Correio de Carajás

Ex-presidente português Jorge Sampaio morre aos 81 anos

Foto: Dominique Faget/AFP

LUTO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Político prefeito de Lisboa, chefe do executivo português entre 1996 e 2006 e ocupou vários cargos na ONU. Ele sofria de graves problemas cardíacos e estava hospitalizado desde agosto.

Jorge Sampaio, ex-presidente de Portugal que ocupou vários cargos na ONU, morreu nesta sexta-feira (10) aos 81 anos, anunciou a sua família à agência de notícias Lusa.

Sampaio sofria de graves problemas cardíacos e estava hospitalizado desde o fim de agosto na capital Lisboa.

O político foi secretário-geral do Partido Socialista, prefeito de Lisboa e chefe do executivo português por dois mandatos, entre 1996 e 2006, além de enviado especial da ONU contra a tuberculose e alto representante da Aliança das Civilizações.

Leia mais:

Nascido em Lisboa em 1939, em uma família rica, Sampaio entrou para a política quando estudava direito e liderou as greves universitárias de 1962 contra a ditadura de António Salazar (1932-1968). Assim que se tornou advogado, defendeu vários presos políticos.

Em 1978, quatro anos após a Revolução dos Cravos, que pôs fim à ditadura, o político se filiou ao Partido Socialista fundado por Mário Soares.

Sampaio foi deputado durante muitos anos e, em 1989, tornou-se secretário-geral do partido e ganhou a eleição para prefeito de Lisboa.

Ele venceu a disputa presidencial de 1996 contra Aníbal Cavaco Silva no primeiro turno e governou Portugal por dez anos. Sampaio sucedeu Mário Soares, que ocupou o cargo entre 1986 e 1996, e passou a faixa para o próprio Cavaco Silva, que foi o presidente português entre 2006 e 2016.

Após o seu segundo mandato como chefe de Estado, Sampaio tornou-se enviado especial da ONU contra a tuberculose aos 66 anos e depois foi alto representante da Aliança das Civilizações, com o objetivo de promover iniciativas para superar incompreensões entre culturas e religiões.

Nos últimos anos, Sampaio liderava uma rede internacional de apoio a estudantes sírios.

(Fonte:G1)

Comentários

Mais

Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação

Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (20) que a existência de eventos adversos não é motivo para…
Governo propõe PL que limita remoção de conteúdos em redes sociais

Governo propõe PL que limita remoção de conteúdos em redes sociais

O governo federal enviou ao Congresso um Projeto de Lei (PL) que limita a remoção de conteúdos em redes sociais…
Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

O Diário Oficial da União (DOU) publicou hoje (17) um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro com as novas alíquotas do Imposto sobre Operações…
Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

O ministro Marcelo Queiroga disse nesta quinta-feira (16) que a decisão de restringir a vacinação de adolescentes apenas aos grupos prioritários (deficiência…
Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

O Ministério da Educação estuda permitir que estudantes formados em cursos técnico-profissionalizantes aproveitem os créditos acadêmicos caso decidam continuar os…
Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia manteve a projeção para o crescimento da economia este ano…