Correio de Carajás

Corticoide reduz tempo que pacientes adultos da Covid-19 precisaram de respirador mecânico, mostra estudo

Um farmacêutico exibe uma ampola do corticóide dexametasona em hospital de Bruxelas, na Bélgica, em 16 de junho de 2020. — Foto: Yves Herman/Reuters
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Pacientes adultos internados com quadro grave de coronavírus que receberam corticoide ficaram 2,6 dias a menos no respirador mecânico que os pacientes que não receberam a droga. A conclusão é de um estudo brasileiro publicado nesta quarta-feira (2) na revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA).

Os cientistas acompanharam 299 pacientes submetidos ao respirador mecânico por causa da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), internados em 41 UTIs do país. A idade média do grupo era de 60 anos.

Segundo os pesquisadores, o corticoide foi capaz de recuperar mais rapidamente o pulmão dos pacientes, diminuindo a permanência deles na ventilação mecânica e, consequentemente, diminuindo as chances de complicações da doença.

Leia mais:

Chamado de Coalizão III, o estudo foi conduzido por um grupo de hospitais, rede e instituto de pesquisas nacionais intitulado Coalizão Covid-19 Brasil, que avalia a eficácia e a segurança de potenciais terapias para pacientes com coronavírus. A iniciativa conduz nove estudos ao todo.

Um dos primeiros estudos a relacionar o corticoide com uma melhora nos casos graves de coronavírus foi realizado pela Universidade de Oxford. Publicado em 16 de junho, a pesquisa britânica mostrou que diminuiu em um terço a taxa de mortalidade de pacientes entubados.

Da classe dos corticosteroides, a droga que age como um anti-inflamatório e imunossupressor (inibe a ação do sistema imunológico). Sua forma de ação, seja como anti-inflamatório como imunossupressor é diferente de acordo com a dose aplicada.

O que diz a OMS

Ainda nesta quarta, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma revisão de estudos, em formato de meta-análise que compilou os resultados do Coalizão III e de outras pesquisas que utilizaram corticoides em Covid-19. Os resultados demonstraram, em linhas gerais, que a administração de corticoides reduz a mortalidade em pacientes graves com coronavírus.

Com base na revisão dos estudos, a OMS também publicou orientações sobre o uso do medicamento nesta quarta.

“Recomendamos corticosteroides para o tratamento de pacientes críticos com casos graves da Covid-19. Sugerimos não usar corticosteroides no tratamento de pacientes que não tenham casos graves da Covid-19”, informa documento da OMS.

O documento também informa que os corticoides fazem parte da lista de medicamentos essenciais da OMS, e que eles estão “disponíveis em todo o mundo a um baixo custo”. (Fonte:G1)

Comentários

Mais

Máscaras de proteção contra Covid deixam as pessoas mais atraentes, diz pesquisa

Máscaras de proteção contra Covid deixam as pessoas mais atraentes, diz pesquisa

As pessoas ficam mais atraentes com o uso de máscaras de proteção contra a Covid-19. Pelo menos é o que…
SP e Rio adiam desfiles de escolas de samba para abril devido a aumento de casos de Covid

SP e Rio adiam desfiles de escolas de samba para abril devido a aumento de casos de Covid

Os prefeitos de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), e do Rio, Eduardo Paes (DEM), anunciaram em conjunto na noite desta…
Rio Tocantins desce 39 centímetros em quatro dias

Rio Tocantins desce 39 centímetros em quatro dias

Depois de ter batido a casa dos 13,09 metros no início da semana, o Rio Tocantins começou a recuar nos…
Governo confirma 3ª onda no Pará e divulga estratégias

Governo confirma 3ª onda no Pará e divulga estratégias

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) anunciou uma série de ajustes nas estratégias de combate à Covid-19 em…
Cadastro de quem não está em abrigos começa hoje para vítimas da enchente

Cadastro de quem não está em abrigos começa hoje para vítimas da enchente

Na manhã desta sexta-feira (21), centenas de pessoas formavam filas em frente a Defesa Civil de Marabá atrás do cadastramento…
Anac autoriza delivery por drones no Brasil

Anac autoriza delivery por drones no Brasil

Entregas comerciais poderão ser realizadas via drones no Brasil, inclusive de alimentos, autorizou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nesta…