Correio de Carajás

Cirurgias eletivas serão retomadas nesta terça no Hospital Regional de Marabá

Foto: Rodolfo Oliveira/ Ag. Pará
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com capacidade para realizar 300 procedimentos cirúrgicos por mês, o HRSP é referência para 23 municípios

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), retoma nesta terça-feira, 20 de julho, as cirurgias não urgentes, chamadas de “eletivas”. A medida foi possível devido à redução de internações de pacientes infectados com a Covid-19 na unidade.

A retomada é importante para dar andamento no atendimento das outras doenças que continuam atingindo a população, em paralelo à pandemia do novo coronavírus. O centro cirúrgico do HRSP tem capacidade para realizar, em média, 300 procedimentos por mês.

Para garantir a segurança dos pacientes e colaboradores durante as cirurgias, a unidade, que pertence ao Governo do Estado do Pará é gerenciada pela Pró-Saúde, está adotando todos os protocolos de proteção e higienização, preconizados pelo Ministério da Saúde.

Leia mais:

De acordo com o médico Cassiano Barbosa, diretor Técnico do HRSP, a instituição é referência em cirurgias geral, neurológicas, pediátrica, bucomaxilar, ortopédicas, dentre outras, possuindo quatro salas cirúrgicas preparadas para atender a comunidade.

“Temos uma equipe médica e assistencial altamente qualificada, que pode atender a demanda de pacientes eletivos com segurança, sem comprometer o atendimento aos casos de Covid-19”, ressalta.

Os procedimentos cirúrgicos realizados no HRSP são agendados por meio da Central de Regulação de Vagas da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa).

Atendimentos Covid-19

Segundo Valdemir Girato, diretor Hospitalar do HRSP, com a queda das internações de pacientes em tratamento da Covid-19, a ala exclusiva para casos da doença terá uma redução no número de leitos, passando de 52 para 28, sendo 8 leitos clínicos e 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Felizmente o número de casos da doença caiu nos últimos meses, possivelmente fruto do avanço da vacinação. Ainda assim, vamos manter 28 leitos exclusivos para a Covid-19. Essa redução possibilitará a volta das cirurgias eletivas, beneficiando toda a sociedade”, enfatiza o diretor.

Desde o início da pandemia, o HRSP já realizou mais de mil atendimentos de pessoas infectadas pela doença, sendo referência para os casos graves do novo coronavírus na região do Sudeste do Pará.

O Regional do Sudeste do Pará é uma unidade do Governo do Pará, gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde desde 2006. O hospital presta atendimento 100% gratuito via Sistema Único de Saúde (SUS), sendo referência para mais de 1 milhão de pessoas de 23 municípios da região onde está inserido. (Ascom Pró-Saúde)

Comentários

Mais

Fragmento de arroz não é ‘resto’ e é vendido desde antes do governo Bolsonaro

Fragmento de arroz não é ‘resto’ e é vendido desde antes do governo Bolsonaro

INVESTIGADO POR:    VERIFICADO POR:     Enganoso Os fragmentos de arroz são um subproduto apto para o consumo humano.…
Site omite que pesquisa com vantagem para Bolsonaro foi feita apenas em SC

Site omite que pesquisa com vantagem para Bolsonaro foi feita apenas em SC

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR: Enganoso Título de artigo compartilhado em grupos bolsonaristas no Facebook omite que uma pesquisa eleitoral que…
É falso que áudio mostre Luana Piovani defendendo Jair Bolsonaro

É falso que áudio mostre Luana Piovani defendendo Jair Bolsonaro

INVESTIGADO POR: VERIFICADO POR: São falsos posts virais no Facebook e no TikTok com áudio em que supostamente a atriz…
Estudo francês em hamsters não prova eficácia da ivermectina contra a covid-19 em humanos

Estudo francês em hamsters não prova eficácia da ivermectina contra a covid-19 em humanos

Enganoso É enganosa a publicação no site Terça Livre que afirma que um estudo francês apontou a eficácia da ivermectina…
A recusa de vacinação contra a covid-19 pode gerar demissão por justa causa

A recusa de vacinação contra a covid-19 pode gerar demissão por justa causa

Esta semana um assunto polêmico ganhou o noticiário nacional: uma pessoa foi demitida por justa causa por se recusar a…
Em dois meses, CCZ realiza mais de 300 testes de detecção

Em dois meses, CCZ realiza mais de 300 testes de detecção

Do final de maio até o mês de julho, 314 animais foram testados contra a leishmaniose. O médico veterinário Flávio…