Correio de Carajás

Diocese de Marabá celebra o jubileu de 25 anos da Pastoral da Criança

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

No próximo dia 09 de julho, a Pastoral da Criança estará celebrando o jubileu de 25 anos de missão na Diocese de Marabá. Este organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB tem atuado no cuidado à vida de crianças de 0 a 6 anos de idade e gestantes na região do Carajás, contribuindo significativamente para o desenvolvimento da infância na Amazônia.

Atualmente, cerca de 3.673 mil crianças são acompanhadas pelos líderes, pessoas voluntárias a serviço da Pastoral da Criança, que atuam em ações de saúde, educação, nutrição e cidadania, através de visitas domiciliares e celebrações da vida, momento onde a fé e a vida acontecem com reflexões, orações, ações de verificação de peso e partilha de um lanche como um gesto de comunhão na comunidade.

História

Leia mais:

            A Pastoral da Criança foi implantada oficialmente dia 29 de julho de 1992, inicialmente no Bairro Laranjeiras, município de Marabá. Através da iniciativa de irmã Agnes Vincquier, religiosa missionária do Sagrado Coração de Maria, que trouxe a preocupação e a experiência que já acontecia em outros lugares do Brasil, no combate à desnutrição, verminose e outras doenças que afetavam diretamente a saúde da criança.

            A disponibilização da multimistura e o incentivo ao soro caseiro foram algumas das estratégias que foram sendo incorporadas nas ações com as famílias que ajudaram muitas crianças contra a grave desnutrição e desidratação causada pela diarreia.

Preocupada com as dificuldades relacionadas à saúde e cidadania, a Pastoral da Criança começou a inserir-se em alguns espaços como o Conselho de Saúde e Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente. Atuando no controle social, defendeu o direito ao pré-natal para as gestantes, bem como a gratuidade da certidão de nascimento aos recém-nascidos.

Missão

            Referência no trabalho de base voltado à infância, a Pastoral da Criança tem sido presente nas comunidades das periferias, acampamentos, indígenas, assentamentos, e outros lugares necessários, assumindo em comunhão com a Igreja Católica, a opção preferencial pelos pobres.

 Para Lúcia Santos, atual coordenadora diocesana da Pastoral da Criança, viver este momento é celebrar assumindo ainda mais a missão inspirada no Evangelho de João:  “para que todas as crianças tenham vida em abundância” (Jo 10,10). “Precisamos festejar os frutos, mas também ampliar a semeadura”, destaca.

Sustentabilidade

            Durante a caminhada, a Pastoral da Criança também tem desenvolvido projetos em parceria com outras pastorais e agencias de cooperação internacional. Além disso, tem incentivado a sociedade assumir a autossustentabilidade da Pastoral da Criança em sua localidade através da Campanha da Luz. Essa doação é feita através da fatura de energia e contribui para o fortalecimento das ações básicas na própria comunidade onde é captada a colaboração.

Além disso, também investe na busca e capacitação de novos líderes para atuar com qualidade na missão. Através da formação contínua, tem atualizado e ampliado o conhecimento de pessoas que possam comprometer-se no acompanhamento nutricional, brinquedos e brincadeiras, hortas caseiras e outras ações básicas e complementares. 

Programação

            Durante o Jubileu dos 25 anos da Pastoral da Criança, acontece uma grande celebração com a presença de D. Vital Corbellini, bispo da Diocese de Marabá e Dr. Nelson Arns, coordenador internacional da Pastoral da Criança e filho da Dra. Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança. No dia 09 de julho acontece uma grande caminhada conta com a participação do clero, da vida religiosa e do laicato da região do Carajás.

