Correio de Carajás

Encontro em Marabá reúne setor de reparação automotiva

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Empresas de autopeça de Marabá se reúnem nesta sexta-feira (11), a partir das 19h30 no auditório do Senai, na Folhe 31, para participar do 1º Encontro empresarial de reparação automotiva. A iniciativa é do Sebrae e tem por finalidade promover a troca de experiências e integração entre empresários que atuam tanto no segmento de vendas de peças para carros quanto para motos.

De acordo com o analista do Sebrae, Airton Ribeiro, o setor de autopeças da cidade fatura cerca de R$ 700 milhões por ano. “Mesmo em meio a crise, os negócios do setor continuam faturando acima da média de outros segmentos do varejo”, avalia.

Um dos temas em discussão será ‘Visão estratégica na diferenciação do setor automotivo’. “Na verdade, vamos levar para este primeiro encontro o que os empresários que atuam nesse ramo já fazem, só que de forma mais integrada e organizada. Se eles chegaram até aqui sem ter esse nível de organização ou integração, imagine se forem direcionados através das estratégias adequadas?”, explica o analista.

Leia mais:

A intenção do Sebrae Marabá é realizar um encontro desses por mês até novembro deste ano. “Nossa escolha pelo setor de autopeças para promover esse primeiro encontro foi justamente porque este segmento tem um peso enorme na economia do município, embora pouca gente saiba disso”, disse.

A cada novo encontro, uma empresa estabelecida há mais tempo na cidade será convidada para falar sobre como tem se mantido competitiva, mesmo em tempos de adversidade na economia, como o atual, que afeta o faturamento e provoca um alto índice de demissões. “Para este primeiro encontro, convidamos a Norte Hidráulica, uma das mais tradicionais de Marabá, que já passou por diversos momentos de crise, mas sempre conseguiu superar a todos. Queremos saber como ela manteve a vitalidade dos negócios, reagiu e superou as dificuldades”. Frisa.

A programação foi pensada para coincidir com o encerramento do projeto “Tá na praça”, que a multinacional Magnete Marelli está promovendo no auditório do Senai desde o início da semana.

O evento contará também com a presença de um consultor do Sebrae nacional, convidado para intermediar o debate entre os empresários participantes. “As crises são históricas e cíclicas, mas geralmente afetam mais as empresas que estão menos preparadas. Inovação, atendimento, tecnologia instalada e melhor preço são diferenciais importantes para qualquer empresa se manter no mercado atualmente”, conclui Airton.

Mais informações sobre o evento e como se inscrever para participar podem ser obtidas no site www.eventos.pa.sebre.com.br, pelos telefones 3324-4448 e 3324-4449 ou ainda pelo e-mail maraba@pa.sebrae.com.br. (Adilson Poltronieri, da redação)

 

Empresas de autopeça de Marabá se reúnem nesta sexta-feira (11), a partir das 19h30 no auditório do Senai, na Folhe 31, para participar do 1º Encontro empresarial de reparação automotiva. A iniciativa é do Sebrae e tem por finalidade promover a troca de experiências e integração entre empresários que atuam tanto no segmento de vendas de peças para carros quanto para motos.

De acordo com o analista do Sebrae, Airton Ribeiro, o setor de autopeças da cidade fatura cerca de R$ 700 milhões por ano. “Mesmo em meio a crise, os negócios do setor continuam faturando acima da média de outros segmentos do varejo”, avalia.

Um dos temas em discussão será ‘Visão estratégica na diferenciação do setor automotivo’. “Na verdade, vamos levar para este primeiro encontro o que os empresários que atuam nesse ramo já fazem, só que de forma mais integrada e organizada. Se eles chegaram até aqui sem ter esse nível de organização ou integração, imagine se forem direcionados através das estratégias adequadas?”, explica o analista.

A intenção do Sebrae Marabá é realizar um encontro desses por mês até novembro deste ano. “Nossa escolha pelo setor de autopeças para promover esse primeiro encontro foi justamente porque este segmento tem um peso enorme na economia do município, embora pouca gente saiba disso”, disse.

A cada novo encontro, uma empresa estabelecida há mais tempo na cidade será convidada para falar sobre como tem se mantido competitiva, mesmo em tempos de adversidade na economia, como o atual, que afeta o faturamento e provoca um alto índice de demissões. “Para este primeiro encontro, convidamos a Norte Hidráulica, uma das mais tradicionais de Marabá, que já passou por diversos momentos de crise, mas sempre conseguiu superar a todos. Queremos saber como ela manteve a vitalidade dos negócios, reagiu e superou as dificuldades”. Frisa.

A programação foi pensada para coincidir com o encerramento do projeto “Tá na praça”, que a multinacional Magnete Marelli está promovendo no auditório do Senai desde o início da semana.

O evento contará também com a presença de um consultor do Sebrae nacional, convidado para intermediar o debate entre os empresários participantes. “As crises são históricas e cíclicas, mas geralmente afetam mais as empresas que estão menos preparadas. Inovação, atendimento, tecnologia instalada e melhor preço são diferenciais importantes para qualquer empresa se manter no mercado atualmente”, conclui Airton.

Mais informações sobre o evento e como se inscrever para participar podem ser obtidas no site www.eventos.pa.sebre.com.br, pelos telefones 3324-4448 e 3324-4449 ou ainda pelo e-mail maraba@pa.sebrae.com.br. (Adilson Poltronieri, da redação)

 

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…