Correio de Carajás

Comerciantes da Vila São José são removidos das margens da Transamazônica

Remoção ocorre para execução de obra de pavimentação e drenagem / Foto: Evangelista Rocha
Remoção ocorre para execução de obra de pavimentação e drenagem / Foto: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Diversos comerciantes tiveram os estabelecimentos removidos pelo Departamento de Postura, da Prefeitura Municipal de Marabá, na manhã desta segunda-feira (3), na Vila São José, conhecida como Km 8, sentido Itupiranga. A demolição é justificada por uma obra de drenagem e pavimentação que está sendo feita pelo município, nas Folhas 22, 27 e 28, além do distrito da zona rural.

Apesar da valorização que a reforma da via trará para as margens da Rodovia Transamazônica (BR-230), alguns comerciantes se sentiram prejudicados, principalmente por conta do curto prazo dado pelo Departamento para a desocupação dos estabelecimentos.

Foto: Evangelista Rocha

Kecia Guimarães é dona de um restaurante localizado nas margens da rodovia, onde atua há 12 anos servindo comida, junto da mãe. Ela relata ter sido notificada há apenas quatro dias para que deixasse o local, por conta da obra que será realizada.

Leia mais:
Kecia precisou correr contra o tempo para desocupar seu restaurante / Foto: Evangelista Rocha

“Eu tive que vir ontem à noite para tirar as coisas, pois não estenderam o prazo. Agora, terei que encontrar um novo local para continuar trabalhando porque o meu restaurante é o meu negócio, é o meu sustento”, conta Kecia.

Ainda segundo a proprietária, o Departamento se comprometeu a pagar uma indenização e um aluguel social para dar apoio aos comerciantes, mas acredita que o valor não supre as necessidades.

“É em torno de 500 a 600 reais o aluguel social, e isso não serve para muita coisa, não sei nem o que farei com esse dinheiro. Há também uma indenização, mas ela só sairá daqui a 60 dias, até lá o que eu farei? Se meu negócio era o restaurante?”, indaga Kecia.

POSTURA ESCLARECE

O coordenador do Departamento de Postura, Túlio Rosemiro Pereira, explica que os comerciantes das margens da BR-230 já vêm sendo notificados para desocuparem os estabelecimentos, devido à área ser pública e de domínio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Segundo Túlio, todos os comerciantes tinham consciência de que a área é pública / Foto: TV Correio Marabá

“Já realizamos a remoção dos comerciantes do Km 6, e agora estamos fazendo a do Km 8, pois essa obra é necessária, tendo em vista que muitos carros pesados passam pela via. Além disso, eles já são conscientes que não poderiam ocupar aquele local, por ser área pública, e todos concordaram que precisavam sair, no acordo que foi feito”, explica Túlio.

Foto: Evangelista Rocha

A obra iniciou no dia 8 de junho desse ano e tem previsão de ser terminada na mesma data de 2021, sendo avaliada em R$ 5.968.849,97. A Prefeitura licitou a obra e a vencedora foi a empresa Defranco Construções e Serviços LTDA. (Zeus Bandeira)

Mais

Helder inaugura, entrega cheques e assina ordens de serviço em Marabá

Helder inaugura, entrega cheques e assina ordens de serviço em Marabá

Em visita a Marabá nesta quarta-feira (12) o governador Helder Barbalho rodou a cidade fazendo inaugurações, assinando ordens de serviço,…
Cruzamento na VS-10 causa graves acidentes de trânsito

Cruzamento na VS-10 causa graves acidentes de trânsito

Um cruzamento entre a Avenida VS-10 e a Rua Florita, na altura do Bairro Morada Nova, em Parauapebas, tem causado…
Sete em cada dez empreendedores fizeram vendas online na pandemia

Sete em cada dez empreendedores fizeram vendas online na pandemia

Sete em cada dez micro, pequenas ou médias empresas (73,4%) do país estão fazendo vendas online durante a pandemia do novo coronavírus.…
Brasil inaugura primeira antena rural para a internet 5G

Brasil inaugura primeira antena rural para a internet 5G

O Brasil já tem instalada a sua primeira antena rural destinada à quinta geração de internet (5G). A tecnologia funcionará,…
Defensoria recomenda vacina a pessoas presas de grupos prioritários

Defensoria recomenda vacina a pessoas presas de grupos prioritários

A Defensoria Pública do Pará (DPE) emitiu uma recomendação ao Governo do Estado para que as pessoas privadas de liberdade…
Comissão da OMS faz recomendações para evitar próxima pandemia

Comissão da OMS faz recomendações para evitar próxima pandemia

Um novo sistema global transparente deveria ser criado para apurar surtos de doenças, habilitando a Organização Mundial da Saúde (OMS)…