Correio de Carajás

Contação de histórias aborda feminismo em Canaã

Tais fará a contação de história Foto: Divulgação/Casa da Cultura
Tais fará a contação de história Foto: Divulgação/Casa da Cultura
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quem participar da programação virtual da Casa da Cultura de Canaã dos Carajás, na noite desta terça-feira, 8, vai se deparar com o drama de uma mãe que enfrenta muitos obstáculos para resgatar os dois filhos raptados por um grande elefante.

O conto africano “Unanana e o elefante” faz parte do livro “Chapeuzinho Esfarrapado e outros contos feministas do folclore mundial”, que contém diversas histórias em que as protagonistas são mulheres personagens femininas fortes e corajosas.

A contação de histórias é uma das programações virtuais e gratuitas que a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás promove durante o mês de junho.

Leia mais:

Até o final do mês, mais três histórias serão compartilhadas pelas telas de notebooks e celulares com o público infanto-juvenil. São elas: “A fruta sem nome”, no dia 15/06; “Em noite de ladainha”, no dia 22/06; e “Raiva”, no dia 29/06. Esta última contará com a participação de um intérprete de Libras – Língua Brasileira de Sinais.

Os eventos são gratuitos e on-line. Qualquer pessoa com acesso à internet pode participar. Basta enviar mensagem ou ligar para um desses números: (94) 99160-8186 e (94) 99220-3451.

 

Serviço

 

Contação da história “Unanana e o elefante”

Data: 08 de junho, às 20h.

Contação da história “A fruta sem nome”

Data: 15 de junho, às 20h.

Contação da história “Em noite de ladainha”

Data: 22 de junho, às 20h.

Contação da história “Raiva”

Data: 29 de junho, às 20h.

 

Casa da Cultura de Canaã dos Carajás

 

A Casa da Cultura de Canaã dos Carajás é um espaço artístico e cultural aberto à comunidade que oferece, gratuitamente, atividades e eventos à população da região, beneficiando pessoas de todas as idades, classes sociais e origens diversas, especialmente crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Seu compromisso é incentivar, através da arte e da cultura, o conhecimento da população sobre as características da região por meio de iniciativas que utilizem conteúdos relacionados à identidade cultural do território, aperfeiçoando e capacitando profissionais que atuam em áreas compatíveis com o objetivo da instituição, mediante a oferta de oficinas, palestras, workshops e eventos diversos. (Ascom/Casa da Cultura)

Comentários

Mais

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Mais uma importante faixa etária, que representa grande parcela da população adulta em geral, será finalmente imunizada contra a covid-19…
Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Fogueira, bandeirinhas, quadrilhas e roupas xadrez e floridas. Pelo segundo ano consecutivo o tradicional festejo junino que acontece por todo…
Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Servidores da Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa), lotados na Coordenação de Mercadorias em Trânsito de Carajás, com sede em…
Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

A constante falta de médicos em plantões no Hospital Municipal de Marabá (HMM) foi o tema mais debatido na sessão…
Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

O Dia de São João é comemorado nesta quinta-feira (24) e Parauapebas entrou com tudo no clima junino de diferentes…
Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

A Prefeitura de Curionópolis lança, nesta quinta-feira (24), o programa “Obras por toda cidade”. A cerimônia acontece às 16 horas…