Correio de Carajás

Em Marabá, comandante geral da PM garante concurso neste ano

Foto: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O comandante geral da Polícia Militar do Estado do Pará, coronel José Dilson Melo de Souza Júnior, está nesta manhã, quinta-feira (31), realizando visitas a instalações militares de Marabá e a João Chamon Neto, que assume neste final de semana a Secretaria Regional de Governo do Sul e Sudeste.

Na sede do Comando de Policiamento Regional (CPR) II, concedeu entrevista à imprensa e garantiu que haverá concurso público para efetivação de mais policiais militares neste ano. “Nosso compromisso é de incluir anualmente, nos próximos quatro anos de governo, 1800 policiais. Hoje o déficit do efetivo gira em torno de 50%, deveríamos ter 32 mil policiais, mas só temos 16 mil policiais”, afirma.

Para tanto, destaca, é inevitável que os concursos públicos sejam realizados com mais frequência. “Já temos 700 policiais em formação, em Marabá são 100 alunos soldados que estão em período de formação e a partir de junho já estarão empregados no policiamento das ruas”, diz.

Leia mais:

O combate aos altos índices de criminalidade no Estado do Pará foi uma das bandeiras mais fortes defendidas pelo atual governador, Helder Barbalho, durante a campanha eleitoral. Segundo o comandante geral, nestes primeiros dias de governo já foi mapeada a criminalidade a nível estatístico e estão sendo montadas operações, privilegiando as cidades com as maiores taxas de crimes.

“Infelizmente Marabá é uma das 10 com mais violência no estado, até por conta da grande população, mas minha presença aqui tem o significado de prestigiar e motivar cada vez mais os policiais da região para que a gente não esmoreça no combate. Já temos números que nos deixam felizes, apontam que estamos no caminho certo. Conseguimos redução significativa de roubos e homicídios não só em Belém e Região Metropolitana, mas em todo o estado”, destaca.

Conforme o coronel, a informação mais atualizada neste sentido aponta redução nos roubos em 32% e nos homicídios em 28% em todo o Pará, no comparativo entre janeiro de 2019 e o mesmo período de 2018.

Sobre o grande número de roubos a bancos e instituições financeiras, que já ocorreram neste ano, o coronel afirma que a Polícia Militar está trabalhando em parceria com a Polícia Civil do Estado do Pará e com as forças policiais dos estados vizinhos, Tocantins e Mranhão, vez que as mesmas quadrilhas especializadas nestes crimes costumam agir também nestes locais.

“Na semana passada foi presa uma quadrilha em Açailândia (MA), inclusive com armamento pesado. Então a interação da PM com Tocantins e Maranhão, também da Polícia Civil, está possibilitando estarmos desbaratando essas quadrilhas”, informa.

POLICIAIS ENVOLVIDOS

Sobre envolvimento de policiais militares em crimes, tanto na capital como no interior do estado, o comandante geral afirmou categoricamente que é objetivo da Polícia Militar identificar e punir os servidores. Ressaltou, por exemplo, a prisão do ex-policial militar Heleno Arnaud Carmo de Lima, conhecido como Cabo Leno, ocorrida ontem, quarta (30), em Belém. Ele é suspeito de chefiar uma milícia na capital paraense.

“Lamentamos estes fatos, mas demonstra que a PM e a Corregedoria são órgãos fortes. Lamentamos que policiais que estão no nosso convívio desviem a conduta, mas a prisão ontem representa que a PM tem mecanismo, legislação e órgão fortes para fazer a depuração e identificar aqueles policiais que não têm condições de vestir a farda. Fique claro que esses casos não são a maioria e serão punidos dentro da lei, inclusive com a exclusão”.

INSTALAÇÕES MILITARES

Em Marabá, o comandante visita o CPR II, o 4º Batalhão de Polícia Militar e o Colégio Militar Rio Tocantins (CMRio). Em relação à escola, afirmou que a parceria entre a Polícia Militar e a Prefeitura Municipal de Marabá tem dado bons resultados e que será renovada em março.

“É motivo de orgulho para nós. Os índices de avaliação do ensino e aprendizado já dobraram desde que a PM entrou em parceria com a Prefeitura e a procura por vagas aumentou. Temos até uma lista de espera de mais de 700 alunos”, comentou. Por fim, acrescentou que a visita de cortesia ao futuro secretário regional, João Chamon, tem como objetivo colocar a PM à disposição para qualquer demanda desta região.

Para o tenente-coronel Dayvid Sarah, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), é importante a vinda do comandante geral para Marabá para verificar o diagnóstico estatístico e as necessidades que a população povo e a tropa daqui possuem e possa, assim, por Belém, dar caminhamento a alguns pedidos locais.

“Para que a gente possa ter como atender melhor a sociedade de Marabá, com mais suporte logístico, estratégico, de informação e inteligência.  A demanda será apresentada hoje para ele e com o pessoal dele irá verifica-la para, de forma paulatina, trazer este resultado para a região”. (Luciana Marschall – com informações de Evangelista Rocha)

Mais

Foragido por homicídio no Tocantins é preso em Parauapebas

Foragido por homicídio no Tocantins é preso em Parauapebas

Eliwelton Carneiro da Silva foi preso na noite desta quinta-feira (13), no Bairro Cidade Jardim, em Parauapebas. Consta contra ele…
Briga de casal resulta em morte de homem na zona rural de Anapu

Briga de casal resulta em morte de homem na zona rural de Anapu

A Vila Acrolina, zona rural do município de Anapu, na região Sudoeste do Pará, registrou um crime de masculinicídio na…
Dupla furta peças de caminhão avaliadas em R$ 120 mil

Dupla furta peças de caminhão avaliadas em R$ 120 mil

Foram presos na manhã desta quinta-feira (13), em Parauapebas, Bismarck da Conceição Cristino e Leandro Santos Cabral pelo furto de…
Servidor é executado em caçamba da Prefeitura de Abel Figueiredo

Servidor é executado em caçamba da Prefeitura de Abel Figueiredo

A Polícia Civil investiga os motivos que levaram à execução do servidor da Prefeitura de Abel Figueiredo, Eduardo de Souza…
Foragido há 22 anos de Redenção é preso no Piauí

Foragido há 22 anos de Redenção é preso no Piauí

Foragido há 22 anos, o paraense José Luiz Maciel de Sousa, um dos presos da operação ‘Ação Integrada’, deflagrada nesta…
Mandado de prisão por furto em Marabá é cumprido em Parauapebas

Mandado de prisão por furto em Marabá é cumprido em Parauapebas

Na tarde desta quarta-feira (12), Thyago de Freitas Mulato, de 29 anos, foi preso em Parauapebas em cumprimento de mandado…