Correio de Carajás

“Crescimento vai ser vagaroso”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
3 Visualizações

Nathália Viegas

Loteamentos de Marabá estão sendo tomados por construções residenciais, principalmente nos Bairros São Félix e Cidade Jardim. A chegada de novos grandes empreendimentos na cidade, com geração de postos de trabalho, e a possibilidade de implantação de uma nova siderúrgica tem avivado o setor imobiliário local.

No entanto, o superintendente de desenvolvimento urbano (SDU) da cidade, Mancipor Oliveira Lopes, revelou que o progresso não ocorre de uma hora para outra, mas sim a ‘passos largos’. “É um crescimento que vai ser vagaroso, lento, porque a crise foi profunda. Mas nós esperamos que Marabá, pela potencialidade que ela tem, em termos de estratégia e localização regional, tenda a se recuperar mais rápido do que alguns municípios”. 

Leia mais:

A declaração foi feita à Reportagem do Grupo Correio em entrevista que será veiculada amanhã, sábado (24). O superintendente trata, ainda, da modalidade em que são desenvolvidos os loteamentos, pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, que ao contrário do que muita gente pensa não atende apenas às faixas de renda mais baixas. 

Nathália Viegas

Loteamentos de Marabá estão sendo tomados por construções residenciais, principalmente nos Bairros São Félix e Cidade Jardim. A chegada de novos grandes empreendimentos na cidade, com geração de postos de trabalho, e a possibilidade de implantação de uma nova siderúrgica tem avivado o setor imobiliário local.

No entanto, o superintendente de desenvolvimento urbano (SDU) da cidade, Mancipor Oliveira Lopes, revelou que o progresso não ocorre de uma hora para outra, mas sim a ‘passos largos’. “É um crescimento que vai ser vagaroso, lento, porque a crise foi profunda. Mas nós esperamos que Marabá, pela potencialidade que ela tem, em termos de estratégia e localização regional, tenda a se recuperar mais rápido do que alguns municípios”. 

A declaração foi feita à Reportagem do Grupo Correio em entrevista que será veiculada amanhã, sábado (24). O superintendente trata, ainda, da modalidade em que são desenvolvidos os loteamentos, pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, que ao contrário do que muita gente pensa não atende apenas às faixas de renda mais baixas. 

Comentários

Mais

Brasil deve receber mais de 842 mil doses da vacina da Pfizer em junho

Brasil deve receber mais de 842 mil doses da vacina da Pfizer em junho

O Brasil vai receber 842.400 doses da vacina da farmacêutica Pfizer/BioNTech contra a covid-19. A informação foi dada pelos coordenadores…
Fórum discute desafios à garantia de direitos da pessoa idosa

Fórum discute desafios à garantia de direitos da pessoa idosa

Teve início hoje (13) o 1º Fórum Nacional da Pessoa Idosa. O evento, organizado pelo Ministério da Mulher, Família e…
Psicóloga orienta pais a ouvirem e validarem queixas dos filhos

Psicóloga orienta pais a ouvirem e validarem queixas dos filhos

Depois de todo o país se chocar com a morte do menino Henry, de 4 anos, no Rio de Janeiro,…
Sexta edição do FIA Cinefront estreia em plataforma de streaming nesta quinta

Sexta edição do FIA Cinefront estreia em plataforma de streaming nesta quinta

Com exibição em plataforma de streaming própria, a abertura oficial do 6º Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira, o…
Filhote de onça preta é resgatado em Novo Progresso

Filhote de onça preta é resgatado em Novo Progresso

Moradores de Novo Progresso, sudoeste do Pará, resgataram um filhote de onça preta. De acordo com testemunhas, o animal estava…
Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea

Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea

Pelo segundo mês consecutivo, o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda registrou, em março, alta da taxa para…