            A programação ainda segue no dia 10 de julho pela manhã com uma mesa redonda sobre “Acompanhamento Nutricional, 1000 dias e Nossa Saúde” com os profissionais de saúde do município de Marabá e à noite na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – UNIFESSPA. O evento encerra-se com a visita de Dr. Nelson ao município de Parauapebas, com parada em Curionópolis, localidades em expansão do trabalho da Pastoral. (Divulgação)

 

No próximo dia 09 de julho, a Pastoral da Criança estará celebrando o jubileu de 25 anos de missão na Diocese de Marabá. Este organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB tem atuado no cuidado à vida de crianças de 0 a 6 anos de idade e gestantes na região do Carajás, contribuindo significativamente para o desenvolvimento da infância na Amazônia.

Atualmente, cerca de 3.673 mil crianças são acompanhadas pelos líderes, pessoas voluntárias a serviço da Pastoral da Criança, que atuam em ações de saúde, educação, nutrição e cidadania, através de visitas domiciliares e celebrações da vida, momento onde a fé e a vida acontecem com reflexões, orações, ações de verificação de peso e partilha de um lanche como um gesto de comunhão na comunidade.

História

            A Pastoral da Criança foi implantada oficialmente dia 29 de julho de 1992, inicialmente no Bairro Laranjeiras, município de Marabá. Através da iniciativa de irmã Agnes Vincquier, religiosa missionária do Sagrado Coração de Maria, que trouxe a preocupação e a experiência que já acontecia em outros lugares do Brasil, no combate à desnutrição, verminose e outras doenças que afetavam diretamente a saúde da criança.

            A disponibilização da multimistura e o incentivo ao soro caseiro foram algumas das estratégias que foram sendo incorporadas nas ações com as famílias que ajudaram muitas crianças contra a grave desnutrição e desidratação causada pela diarreia.

Preocupada com as dificuldades relacionadas à saúde e cidadania, a Pastoral da Criança começou a inserir-se em alguns espaços como o Conselho de Saúde e Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente. Atuando no controle social, defendeu o direito ao pré-natal para as gestantes, bem como a gratuidade da certidão de nascimento aos recém-nascidos.

Missão

            Referência no trabalho de base voltado à infância, a Pastoral da Criança tem sido presente nas comunidades das periferias, acampamentos, indígenas, assentamentos, e outros lugares necessários, assumindo em comunhão com a Igreja Católica, a opção preferencial pelos pobres.

 Para Lúcia Santos, atual coordenadora diocesana da Pastoral da Criança, viver este momento é celebrar assumindo ainda mais a missão inspirada no Evangelho de João:  “para que todas as crianças tenham vida em abundância” (Jo 10,10). “Precisamos festejar os frutos, mas também ampliar a semeadura”, destaca.

Sustentabilidade

            Durante a caminhada, a Pastoral da Criança também tem desenvolvido projetos em parceria com outras pastorais e agencias de cooperação internacional. Além disso, tem incentivado a sociedade assumir a autossustentabilidade da Pastoral da Criança em sua localidade através da Campanha da Luz. Essa doação é feita através da fatura de energia e contribui para o fortalecimento das ações básicas na própria comunidade onde é captada a colaboração.

Além disso, também investe na busca e capacitação de novos líderes para atuar com qualidade na missão. Através da formação contínua, tem atualizado e ampliado o conhecimento de pessoas que possam comprometer-se no acompanhamento nutricional, brinquedos e brincadeiras, hortas caseiras e outras ações básicas e complementares. 

Programação

            Durante o Jubileu dos 25 anos da Pastoral da Criança, acontece uma grande celebração com a presença de D. Vital Corbellini, bispo da Diocese de Marabá e Dr. Nelson Arns, coordenador internacional da Pastoral da Criança e filho da Dra. Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança. No dia 09 de julho acontece uma grande caminhada conta com a participação do clero, da vida religiosa e do laicato da região do Carajás.

            A programação ainda segue no dia 10 de julho pela manhã com uma mesa redonda sobre “Acompanhamento Nutricional, 1000 dias e Nossa Saúde” com os profissionais de saúde do município de Marabá e à noite na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – UNIFESSPA. O evento encerra-se com a visita de Dr. Nelson ao município de Parauapebas, com parada em Curionópolis, localidades em expansão do trabalho da Pastoral. (Divulgação)

 

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…