Correio de Carajás

CURIONÓPOLIS: Fraudes em licitação podem chegar a R$ 5 milhões

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com apenas seis meses de mandato, o prefeito de Curionópolis, Adonei Aguiar (DEM), foi afastado do cargo pela Justiça, durante a Operação Alçapão, deslanchada hoje (30) pelo Ministério Público do Pará (MPPA), por meio do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção (NCIAC).

O prefeito é acusado de liderar uma quadrilha de fraude em licitação e desvio de verba pública, que teria causado um rombo aos cofres públicos de cerca de R$ 5 milhões.

O prefeito, que está em seu primeiro mandato, foi afastado em duas instâncias, pela juíza da Comarca de Curionópolis, Priscila Mousinho, e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE). O pedido foi feito pelo Ministério Público, com relatoria do desembargador Ronaldo Vale.

Leia mais:

Com afastamento temporário, assume o cargo a vice-prefeita, Queila Rosa. Ela chegou ainda na manhã de hoje à prefeitura e disse que ia colaborar com as investigações do Ministério Público.

Durante a operação, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão. Foram cumpridos três deles em Curionópolis: na prefeitura, em uma farmácia e na residência do prefeito Adonei. Neste último imóvel, foram apreendidos, além de documentos, diversos cheques moradias, que chamaram atenção dos promotores.

O outro mandado de prisão foi cumprido em Parauapebas, na casa da presidente da Comissão de Licitações, Aline Prudente, onde foram encontradas diversas armas de fogo, as quais alegou serem do marido dela, que teria uma empresa de segurança. Segundo o procurador do MPPA, Nelson Medrado, que coordenou a operação, contra o prefeito foi instaurado um inquérito civil e uma investigação criminal conduzida em primeiro grau pelo promotor Josiel Gomes da Silva, da Comarca de Curionópolis, e em segundo grau pelo Tribunal de Justiça e a Procuradoria do Ministério Público.

Por isso, foi dado cumprimento simultâneo de mandados de busca e apreensão pela Comarca de Curionópolis e Tribunal de Justiça. Assim que a notícia da operação se espalhou, diversas pessoas se concentraram em frente à casa do prefeito e da prefeitura.

O clima na cidade era de comemoração para muitos populares, que aplaudiam a operação do Ministério Público, dizendo que “a Justiça estava livrando a cidade de um mal”. (Tina Santos)

Com apenas seis meses de mandato, o prefeito de Curionópolis, Adonei Aguiar (DEM), foi afastado do cargo pela Justiça, durante a Operação Alçapão, deslanchada hoje (30) pelo Ministério Público do Pará (MPPA), por meio do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção (NCIAC).

O prefeito é acusado de liderar uma quadrilha de fraude em licitação e desvio de verba pública, que teria causado um rombo aos cofres públicos de cerca de R$ 5 milhões.

O prefeito, que está em seu primeiro mandato, foi afastado em duas instâncias, pela juíza da Comarca de Curionópolis, Priscila Mousinho, e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE). O pedido foi feito pelo Ministério Público, com relatoria do desembargador Ronaldo Vale.

Com afastamento temporário, assume o cargo a vice-prefeita, Queila Rosa. Ela chegou ainda na manhã de hoje à prefeitura e disse que ia colaborar com as investigações do Ministério Público.

Durante a operação, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão. Foram cumpridos três deles em Curionópolis: na prefeitura, em uma farmácia e na residência do prefeito Adonei. Neste último imóvel, foram apreendidos, além de documentos, diversos cheques moradias, que chamaram atenção dos promotores.

O outro mandado de prisão foi cumprido em Parauapebas, na casa da presidente da Comissão de Licitações, Aline Prudente, onde foram encontradas diversas armas de fogo, as quais alegou serem do marido dela, que teria uma empresa de segurança. Segundo o procurador do MPPA, Nelson Medrado, que coordenou a operação, contra o prefeito foi instaurado um inquérito civil e uma investigação criminal conduzida em primeiro grau pelo promotor Josiel Gomes da Silva, da Comarca de Curionópolis, e em segundo grau pelo Tribunal de Justiça e a Procuradoria do Ministério Público.

Por isso, foi dado cumprimento simultâneo de mandados de busca e apreensão pela Comarca de Curionópolis e Tribunal de Justiça. Assim que a notícia da operação se espalhou, diversas pessoas se concentraram em frente à casa do prefeito e da prefeitura.

O clima na cidade era de comemoração para muitos populares, que aplaudiam a operação do Ministério Público, dizendo que “a Justiça estava livrando a cidade de um mal”. (Tina Santos)

Comentários

Mais

MST bloqueia estradas em manifestações no Dia Nacional da Reforma Agrária

MST bloqueia estradas em manifestações no Dia Nacional da Reforma Agrária

A manhã deste sábado (17) marcou o início de protestos por parte do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e da…
General Silva e Luna é confirmado no comando da Petrobras

General Silva e Luna é confirmado no comando da Petrobras

O nome do general Joaquim Silva e Luna foi confirmado para o cargo de presidente da Petrobras. A informação foi…
Procedimentos para instalação da CPI serão divulgados na segunda

Procedimentos para instalação da CPI serão divulgados na segunda

A presidência do Senado divulgará na próxima segunda-feira (19) o cronograma da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. Esse…
Mariana Chamon apresenta balanço dos primeiros 100 dias de governo

Mariana Chamon apresenta balanço dos primeiros 100 dias de governo

Passados 100 dias do início do governo Mariana Chamon, em Curionópolis, a prefeita apresentou na manhã desta sexta-feira (16) o…
Acordo sela nome de Renan para relator da CPI da Covid, diz blog

Acordo sela nome de Renan para relator da CPI da Covid, diz blog

Os senadores da CPI da Covid-19 fecharam nesta sexta-feira acordo para a composição dos cargos de comando da CPI da…
Estado altera bandeiramento no Oeste para laranja e começa a amenizar medidas restritivas

Estado altera bandeiramento no Oeste para laranja e começa a amenizar medidas restritivas

O governador Helder Barbalho anunciou em suas redes sociais, na noite desta quinta-feira (15), que as regiões do Baixo Amazonas…