Correio de Carajás

Cemitério desativado há mais de 20 anos causa problemas

PARAUAPEBAS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Mau cheiro, marginalidade e presença de animais perigosos são consequência de descaso com local

Moradores do entorno do Cemitério Municipal Jardim Eterno, localizado no Bairro Rio Verde, em Parauapebas, denunciaram a falta de cuidado com o local em entrevistas ao Portal Correio de Carajás. O cemitério foi desativado no ano de 2000, mas traz problemas para moradores das ruas do Arame e São João, onde a Reportagem esteve nesta sexta-feira (4).

Os cidadãos se queixam de problemas ambientais, como a poluição e o mau-cheiro causado por um esgoto presente no local, se questionando de onde estariam saindo os líquidos que correm nas ruas e se não seriam necrochorume. O matagal do local é um dos principais motivos das reclamações, atraindo traficantes e usuários de drogas, que também se aproveitam da má iluminação nas vias próximas ao cemitério para perpetrar crimes.

Leia mais:

Em entrevista ao Portal, o morador José Raimundo disse que há presença de ratos, mucuras, baratas, formigas em excesso e até mesmo cobras dos mais variados tamanhos, garantindo que essas são abatidas diariamente para não fazerem mal aos cidadãos. “A prefeitura vem aí, bate foto, mas não resolve. Falam que vão arrumar há mais de dois anos, mas nada é feito, e nós moradores é quem sofremos”, declarou José.

José Raimundo, morador do entorno, relata ser comum matar cobras no local

Valdinar da Conceição Silva é outro morador que vive em frente ao muro do cemitério e se queixa constantemente da situação. “Há mais de vinte anos moro aqui e isso sempre foi desse jeito. O muro caiu, o esgoto é mal feito, a limpeza nunca aconteceu e continuamos sofrendo com todo o descaso”. Ele também afirmou que o local se tornou um “ponto de droga” e que na madrugada, depois de 1 hora, a venda e uso de entorpecentes correm soltos.

Valdinar da Conceição Silva afirma que o local abandonado se tornou “ponto de droga”

O Portal procurou a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal a qual informou que uma limpeza na área será programada pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semurb) para a próxima semana. Em relação ao esgoto, a nota afirma que a equipe de manutenção do Saeep irá ao local para verificar a situação e, em seguida, tomar as providências necessárias para resolver os problemas apresentados no local. (Juliano Corrêa – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Preço que o governo pagou por vacina indiana Covaxin foi 1000% mais alto

Preço que o governo pagou por vacina indiana Covaxin foi 1000% mais alto

Documentos do Ministério das Relações Exteriores mostram que o governo comprou a vacina indiana Covaxin por um preço 1.000% maior…
Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas

Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas

Já está disponível na página do Movimenta Pebas, a exposição virtual das três obras produzidas no programa de residência artística…
Estudos fraudados não deslegitimam artigos que comprovam ineficácia da cloroquina contra a covid-19

Estudos fraudados não deslegitimam artigos que comprovam ineficácia da cloroquina contra a covid-19

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:   Leia mais: + Preço que o governo pagou por vacina indiana Covaxin foi 1000% mais alto…
Mutirão, em Marabá, vacina mais de 10 mil pessoas acima dos 45 anos

Mutirão, em Marabá, vacina mais de 10 mil pessoas acima dos 45 anos

A partir desta segunda-feira (21), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) retomou a vacinação contra a covid-19 para quem está…
É falso que senadores republicanos tenham descoberto origem da covid-19

É falso que senadores republicanos tenham descoberto origem da covid-19

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:  Conteúdo verificado: Texto publicado em site na internet segundo o qual senadores republicanos revelaram que já…
Temperatura sobe e agita o verão de Parauapebas

Temperatura sobe e agita o verão de Parauapebas

Junho chegou e com ele a onda de calor mais forte do ano na região amazônica. As temperaturas podem superar…