Correio de Carajás

EUA vão doar 60 milhões de doses de vacinas da AstraZeneca

Imagem de caixas da vacina da AstraZeneca — Foto: Fernando Oliveira/Sesau
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ainda não se sabe quais serão os destinatários do lote. Os americanos compraram 300 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, que não foi autorizada nos EUA. O governo do país considera que terá doses suficientes de outros três fornecedores.

Os Estados Unidos vão direcionar um lote de 60 milhões de doses da vacina da AstraZeneca para outros países assim que a quantidade encomendada chegar, afirmou o conselheiro do governo do país para a Covid-19, Andy Slavitt.

O país ainda não decidiu qual será o destino das vacinas. O governo de Joe Biden havia dito em março que iria mandar cerca de 4 milhões de doses para seus vizinhos, o México e o Canadá.

A vacina da AstraZeneca ainda não foi autorizada pela Agência de Drogas e Comida (FDA, na sigla em inglês), o órgão responsável por esse tipo de permissão.

 

O governo dos EUA está seguro de que o país tem doses suficientes com os três fornecedores que até agora têm garantido as vacinas: Johnson & Johnson, Pfizer e Moderna.

“Dado que temos um forte portfolio de vacinas que já foram autorizadas pelo FDA e que a vacina da AstraZeneca não foi liberada, nós não precisamos das doses da AstraZeneca nos próximos meses”, disse o coordenador da Casa Branca (sede do governo) Jeff Zients.

Os EUA estudam ainda quais os países que vão receber as doses e também de qual forma vão compartilhar essas vacinas com outras nações.

Cerca de 10 milhões de doses da vacina da AstraZeneca já foram produzidas, mas não autorizadas pelo FDA. Outras 50 milhões ainda estão em produção, e devem estar disponíveis entre maio e junho.

Os EUA compraram 300 milhões de doses da AstraZeneca.

Fábrica com problemas

 

No país, a fábrica responsável pelas doses da AstraZeneca era a Emergent BioSolutions, de Baltimore.

Essa fábrica teve problemas com a produção de uma outra vacina, a da Johnson & Johnson. Depois desse episódio, o governo dos EUA mandou a Johnson & Johnson gerenciar a unidade de produção para garantir a qualidade dos produtos.

Os EUA também mandaram a fábrica parar de produzir as doses da AstraZeneca, que procura um outro local para poder fabricar sua vacina no país. (Fonte:G1)

Comentários

Mais

Conta de luz continuará em agosto com taxa extra mais elevada, informa Aneel

Conta de luz continuará em agosto com taxa extra mais elevada, informa Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (30) que a conta de luz continuará em agosto com…
Inteligência artificial pode desafogar sistema de saúde na pandemia

Inteligência artificial pode desafogar sistema de saúde na pandemia

Estudo feito em parceria por pesquisadores da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Fundação Getulio Vargas…
Autorização de viagem para menores de 16 anos poderá ser feita online

Autorização de viagem para menores de 16 anos poderá ser feita online

A partir de segunda-feira (2), os pais poderão emitir pela internet uma autorização para que seus filhos menores de 16…
Marabá: Venezuelanos são tirados da rua e já têm casa

Marabá: Venezuelanos são tirados da rua e já têm casa

A nova leva de venezuelanos que chegou nas últimas semanas a Marabá chamou atenção e teve grande visibilidade pela quantidade…
Passageira se recusa a usar máscara e é retirada de voo por policiais federais

Passageira se recusa a usar máscara e é retirada de voo por policiais federais

Uma passageira se recusou a usar máscara de proteção à Covid-19 e provocou atraso de uma aeronave, que saiu de…
Paciente é internado em Belém com suspeita de variante delta

Paciente é internado em Belém com suspeita de variante delta

Duas pessoas com Covid-19, que chegaram dos Estados Unidos a Belém, realizaram exames para identificar se houve a possível contaminação…