Correio de Carajás

Eletrocutado em Parauapebas sofre queimaduras nos braços e pernas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Uma descarga elétrica levou à internação de um homem no Hospital Geral de Parauapebas com queimaduras nos membros superiores e inferiores, conforme informou o sargento Farinha, do Corpo de Bombeiros, que participou do resgate da vítima em cima de um telhado.

Conforme o militar, o homem não usava equipamento de proteção individual, tampouco a empresa para qual ele prestava serviço possuía autorização para fazer a cobertura do telhado, atividade na qual a vítima estava empenhada quando sofreu a descarga elétrica. “O jovem que que recebeu a descarga estava de sandália e de bermuda”, comentou. 

Ele relata que o órgão foi acionado pouco antes do meio-dia e duas viaturas seguiram para o local, uma de resgate e outra de incêndio, levando materiais de apoio. “Ele encontrava-se em cima do telhado e alguns amigos estavam ao lado dele, segurando ele lá em cima. Devido à gravidade que têm as ocorrências dessa natureza, de choque elétrico, pensávamos que a vítima estaria muito grave, mas ela encontrava-se consciente, embora muito machucada. Estava debruçada nos braços de um dos amigos”, relata.

Leia mais:

Com uma escada, homens do Corpo de Bombeiros alcançaram o telhado e amarraram a vítima para descê-la em uma cadeirinha. “A vítima recebeu uma descarga grande, mas a energia foi dissipada pelas pernas, teve queimaduras nos membros superiores e nos membros inferiores, mas está bem. Deus abençoou essa vítima que vai poder contar a história depois”, comenta. Após a descida, foi feito encaminhamento à casa de saúde pela ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Homem trabalhava em telhado quando sofreu descarga elétrica

Os nomes da vítima e da empresa que realizava o serviço não foram divulgados. Os casos de descarga elétrica têm aumentado na região. Neste mês, o Correio de Carajás noticiou duas mortes por eletrocussão.

No último dia 17, Antônio Freitas Coelho, de 51 anos, foi eletrocutado ao tentar resolver um problema na rede elétrica da chácara em que vivia, localizada na Barra do Cedro, na Região de Serra Pelada, zona rural de Curionópolis. Quatro dias antes, no dia 13, o mesmo ocorreu com José Esevaldo Cordeiro de Almeida, de 54 anos, na vicinal Ponte do Limão, zona rural de Parauapebas.

O Corpo de Bombeiros alerta sobre os perigos do manuseio da rede elétrica e aconselha que os serviços sejam sempre realizados por pessoas capacitadas e especializadas no assunto, principalmente neste período chuvoso do inverno amazônico, já que a água também é condutora de energia. O sargento Farinha destaca, ainda, de que forma as pessoas devem agir quando se depararem com um acidente dessa natureza.

“Primeiramente a gente tem que sanar a situação que levou ao choque e se a vítima ainda estiver recebendo a descarga elétrica é não se aproximar porque não há muito a se fazer nesse exato momento. Caso a vítima tenha recebido a descarga e caído deve-se verificar se os batimentos cardíacos estão ativos e se não estiverem deve-se iniciar a RCP (reanimação cardiopulmonar”, explica. (Luciana Marschall – com informações de Ítalo Almeida)

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…