Correio de Carajás

Chuva: Parauapebas tem 2 pontes interditadas e 4 famílias removidas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Após vistoria técnica realizada no início da tarde deste sábado (20), a Defesa Civil de Parauapebas interditou duas pontes sobre o Igarapé llha do Coco, que corta o município. Uma das estruturas fica localizada na Rua 10 e interliga os bairros União e Liberdade. A outra está localizada na Rua 11 e também dá acesso ao Bairro Liberdade.

Agentes do Departamento Municipal de Transporte e Trânsito (DMTT) estão no local orientando motoristas e pedestres para acessarem a via alternativa para entrada e saída do bairro Liberdade, utilizando a Rua Perimetral Norte, com acesso pelo Bairro Rio Verde.

Leia mais:

Conforme a assessoria de comunicação da Prefeitura de Parauapebas, as intervenções ocorrem por medida de segurança em função do grande volume de chuvas que cai durante esta semana. Nas últimas 24 horas foram 96.4 mm de água. Deve-se, também, ao aumento do nível do Rio Parauapebas, que atingiu 9.35 metros, cinco acima do normal.

Neste sábado foram realizados quatro atendimentos sociais e quatro mudanças de famílias que tiveram as residências comprometidas, sendo levadas para casas de amigos ou parentes. Duas das famílias desabrigadas – uma por deslizamento e outra por inundação – foram transferidas para o abrigo municipal, nas dependências da Escola Municipal Eduardo Angelim, conforme informou a assessoria de comunicação.

Um vídeo que circula em redes sociais mostra parte de uma casa atingida por deslizamento no Bairro Alto Boa Vista. A terra desceu com força, quebrando a parede e invadindo um dos quartos durante a madrugada.

Desde 2019 são mapeadas 91 áreas de risco em Parauapebas e, destas, mais de 60 são propensas a deslizamentos. Na última quarta-feira (17) haviam sido registradas duas ocorrências neste sentido, mas ambas de pequeno porte.

A Defesa Civil recomenda atentar-se aos sinais de deslizamento, evitar-se falar ao celular com o aparelho ligado à tomada e guardar pertences pessoais, como documentos e dinheiro, em sacolas plásticas, o que pode facilitar uma locomoção mais rápida em caso de necessidade. 

Emergências e situações adversas devem ser relatadas pelos números da Defesa Civil – 199 e (94) 3356-2597. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…
Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Antes de iniciar seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro convidou para o palco o vereador Fernando Henrique, de Marabá, e…
Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Festejado por apoiadores em Marabá, que estiveram aos milhares acompanhando seus passos desde o desembarque no aeroporto local, o presidente…
Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Neste sábado (19) todas as unidades de saúde das zonas urbana e rural de Parauapebas abrem das 9 às 17…