Correio de Carajás

Despedida: Pará perde o fotojornalista Ary Souza

Ary Souza era um histórico jornalista e decano dos fotógrafos da área
Ary Souza era um histórico jornalista e decano dos fotógrafos da área
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Morreu nesta segunda-feira (20), aos 63 anos, um dos mais conhecidos, queridos e respeitados profissionais de imprensa do Pará: o fotojornalista Ary Souza, em Belém. Sua carreira foi construída no Jornal O Liberal (desde 1986), onde militou por toda a vida profissional. Sua iniciação na fotografia foi bem prematura, já aos 13 anos.

Em 1996 documentou, ao longo de 43 dias, os acontecimentos posteriores ao que ficou conhecido como Massacre de Eldorado do Carajás, na Fazenda Macaxeira e outras áreas ocupadas. Em 1995, participou da Bienal de Fotojornalismo, em São Paulo. Foi homenageado no Salão Arte Pará, em 1997, juntamente com Leila Jinkings, Paula Sampaio, Genaro Joner, Paulino Menezes e João Riper. Em 2002, iniciou o projeto de documentação intitulado “Ribeirinhos”, patrocinado pela Fundação Romulo Maiorana, mostrando a realidade dos habitantes do litoral paraense. Estava acalentando o sonho de lançar um livro este ano.

Expôs seus trabalhos na Galeria Theodoro Braga, na Bienal de São Paulo (SP), na Galeria Ângelus, na Galeria de Arte Liberal, no Salão Arte Pará da Fundação Romulo Maiorana, ganhou o Prêmio Aquisição Salão Arte Pará e o 1º Prêmio no concurso internacional promovido pela União Católica Internacional (UCIP), em Genebra (Suíça).

Leia mais:

“Era um repórter, no sentido mais stricto sesun da palavra,  antes de ser fotógrafo. Mas quando clicava tinha uma visão que poucos têm. Visão quase mágica, pura perfeição que bamboleava entre a perfeição da luz e o rigor da informação. Coisa rara hoje em dia e quem teve o privilégio de trabalhar com ele, como eu e o jornalista Dilson Pimentel (seu melhor amigo), sabe muito bem da capacidade do Ary Souza transformar imagens simples como, por exemplo, um navio amarrado no cais do porto em fotografia premiada e que virou referência aos fotógrafos mais jovens”, escreveu o diretor executivo o DOL, Mauro Neto.

“Ary fez história e faz parte da minha história desde o início da carreira. Me ajudou muito nas pautas e adorava o encontrar num mercadinho perto da minha casa. Quando passava por ali caminhando e via o Ary…parava, proseava e era sempre uma alegria. Estou triste e em oração para que ele faça sua passagem em paz”, escreveu outra colega, a jornalista marabaense Priscilla Amaral. (Da Redação, com informações de Franssinete Florenzano)

Comentários

Mais

Pandemia afeta em cheio a maior festa popular de Marabá

Pandemia afeta em cheio a maior festa popular de Marabá

Pelo segundo ano consecutivo, não serão permitidos festejos juninos em Marabá, por causa da pandemia do coronavírus. A decisão foi…
Hemopa registra 6% de aumento no número de bolsas coletadas, entre abril e maio de 2021

Hemopa registra 6% de aumento no número de bolsas coletadas, entre abril e maio de 2021

O Luiz Gustavo tem seis anos e assim como muitos meninos da sua idade, adora jogar futebol. Mas a Beta…
Artista visual marabaense expõe obras oxidadas por grades de ferro

Artista visual marabaense expõe obras oxidadas por grades de ferro

A Fundação Casa da Cultura de Marabá recebe, a partir das 9 horas desta terça-feira, 15, a Exposição “Rendas de…
Tudo sobre foguete gigante da Nasa que vai levar astronautas à Lua e a Marte

Tudo sobre foguete gigante da Nasa que vai levar astronautas à Lua e a Marte

A Nasa tem planos de enviar um homem e uma mulher à superfície lunar ainda nesta década — será o…
Servidor da Cadeia de Parauapebas responde processo por disparo de arma

Servidor da Cadeia de Parauapebas responde processo por disparo de arma

O corregedor-geral penitenciário do Pará em exercício Vitor Ramos Eduardo instaurou Processo Administrativo Disciplinar visando apurar responsabilidade administrativa e funcional…
Posts exageram impacto da doação de máquinas israelenses que produzem água

Posts exageram impacto da doação de máquinas israelenses que produzem água

Imvestigado por: Verificado  por: Enganoso Posts enganam ao insinuar que, sob a gestão de Bolsonaro, o sertão brasileiro vai se…