20% de desconto; o almoço sem impostos aconteceu no Tertúlia Churrascaria, com 25% de desconto, de 11h30 às 15h, e o buffet a quilo, de R$ 59,90, saiu por R$ 44,90; e , à noite no Turbilhão Park, a pizza foi vendida com 20% de desconto, e o chope com 40% a menos no preço, com o de 300 ml, de R$ 5,00, saindo por R$ 3,00.

 

Comentários
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Mais

Músicos fecham acesso à ponte rodoferroviária com barreira

Músicos fecham acesso à ponte rodoferroviária com barreira

Conforme prometido previamente, a categoria dos músicos da noite de Marabá, que estão sem poder trabalhar há várias semanas, em…
Pará se destaca na Amazônia em transparência de dados ambientais

Pará se destaca na Amazônia em transparência de dados ambientais

O relatório “Transparência das informações ambientais na Amazônia Legal: o acesso à informação e a disponibilização de dados públicos”, lançado…
MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes

MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes

O Ministério da Educação (MEC) vai abrir, nos dias 3 e 4 de maio, as inscrições para as bolsas remanescentes…
Casa da Cultura de Canaã celebra o Mês do Índio

Casa da Cultura de Canaã celebra o Mês do Índio

A cultura paraense é marcada por forte influência indígena. A contribuição do povo mais antigo no solo brasileiro pode ser…
Pandemia de covid-19 "está longe de terminar", diz chefe da OMS

Pandemia de covid-19 "está longe de terminar", diz chefe da OMS

Confusão e negligência no combate à Covid-19 fazem com que a pandemia esteja longe de terminar, mas a situação pode…
MST programa ações em torno dos 25 anos do Massacre de Eldorado

MST programa ações em torno dos 25 anos do Massacre de Eldorado

Entre os dias 10 e 21 de abril, o Movimento Sem Terra (MST) tem ações afirmativas programadas em torno da…