Correio de Carajás

Dois jovens estão desaparecidos e familiares buscam por informações

Adriano Costa fugiu de clínica de reabilitação de Xinguara
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Na manhã desta sexta-feira, 8, duas mulheres procuraram a 20ª Seccional Urbana de Parauapebas para registrar Boletim de Ocorrência do desaparecimento de parentes. Uma das pessoas é um jovem que fugiu de uma clínica de reabilitação para dependentes de químicos em Xinguara, no sudeste do Pará.

Segundo Elisângela de Sousa Silva, a pessoa desaparecida é o filho dela, Adriano Sousa Costa, de 18 anos, que também costuma se apresentar como André. Ela conta que vem lutando com o filho, que é usuário de drogas.

“Eu tentei tratar dele em Parauapebas, mas ele sempre foge do tratamento. Por isso, decidi levar ele para Xinguara. Tudo ia bem, inclusive ele já estava mais gordo, mas ele também fugiu da clínica”, lamenta a mulher.

Leia mais:

Elisângela detalha que assim que fugiu, o filho foi acolhido por um homem que o encontrou perambulando pelas ruas. “Esse homem levou ele para sua casa e de lá ligou. Eu pedi para ele voltar para Parauapebas, mas ele disse que ia ficar lá e só pediu que eu enviasse dinheiro para ele pagar o quarto onde estava. Todo dia ele me ligava, mas depois não entrou mais em contato comigo e já faz duas semanas que não sei seu paradeiro”, diz.

Segundo Elisângela, ela entrou em contato com o homem na casa de quem o filho estava e este informou que Adriano pediu a ele que o levasse até a estrada que liga Xinguara a cidade de Água Azul do Norte e nunca mais o viu. “Eu estou desesperada. Não sei mais o que fazer”, desabafa a mulher, que pede a quem tiver alguma informação sobre seu filho que entre em contato com ela através do número (94) 99160-3377.

Jhone Silva saiu de casa na Palmares II e ainda não voltou

A outra pessoa que está desaparecida é Jhone Araújo Silva, de 22 anos. Segundo a irmã dele, Jenny Araújo Silva, ele saiu ontem, quinta-feira, 7, da casa da mãe deles, na Vila Palmares II, dizendo que iria rápido até a Vila Palmares I e logo voltava.

Jenny garante que o irmão nunca foi de sumir de casa e sempre informa para onde vai ou se vai demorar ou dormir fora, para não preocupar a mãe deles. “Ele nunca ficou sem dar notícias, por isso estamos preocupados”, ressalta, informando que seu irmão trabalha como diarista em serviços braçais e é muito conhecido na localidade. (Tina Santos – com informações de Ronaldo Modesto)

Mais

Moto roubada duas vezes é recuperada em Parauapebas

Moto roubada duas vezes é recuperada em Parauapebas

Ladrão que rouba ladrão… não escapa da prisão: Uma moto roubada duas vezes foi recuperada nesta sexta-feira (7) na Vila…
Justiça aceita denúncia e Monique e Dr. Jairinho se tornam réus

Justiça aceita denúncia e Monique e Dr. Jairinho se tornam réus

A juíza Elizabeth Machado Louro, da 2ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, decretou…
Polícia confirma três mortes em acidente com monomotor

Polícia confirma três mortes em acidente com monomotor

Três pessoas morreram no acidente aéreo envolvendo um monomotor, ocorrido na tarde de quinta-feira (6), em uma área de garimpo na divisa…
Polícia Federal apreende 100 toneladas de minério manganês

Polícia Federal apreende 100 toneladas de minério manganês

A Polícia Federal apreendeu em Redenção, no sudeste do Pará nesta quinta-feira (7) duas carretas carregadas com cerca de 100…
Traficante armado luta com policial militar e acaba morto

Traficante armado luta com policial militar e acaba morto

Iago Almeida dos Santos, de 20 anos, morreu em uma intervenção policial registrada na noite desta quinta-feira (6), em Parauapebas.…
Vítima de triplo baleamento morre e irmã nega envolvimento com facção

Vítima de triplo baleamento morre e irmã nega envolvimento com facção

Thalison Henrique da Silva Rodrigues, de 20 anos, morreu nesta quinta-feira (6) no Hospital Geral de Parauapebas, para onde foi…