Correio de Carajás

“Crescimento vai ser vagaroso”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nathália Viegas

Loteamentos de Marabá estão sendo tomados por construções residenciais, principalmente nos Bairros São Félix e Cidade Jardim. A chegada de novos grandes empreendimentos na cidade, com geração de postos de trabalho, e a possibilidade de implantação de uma nova siderúrgica tem avivado o setor imobiliário local.

No entanto, o superintendente de desenvolvimento urbano (SDU) da cidade, Mancipor Oliveira Lopes, revelou que o progresso não ocorre de uma hora para outra, mas sim a ‘passos largos’. “É um crescimento que vai ser vagaroso, lento, porque a crise foi profunda. Mas nós esperamos que Marabá, pela potencialidade que ela tem, em termos de estratégia e localização regional, tenda a se recuperar mais rápido do que alguns municípios”. 

Leia mais:

A declaração foi feita à Reportagem do Grupo Correio em entrevista que será veiculada amanhã, sábado (24). O superintendente trata, ainda, da modalidade em que são desenvolvidos os loteamentos, pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, que ao contrário do que muita gente pensa não atende apenas às faixas de renda mais baixas. 

Nathália Viegas

Loteamentos de Marabá estão sendo tomados por construções residenciais, principalmente nos Bairros São Félix e Cidade Jardim. A chegada de novos grandes empreendimentos na cidade, com geração de postos de trabalho, e a possibilidade de implantação de uma nova siderúrgica tem avivado o setor imobiliário local.

No entanto, o superintendente de desenvolvimento urbano (SDU) da cidade, Mancipor Oliveira Lopes, revelou que o progresso não ocorre de uma hora para outra, mas sim a ‘passos largos’. “É um crescimento que vai ser vagaroso, lento, porque a crise foi profunda. Mas nós esperamos que Marabá, pela potencialidade que ela tem, em termos de estratégia e localização regional, tenda a se recuperar mais rápido do que alguns municípios”. 

A declaração foi feita à Reportagem do Grupo Correio em entrevista que será veiculada amanhã, sábado (24). O superintendente trata, ainda, da modalidade em que são desenvolvidos os loteamentos, pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, que ao contrário do que muita gente pensa não atende apenas às faixas de renda mais baixas. 

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…