Correio de Carajás

Entenda a importância da fé e da espiritualidade na saúde mental e física

Psicóloga explica como a fé influencia na saúde / Foto: NM Comunicação
Psicóloga explica como a fé influencia na saúde / Foto: NM Comunicação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A pandemia causada pelo novo coronavírus forçou a adaptação das pessoas ao que é chamado de “novo normal”. Este ano, o Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo, que ocorre em Belém (PA) desde 1793, será diferente: sem mar de gente nas ruas saudando a santa padroeira dos paraenses, Nossa Senhora de Nazaré.

O Círio é a maior expressão de fé do povo paraense, e em tempos incertos como este, a fé e a espiritualidade são grandes aliadas para o enfrentamento dos medos, segundo a psicóloga do Hapvida, Suellen Saraiva. “Nesta época de Círio de Nazaré, em Belém, um evento de fé tão grande e comovente, vemos a fé sendo renovada. E especificamente, o Círio deste ano é muito significativo, porque será de uma forma diferente para os paraenses, que terão que se adaptar.”

Mas a fé está realmente ligada à saúde mental do ser humano? A psicóloga paraense afirma que sim! A fé influencia na saúde e no desenvolvimento psicológico das pessoas. Suellen explica que como seres ‘desejantes’, há sempre um vazio muito grande na essência humana, a fé vem para alimentar esse vazio.

Leia mais:

“O conceito de saúde, hoje, é mais integrado, entre mente e corpo. Por isso, mais do que nunca, se fala tanto em saúde mental. Atualmente, a Organização Mundial da Saúde considera o ser humano como biopsicossocial e espiritual, ou seja, entende a espiritualidade como parte fundamental e constituinte do ser humano. A fé, normalmente, traz sentimentos positivos como gratidão, esperança… principalmente neste momento difícil de pandemia, a fé ajuda a enfrentar desafios e a ser resilientes, acreditar que as coisas vão passar e que há sempre a possibilidade de uma vida melhor”, afirma Suellen.

Ainda, segundo a especialista, ter fé ajuda o ser humano a acreditar e a não desistir. “Independente do momento que a pessoa esteja vivendo, acreditar em algo ajuda a superar e a tirar aspectos positivos de aprendizado das situações difíceis. Por isso, a fé e a espiritualidade são tão importantes para o processo de saúde mental. A fé é instrumento da espiritualidade. Ter fé na vida é acreditar na vida, nas pessoas, e em nós mesmos”.

A psicóloga explica que fé e religiosidade são diferentes. “A fé e a espiritualidade são sentimentos e emoções positivas, a religiosidade é a forma que o ser humano encontra de expressar a fé. Então, independente da nomenclatura do poder superior, é importante nutrir a espiritualidade. A fé ajuda a equilibrar a ansiedade, o estresse, o nervosismo e os pensamentos negativos, e é por isso que a fé influencia sim na saúde, não só da mente, mas muitas vezes do corpo também”, finaliza. (NM Comunicação)

Comentários

Mais

Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Na noite desta terça-feira, dia 30 de novembro, a Escola do Legislativo de Marabá (Elmar) realizou o 6º Sarau Líteromusical,…
Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

O Pará contabilizou mais 695 casos de Covid-19 e 16 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

O ator Alec Baldwin declarou em entrevista para TV que não puxou o gatilho da arma que matou a diretora de fotografia Halyna…
MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira (1º) o edital com o cronograma e os procedimentos para participação das mantenedoras de…
HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

No Brasil, 694 mil pessoas estão em tratamento contra o HIV. Apenas neste ano, 45 mil novos pacientes iniciaram a…
Covid-19: OMS aponta baixa cobertura vacinal e testes insuficientes

Covid-19: OMS aponta baixa cobertura vacinal e testes insuficientes

O mundo enfrenta “uma mistura tóxica” que resulta da baixa cobertura vacinal contra a covid-19 e um nível de testagem…