Correio de Carajás

CCZ realiza testes rápidos para diagnóstico de leishmaniose visceral canina

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Preocupado com suspeitas de cães que apresentam sinais de Leishmaniose (Calazar), o Centro de Controle de Zoonoses realiza ações contínuas contra a doença e mobiliza equipes para repassar informações e orientações à população sobre a doença.

De acordo com o médico veterinário Dr. Nagilvan Amoury, coordenador do CCZ, a Leishmaniose visceral ou calazar é uma doença infecciosa, mas não contagiosa. A transmissão ao homem ocorre por meio da picada de mosquitos conhecidos popularmente como mosquito-palha ou berigui.

Para ter um controle da doença na cidade, a equipe do CCZ vem fazendo uma ação desde o ano de 2012 colhendo amostras de sangue de cães em áreas de risco para exame. De acordo com o coordenador do Centro, em alguns casos, o dono deve levar o animal até o CCZ e existem outros que uma equipe precisa se deslocar até o local quando o caso requer risco.

Leia mais:

“Orientamos para as pessoas que trazem seus animais, que eles estejam apresentando os sintomas, como alimentação sem engorda, ferimentos, sarna e fungos. Mas o ideal é se fazer o teste para ter certeza que este animal está contaminado”.

De acordo com Dr. Nagilvan, o nosso município é endêmico para esta doença e temos que combater o vetor que é o mosquito transmissor. Se existe o animal a possibilidade de transmitir é muito grande, mas existem repelentes, coleiras especiais para evitar que o mosquito venha picar este animal e venha transmitir essa doença ou para outro animal ou para o humano.

Por isso se proteger do mosquito é importante que as pessoas mantenham jardins limpos, quintais e terrenos baldios. O lixo ele tem que ser muito bem acondicionado e descartável de maneira correta. E qualquer sintoma no animal leve ao conhecimento do Centro de Controle de Zoonoses. Tudo depende da população, manter o ambiente limpo, fora do perigo do mosquito transmissor dessa doença em se reproduzir. Em caso de suspeita a pessoa deve procurar o Centro de Zoonoses.

Dr. Nagilvan Amoury, disse que desde 2012 o CCZ faz este trabalho. Segundo ele, durante a semana realiza-se atendimentos todos os dias. “As coletas são feitas na segunda, quarta, quinta, sábado, domingo e feriados, às terças e sextas são realizados procedimentos internos. O que podemos fazer para evitar a doença é vacinando seu animal, tanto para raiva quando para leishmaniose e proteger você e sua família”, finaliza.

Para mais informações sobre a doença ou para notificar casos suspeitos de Leishmaniose visceral ou calazar ligue para o telefone (94) 3324-4411 ou vá pessoalmente ao Centro de Controle de Zoonoses na Avenida 2000, Bairro Novo Horizonte. (Ascom/PMM)

Mais

Helder inaugura, entrega cheques e assina ordens de serviço em Marabá

Helder inaugura, entrega cheques e assina ordens de serviço em Marabá

Em visita a Marabá nesta quarta-feira (12) o governador Helder Barbalho rodou a cidade fazendo inaugurações, assinando ordens de serviço,…
Cruzamento na VS-10 causa graves acidentes de trânsito

Cruzamento na VS-10 causa graves acidentes de trânsito

Um cruzamento entre a Avenida VS-10 e a Rua Florita, na altura do Bairro Morada Nova, em Parauapebas, tem causado…
Sete em cada dez empreendedores fizeram vendas online na pandemia

Sete em cada dez empreendedores fizeram vendas online na pandemia

Sete em cada dez micro, pequenas ou médias empresas (73,4%) do país estão fazendo vendas online durante a pandemia do novo coronavírus.…
Brasil inaugura primeira antena rural para a internet 5G

Brasil inaugura primeira antena rural para a internet 5G

O Brasil já tem instalada a sua primeira antena rural destinada à quinta geração de internet (5G). A tecnologia funcionará,…
Defensoria recomenda vacina a pessoas presas de grupos prioritários

Defensoria recomenda vacina a pessoas presas de grupos prioritários

A Defensoria Pública do Pará (DPE) emitiu uma recomendação ao Governo do Estado para que as pessoas privadas de liberdade…
Comissão da OMS faz recomendações para evitar próxima pandemia

Comissão da OMS faz recomendações para evitar próxima pandemia

Um novo sistema global transparente deveria ser criado para apurar surtos de doenças, habilitando a Organização Mundial da Saúde (OMS)…