No lugar da casa ficou só o baldrame para conta a história/ Foto: Evangelista Rocha
Ads

Um incêndio destruiu duas casas de madeira na Folha 20 (Nova Marabá), na tarde da última terça-feira. Um dos imóveis foi completamente destruído, enquanto outro foi parcialmente consumido pelas chamas. As duas casas ficam nas margens da “Grota Criminosa” e a dificuldade de acesso impediu que o Corpo de Bombeiros fizesse um trabalho com mais rapidez.

Ads

Morador do imóvel que foi completamente destruído, Genivaldo Moura contou para a Imprensa que estava residindo na casa havia apenas duas semanas. Ele lamentou o desastre, pois as chamas consumiram todos os móveis da casa. “O pouco que eu tinha agora não tenho nada. Fiquei só com a roupa do corpo”, relatou.

Momento em que as chamas consomem totalmente uma das casas/ Foto: Divulgação

Ouvido pelo CORREIO, o subtenente Pontes, do Corpo de Bombeiros, diz que foi acionado ao local do incêndio pelo Núcleo Integrado e Operações Policiais (NIOP-190), mas conta que perdeu muito tempo porque o acesso é difícil para o caminhão, que é grande para a estreita via.

Segundo ele, foi necessária a utilização de vários metros de linhas de mangueira, pois o caminhão só chegou a 300 metros de distância das casas. “A gente ficou triste por não ter conseguido chegar a tempo por motivo de não ter um acesso viável”, relata, acrescentando que quase aconteceu um acidente com a viatura devido à vala da grota criminosa.

Sobre as causas do sinistro, o subtenente Pontes disse ter ouvido comentários no sítio da ocorrência de que existe muito “gato” na área (ligação clandestina de energia), mas ele ponderou que somente a perícia é que pode dizer o que, de fato, ocorreu ali. (Chagas Filho – Com informações de Evangelista Rocha)

Ads