Correio de Carajás

Conselhos estaduais de Meio Ambiente e Recursos Hídricos iniciam as ações de 2019

Foto: Ag. Pará
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A nova diretoria do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH) realizou a primeira reunião ordinária do ano, nesta quarta-feira (27), no Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (Cimam), em Belém. A primeira pauta foi a apresentação dos novos conselheiros e presidente, Mauro Ó de Almeida, secretário de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). Segundo ele, “esse primeiro encontro com os conselheiros é importante pra mostrarmos o quanto o Estado está junto, unido para gerenciar de forma adequada não só os recursos hídricos, mas também todos os demais recursos ambientais”. Também participam do Conselho a Ordem dos Advogados do Brasil-PA, Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) e Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abesa).
Para David Lopes, representante da Abesa, o encontro foi positivo. “A principal missão do Conselho é que a água seja para todos; não seja só para A, para B, mas para todos. Não só em quantidade, mas em qualidade. Não só para mineradoras, multinacionais, que têm direito de fazer sua exploração legalmente, mas também para que pescadores, ribeirinhos, possam fazer sua pesca artesanal”, ressaltou.
O Conselho aprovou a ata da última reunião de 2018, autorizou o envio para a Câmara Técnica de Assuntos Institucionais e Legais da aprovação da formação do comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Marapanim e programou novas reuniões ordinárias ao longo do ano. O próximo encontro do Conselho foi marcado para 20 de março próximo.
Lilian Haber, secretária adjunta de Recursos Hídricos e Meteorologia da Semas, falou sobre a elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos. “A nossa ideia é que, cada vez mais, possamos conclamar a todos os conselheiros para que funcionem como multiplicadores desse processo junto às instituições que eles representam”, anunciou.
Coema – Em seguida, houve reunião do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), presidido pelo titular da Semas. No primeiro encontro do ano, se reuniram integrantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Ministério Público do Estado, Federação das indústrias do Pará (Fiepa), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Pará (Faepa) e de outras instituições.
Além da apresentação dos novos integrantes, o encontro serviu para tratar sobre o andamento dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelo Grupo de Trabalho de Segurança e Estudo de Barragens. O GT foi criado pelo Governo do Estado para evitar acidentes como os ocorridos em Minas Gerais, com análise das atuais condições das barragens de mineração existentes no Pará e estudo de mecanismos para o estabelecimento de um plano estadual de prevenção a desastres ambientais.
“Nós estamos trabalhando para ter mais conhecimento sobre a situação das barragens. Reforçamos que até o momento não existem indícios para alarde no Estado”, garantiu Rodolpho Zaluth Bastos, secretário adjunto da Semas.

Para David Lopes, representante da Abesa, o encontro foi positivo. “A principal missão do Conselho é que a água seja para todos; não seja só para A, para B, mas para todos. Não só em quantidade, mas em qualidade. Não só para mineradoras, multinacionais, que têm direito de fazer sua exploração legalmente, mas também para que pescadores, ribeirinhos, possam fazer sua pesca artesanal”, ressaltou.
O Conselho aprovou a ata da última reunião de 2018, autorizou o envio para a Câmara Técnica de Assuntos Institucionais e Legais da aprovação da formação do comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Marapanim e programou novas reuniões ordinárias ao longo do ano. O próximo encontro do Conselho foi marcado para 20 de março próximo.
Lilian Haber, secretária adjunta de Recursos Hídricos e Meteorologia da Semas, falou sobre a elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos. “A nossa ideia é que, cada vez mais, possamos conclamar a todos os conselheiros para que funcionem como multiplicadores desse processo junto às instituições que eles representam”, anunciou.
Coema – Em seguida, houve reunião do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), presidido pelo titular da Semas. No primeiro encontro do ano, se reuniram integrantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Ministério Público do Estado, Federação das indústrias do Pará (Fiepa), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Pará (Faepa) e de outras instituições.
Além da apresentação dos novos integrantes, o encontro serviu para tratar sobre o andamento dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelo Grupo de Trabalho de Segurança e Estudo de Barragens. O GT foi criado pelo Governo do Estado para evitar acidentes como os ocorridos em Minas Gerais, com análise das atuais condições das barragens de mineração existentes no Pará e estudo de mecanismos para o estabelecimento de um plano estadual de prevenção a desastres ambientais.
“Nós estamos trabalhando para ter mais conhecimento sobre a situação das barragens. Reforçamos que até o momento não existem indícios para alarde no Estado”, garantiu Rodolpho Zaluth Bastos, secretário adjunto da Semas.

(Agência Pará)

Leia mais:
Comentários

Mais

Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

O Diário Oficial da União (DOU) publicou hoje (17) um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro com as novas alíquotas do Imposto sobre Operações…
Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

O ministro Marcelo Queiroga disse nesta quinta-feira (16) que a decisão de restringir a vacinação de adolescentes apenas aos grupos prioritários (deficiência…
Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

O Ministério da Educação estuda permitir que estudantes formados em cursos técnico-profissionalizantes aproveitem os créditos acadêmicos caso decidam continuar os…
Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia manteve a projeção para o crescimento da economia este ano…
Caçula põe irmão mais velho em enrascada

Caçula põe irmão mais velho em enrascada

Um curioso caso de receptação (adquirir mercadoria proveniente de roubo ou furto) foi registrado na Vila Carimã, zona rural de…
Transporte público volta a ser criticado na Câmara de Marabá

Transporte público volta a ser criticado na Câmara de Marabá

Serviço que afeta grande parte da população, o transporte público de Marabá está sempre em pauta nas discussões políticas da…