Correio de Carajás

Em frase desastrosa, Fernández diz que “brasileiros vieram da selva” e argentinos, “dos barcos da Europa”

Pedro Sánchez (à esquerda) e Alberto Fernández na coletiva de imprensa nesta quarta-feira em Buenos Aires/Foto: JUAN MABROMATA / AFP
Pedro Sánchez (à esquerda) e Alberto Fernández na coletiva de imprensa nesta quarta-feira em Buenos Aires/Foto: JUAN MABROMATA / AFP
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Presidente argentino distorce citação do escritor de Octavio Paz e recebe acusações de racismo por ignorar os povos originários do país. Bolsonaro publica foto com indígenas

O presidente argentino, Alberto Fernández, cometeu um erro lamentável nesta quarta-feira deturpar uma frase do escritor mexicano Octavio Paz. “Octavio Paz escreveu uma vez que os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros vieram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos em barcos. Eram barcos que vinham da Europa”, disse Fernández em entrevista coletiva com o presidente do Governo da Espanha (primeiro-ministro), Pedro Sánchez.

O que pretendia ser um elogio à Europa pela importância de sua imigração para a Argentina entre os séculos XIX e XX tornou-se um escândalo nos meios de comunicação e nas redes sociais, onde o mandatário foi acusado de racista sob a hashtag # VergüenzaNacional.

Na coletiva. realizada no Museu do Bicentenário de Buenos Aires, Fernández atribuiu ao Nobel de Literatura mexicano palavras de um cantor de rock argentino. Na verdade, Paz escreveu: “Os mexicanos descendem dos astecas, os peruanos dos incas e os argentinos dos barcos”. A frase citada pelo presidente argentino é uma estrofe da canção Llegamos de los barcos, do músico Lito Nebbia.

Leia mais:

Entre 1881 e 1914, o momento da explosão migratória, a Argentina recebeu mais de quatro milhões de estrangeiros, entre eles dois milhões de italianos e 1,4 milhão de espanhóis. Além disso, antes da chegada dos primeiros europeus, no século XVI, o país já era habitado e ainda hoje, segundo dados do último censo, tem quase um milhão de indígenas.

Horas depois da coletiva, o mandatário argentino se desculpou no Twitter e destacou o orgulho que representa a diversidade argentina. “Não quis ofender ninguém, de qualquer maneira, quem se sentiu ofendido ou invisibilizado, desde já minhas desculpas”, tuitou.

Comentários

Mais

IFPA de Conceição abre seleção para especialização em docência

IFPA de Conceição abre seleção para especialização em docência

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará – Campus Conceição do Araguaia/PA, abrirá nesta segunda-feira (20/09) indo…
Prefeitura de Parauapebas deixa mais de 500 famílias sem ter onde morar

Prefeitura de Parauapebas deixa mais de 500 famílias sem ter onde morar

Um total de 514 famílias ocupam área de loteamento, destinada à implantação da nona fase do projeto habitacional Cidade Jardim,…
Base curricular deve ajudar a recuperar atrasos na aprendizagem

Base curricular deve ajudar a recuperar atrasos na aprendizagem

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) deverá ajudar as escolas de todo o país a recuperar os atrasos na aprendizagem…
Fiscais fazendários da Unidade de Carajás apreendem minério de ferro em Marabá

Fiscais fazendários da Unidade de Carajás apreendem minério de ferro em Marabá

Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), da Unidade de Mercadorias em Trânsito de Carajás, no sudeste do Pará,…
Buraco na camada de ozônio ultrapassa o tamanho da Antártida

Buraco na camada de ozônio ultrapassa o tamanho da Antártida

“O buraco da camada de ozônio cresceu consideravelmente na última semana e agora é maior do que 75% dos buracos…
Pará recebe nesta quinta-feira (16) mais 39.245 mil doses de vacina contra a Covid-19

Pará recebe nesta quinta-feira (16) mais 39.245 mil doses de vacina contra a Covid-19

Chegou a Belém, na manhã desta quinta-feira (16), a 82ª remessa de vacinas contra a Covid-19, enviada pelo Ministério da…