Correio de Carajás

Engenheiro de Itupiranga foi morto após falar com mulher

Sérgio falou brevemente com mulher e foi assassinado em seguida / Fotos: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Polícia Civil do Amapá identificou e prendeu nesta sexta-feira (27) o autor do assassinato do engenheiro Sérgio Roberto de Sousa Maracaipe, de 44 anos, ocorrido no dia 20 de dezembro, no Bairro São Lázaro, na Zona Norte de Macapá, no Amapá. Sérgio era morador de Itupiranga e havia viajado ao estado vizinho para prestar concurso público.

O acusado, Genilton Soares da Silva, de 32 anos, assumiu ter dado as facadas na vítima após sentir ciúmes da ex-mulher dele. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe), que cumpriu por volta das 6 horas o mandado de prisão preventiva contra o suspeito, que já respondia em liberdade a outro homicídio ocorrido no mês de abril, também motivado por ciúmes da ex.

Genilton já era acusado por homicídio anterior, também por ciúmes

De acordo com o delegado Luiz Carlos, da Decipe, o homem foi identificado com ajuda de câmeras de monitoramento de estabelecimentos comerciais e residências no bairro. A investigação apurou que, antes do crime, o autor das facadas foi até a casa da ex-companheira, a ameaçou, saiu da casa, mas ficou esperando por ela na região.

Leia mais:

As imagens mostram, em seguida, que o engenheiro passa a pé e fala algo com a ex-mulher do homem preso. Não há informações se eles se conheciam. Ao ver a conversa, o autor do crime ataca a vítima a facadas. Ao delegado, o homem confirmou ser autor do crime e disse que teve ciúmes.

Relembre o caso

Sérgio Maracaipe foi encontrado morto na madrugada do dia 20 de novembro, no canteiro central da Rua Adílson José Pinto Pereira. Paraense, ele havia se hospedado recentemente em um hotel próximo ao local do crime.

De acordo o Centro de Integração de Operações de Defesa Social (Ciodes), o corpo de Maracaipe estava cheio de perfurações pelo corpo. Inicialmente a polícia não sabia quem tinha sido o autor do crime e acreditava-se em um caso de latrocínio. (G1/AP)

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…