Correio de Carajás

Casal se refugia do coronavírus em chácara de Parauapebas e é assassinado

Arlindo e Lucirene foram assassinados a tiros nesta madrugada, em chácara de sua propriedade/ Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O casal Arlindo Setúbal dos Santos e Francisca Lucirene Nascimento, pioneiro de Parauapebas, foi assassinado a tiros na madrugada desta quarta-feira (12), na chácara de sua propriedade, O crime aconteceu na vicinal Barra do Cedro, em Curionópolis, a 30 km de Parauapebas. O casal havia optado em ficar recluso na propriedade rural por conta da pandemia do novo coronavírus, mas acabou sendo morto.

A suspeita de amigos da família é que o casal tenha sido vítima de assalto, já que meses atrás foi extraído minério no local, o que poderia ter despertado a atenção dos responsáveis pelo crime. Na tarde de ontem, um vizinho da propriedade rural foi conduzido à delegacia para prestar depoimento.

O diretor da unidade policial, delegado Élcio de Deus, disse à Reportagem que foi encontrado na casa do homem uma “arma longa”, sem registro, mas, que ele negou qualquer envolvimento com o crime. Ainda assim, foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.

Leia mais:

A suspeita de amigos da família é que o casal tenha sido vítima de assalto, já que meses atrás foi extraído minério no local, o que poderia ter despertado a atenção dos responsáveis pelo crime.

A Polícia Militar foi acionada por Jonathan Kenzo do Nascimento Aoyagui, filho das vítimas, informando que os pais haviam sido executados. Ao chegarem à propriedade preservaram o local do crime até a chegada da Policia Civil. O corpo só foi recolhido por volta de 18h10. A polícia não revelou a identidade do suspeito.

As vítimas foram encontradas na manhã desta quarta-feira, 12, pelo caseiro da chácara. Arlindo trabalhou muitos anos no ramo de farmácia na Rua 14, em Parauapebas, comércio que agora estaria sendo gerenciado por um filho.

Para a polícia, familiares dos mortos disseram que eles não tinham inimizade e o único desentendimento que tiveram foi com um ex-empregado, cujo nome não foi revelado. Essa pessoa teria furtado 29 cabeças de gado.

Na ocasião, o tal ex-funcionário chegou a ser detido e conduzido para a 23ª Seccional Urbana de Polícia Civil, por posse ilegal de arma, pois uma espingarda foi encontrada na casa dele. (Theíza Cristhine e Ronaldo Modesto. Colaborou Chagas Filho)

Comentários

Mais

Apreendido com drogas, adolescente é suspeito de homicídio

Apreendido com drogas, adolescente é suspeito de homicídio

Um adolescente de 17 anos foi apreendido por tráfico de drogas na noite desta quinta-feira (17) no Bairro da Paz,…
Cão é amarrado a corrente e arrastado por moto; mulher vai para a delegacia

Cão é amarrado a corrente e arrastado por moto; mulher vai para a delegacia

Um cão adulto, que estava sendo arrastado por uma motocicleta em Redenção, sul do Estado, foi resgatado pela Polícia Militar.…
Foragido de SP é preso em Conceição do Araguaia após assaltar panificadora

Foragido de SP é preso em Conceição do Araguaia após assaltar panificadora

Um indivíduo considerado de alta periculosidade, foragido da Justiça do Estado de São Paulo, foi preso nesta quinta-feira, 17, em…
Mulher desaparece em Jacundá e é vista pela última vez em Marabá

Mulher desaparece em Jacundá e é vista pela última vez em Marabá

Izabel Suelen Costa de Oliveira é procurada por familiares e amigos desde que desapareceu no dia 4 de junho, no…
Verdadeiro ladrão de bicicleta foi preso e é branco

Verdadeiro ladrão de bicicleta foi preso e é branco

Infelizmente o racismo é muito enraizado no Brasil, e por conta disso, diversas pessoas negras são acusadas injustamente por crimes…
Operação Le Mans: PF investiga contrabando de brasileiros ao exterior

Operação Le Mans: PF investiga contrabando de brasileiros ao exterior

A Polícia Federal deflagrou hoje (17) a Operação Le Mans, com o objetivo de “encerrar as atividades de associação criminosa…