Correio de Carajás

Coronavírus mata guerreiro, infecta cacique e até pajé Suruí está internado no HMM

Entrega de ajuda aos indígenas em forma de alimentos e materiais de higiene e limpeza
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O povo Suruí está encurralado com a chegada de um inimigo invisível. Na última semana, o novo coronavírus entrou com força na comunidade e levou morte, medo e desespero à comunidade indígena mais pobre da região.

Localizada a 100 Km de Marabá, cortada pela BR-153, entre São Domingos do Araguaia e São Geraldo do Araguaia, a comunidade Suruí não recebe subvenção de nenhuma empresa de mineração e, talvez, por isso, eles são uns dos mais pobres da região e dependem da comunidade externa. Parte de suas terras é varrida, ano a ano, por queimadas vindas de fazendas vizinhas, o que destruiu castanhais que proveem parte da sua alimentação e renda.

Na última quinta-feira, 4, um guerreiro da comunidade, Warini Suruí, morreu em um hospital de Marabá. Na sequência, outros quatro indígenas foram diagnosticados com a covid-19 e uma lista com outros 30 – entre idosos, mulheres, jovens e crianças estão com os sintomas da doença.

Leia mais:

O cacique Mairá Suruí, em contato com a Reportagem do CORREIO DE CARAJÁS na manhã deste domingo, disse que ele mesmo está com sintomas da doença, além de outras lideranças e membros da comunidade.

“O meu povo está sofrendo. Pegamos uma gripe terrível e metade da comunidade adoeceu. Muitos já se recuperaram e estão de pé, tomaram remédio caseiro e já melhoraram. Só os mais velhos e os hipertenso que estão ainda se recuperando devagarzinho porque estão fraco e não estão conseguindo se levantar”.

Contou que já testaram positivo para a doença Ivaí Surui, Api Suruí, Kussamaru Suruí e Arikassu Suruí. “Todos são os mesmos sintomas: falta de cheiro, falta de paladar, dor de cabeça, febre e dor nos ossos”.

Neste momento, outros dois membros da comunidade estão internados no Hospital Municipal de Marabá: Api Suruí e o pajé Arikassu Suruí. A situação de ambos é delicada.

Quatro promotores estaduais estão, neste momento, tentando mobilizar autoridades para prestarem assistência em saúde com qualidade para os Suruí.

Nesta segunda-feira, conforme a Reportagem do CORREIO levantou, será inaugurada uma ala do Hospital de Campanha de Marabá especialmente para atender indígenas. Serão dez leitos direcionados para as comunidades, inicialmente.

Funai se posiciona

Procurado pela Reportagem do CORREIO, Marcelo Mello de Menezes, coordenador da Funai em Marabá, lembrou que a questão da saúde indígena é de responsabilidade do DSEI, mas que a Funai acompanha e faz gestão, com atuação participativa.

Relatou que no dia 5 de junho, ou seja, última sexta, a Coordenação Regional do Baixo Tocantins transportou e distribuiu 138 cestas de alimentos e produtos de higiene e limpeza doados pelo CIMI de Marabá e mais de 60 caixas de produtos de higiene e limpeza (sabonete, água sanitária, sabão em barra e creme dental), doados pela empresa Vale às 156 famílias residentes nas sete aldeias da TI Sororó, da etnia Suruí. (Ulisses Pompeu)

Comentários

Mais

Conselho mantém teor de biodiesel no óleo diesel em 2022

Conselho mantém teor de biodiesel no óleo diesel em 2022

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou resolução que mantém o teor obrigatório de biodiesel no óleo diesel. O…
Nasa: asteroide maior que Torre Eiffel entrará na órbita da Terra este mês

Nasa: asteroide maior que Torre Eiffel entrará na órbita da Terra este mês

A Agência Espacial Americana (NASA) avisou que um asteroide com tamanho maior do que a Torre Eiffel vai entrar na órbita…
Estudantes com dislexia e TDAH terão acompanhamento integral

Estudantes com dislexia e TDAH terão acompanhamento integral

O presidente Jair Bolsonaro sancionou lei que dispõe sobre o acompanhamento integral para educandos com dislexia ou Transtorno do Déficit de…
Veja o calendário do ciclo de pagamentos do Auxílio Brasil em dezembro

Veja o calendário do ciclo de pagamentos do Auxílio Brasil em dezembro

A Caixa, responsável pelo pagamento das parcelas do programa Auxílio Brasil, já disponibilizou o calendário de pagamentos para o mês…
Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia

Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia

Após oito anos e 11 meses, finalmente vai à júri, nesta quarta-feira (1º), o caso da Boate Kiss, tragédia que matou 242…
Médico espalha tese infundada de que vacinados são perigosos e devem ser isolados

Médico espalha tese infundada de que vacinados são perigosos e devem ser isolados

Falso Boato antivacina apela para declaração infundada de Christian Perronne, médico francês adepto de “teorias alternativas”, para espalhar desinformação. Ele…