Correio de Carajás

Dia das Crianças é de festa dentro de avião

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Aproximadamente 60 pessoas visitaram o espaço do Aeroporto João Correa da Rocha, em Marabá, em decorrência de ação alusiva ao Dia das Crianças. O “Infraero Kids Day” aconteceu na última quinta-feira (10) e deu oportunidade para que crianças que moram nos arredores do local pudessem conhecer o Complexo Aeroportuário.

De acordo com Willian Almeida Vieira, responsável pela segurança operacional na Infraero de Marabá e também pela ação social, o momento foi de interação e de demonstração da importância do aeroporto para a sociedade. Segundo ele, a aproximação foi necessária para explicar aos pequenos o quanto manter a segurança do espaço aeroportuário é imprescindível. 

“O efeito é muito positivo e nós somos de certa forma cobrados pela comunidade todos os anos por esse evento. Eles aguardam e tem uma expectativa muito grande para esse momento. A gente percebe que muitas questões que envolvem a comunidade foram resolvidas com essa simples conscientização e ação social”, observou.

Leia mais:

Ele informou que a quantidade de pipas, lasers e lixos, usados e depositados bem próximos ao local, já diminuiu significativamente após a iniciativa. Desde 2011, a empresa pública realiza este tipo de evento no município.

Antes, as ações eram realizadas com estudantes de escolas localizadas próximas ao aeroporto, dos bairros Amapá, Infraero, Jardim Bela Vista, Jardim União, dentre outras. “E esse ano, nós fizemos aleatoriamente com crianças que moram no entorno do aeroporto indicadas pelos funcionários e por pessoas da comunidade aeroportuária”, confirmou.

Atividades

As crianças participantes foram recepcionadas por Willian e uma equipe de funcionários do local, por volta das 14 horas, que apresentaram a estrutura do espaço em uma rápida palestra sobre os riscos de pipas e lixo próximo ao aeroporto. Depois elas também puderam fazer pinturas faciais e se divertiram ao som de músicas infantis. Além de conhecerem um hangar, helicóptero e também adentrar um avião.

Muitos pequenos que participavam da ação ficaram maravilhados ao presenciar a chegada de uma aeronave da empresa Azul na tarde de quinta-feira (10), principalmente ao acompanhar o “batismo” – procedimento que acontece quando dois caminhões do Corpo de Bombeiros jogam jatos de água no avião. Para Ruan Pedro Silva Santos, de apenas nove anos, a experiência foi muito divertida.

Ele contou à reportagem que nunca tinha entrado em uma aeronave antes, dizendo que achou o avião “grande e bonito”. Quem também ficou encantado pela visita foi João Gabriel Alves Lima, de oito anos. “Foi muito bonito e interessante também”. O garoto também não conhecia o complexo e disse que vai contar o acontecimento para os colegas na escola.

A mãe dele, Cleane Alves de Sousa, aprovou a iniciativa e falou que ela é válida para que as crianças interajam com o ambiente aeroportuário. A atividade terminou no fim da tarde e teve ainda distribuição de camisetas Infraero Social e de materiais de leitura, como gibis e informativos. (Nathália Viegas)

 

Fotos: Evangelista Rocha

Aproximadamente 60 pessoas visitaram o espaço do Aeroporto João Correa da Rocha, em Marabá, em decorrência de ação alusiva ao Dia das Crianças. O “Infraero Kids Day” aconteceu na última quinta-feira (10) e deu oportunidade para que crianças que moram nos arredores do local pudessem conhecer o Complexo Aeroportuário.

De acordo com Willian Almeida Vieira, responsável pela segurança operacional na Infraero de Marabá e também pela ação social, o momento foi de interação e de demonstração da importância do aeroporto para a sociedade. Segundo ele, a aproximação foi necessária para explicar aos pequenos o quanto manter a segurança do espaço aeroportuário é imprescindível. 

“O efeito é muito positivo e nós somos de certa forma cobrados pela comunidade todos os anos por esse evento. Eles aguardam e tem uma expectativa muito grande para esse momento. A gente percebe que muitas questões que envolvem a comunidade foram resolvidas com essa simples conscientização e ação social”, observou.

Ele informou que a quantidade de pipas, lasers e lixos, usados e depositados bem próximos ao local, já diminuiu significativamente após a iniciativa. Desde 2011, a empresa pública realiza este tipo de evento no município.

Antes, as ações eram realizadas com estudantes de escolas localizadas próximas ao aeroporto, dos bairros Amapá, Infraero, Jardim Bela Vista, Jardim União, dentre outras. “E esse ano, nós fizemos aleatoriamente com crianças que moram no entorno do aeroporto indicadas pelos funcionários e por pessoas da comunidade aeroportuária”, confirmou.

Atividades

As crianças participantes foram recepcionadas por Willian e uma equipe de funcionários do local, por volta das 14 horas, que apresentaram a estrutura do espaço em uma rápida palestra sobre os riscos de pipas e lixo próximo ao aeroporto. Depois elas também puderam fazer pinturas faciais e se divertiram ao som de músicas infantis. Além de conhecerem um hangar, helicóptero e também adentrar um avião.

Muitos pequenos que participavam da ação ficaram maravilhados ao presenciar a chegada de uma aeronave da empresa Azul na tarde de quinta-feira (10), principalmente ao acompanhar o “batismo” – procedimento que acontece quando dois caminhões do Corpo de Bombeiros jogam jatos de água no avião. Para Ruan Pedro Silva Santos, de apenas nove anos, a experiência foi muito divertida.

Ele contou à reportagem que nunca tinha entrado em uma aeronave antes, dizendo que achou o avião “grande e bonito”. Quem também ficou encantado pela visita foi João Gabriel Alves Lima, de oito anos. “Foi muito bonito e interessante também”. O garoto também não conhecia o complexo e disse que vai contar o acontecimento para os colegas na escola.

A mãe dele, Cleane Alves de Sousa, aprovou a iniciativa e falou que ela é válida para que as crianças interajam com o ambiente aeroportuário. A atividade terminou no fim da tarde e teve ainda distribuição de camisetas Infraero Social e de materiais de leitura, como gibis e informativos. (Nathália Viegas)

 

Fotos: Evangelista Rocha

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…